Após quatro anos, famílias despejadas de horta comunitária em Petrolina ainda esperam por respostas do Governo de PE

3

francisco gomes - frança

Após quatro anos, 36 famílias de agricultores familiares que trabalhavam na extinta Horta Comunitária do Centro Social Urbano (CSU) de Petrolina continuam reivindicando seus direitos. O local deu lugar ao prédio da Unidade de Pronto Atendimento Especializado (UPAE), e o Governo do Estado teria prometido às famílias que construiria outra horta mais moderna. Mas isso não aconteceu. A nova horta que foi construída não teria atendido às necessidades das famílias.

Segundo o presidente da Associação da Horta Comunitária do CSU, Francisco Gomes, o ‘França’, o projeto apresentado por representantes do Governo de Pernambuco previa uma infraestrutura mais moderna do espaço. Ele também informou que cada família seria indenizada pelo Estado enquanto a nova horta – situada por trás da UPAE – fosse construída.

Em entrevista ao programa ‘Manhã no Vale’, da Rádio Jornal Petrolina, França disse que foi necessário acionar a Justiça. “Ganhamos na primeira instância, aqui em Petrolina; ganhamos na segunda instância, no Recife, e agora estamos apelando para que o senador Fernando Bezerra e o Fernando Filho (ministro de Minas e Energia) falem com o governador Paulo Câmara. Esperamos que o governo tome uma atitude”, disse.

De acordo com França, as 36 famílias despejadas reúnem cerca de 200 pessoas que dependiam da horta para sobreviver. “Estamos na esperança, pois a justiça entendeu assim e nós ganhamos. Se estava errado, não tem o que eles reclamar, o direito é nosso”, pontuou, cobrando que representantes do Governo de Pernambuco sentem-se para uma conversa e resolvam de vez a situação. “A gente espera um negócio amigável com o governo, pois precisamos de uma resposta”, finalizou. Com a palavra, o Governo do Estado.

3 COMENTÁRIOS

  1. Rapaz tá difícil para o governo “modelo de gestão técnica e eficiente ” do PSB, tão dando calote até em pobres agricultores de hortinhas comunitárias! Deus me livre uma praga destas comandando Petrolina!

      • Mudou de nome foi popó? Quer levar um surra de argumentos? Pois lá vai:

        Dívida pública do estado de pernambuco no último ano do governo Jarbas Vasconcelos: 4 bilhões.
        Dívida pública do estado de pernambuco no último ano do governo Eduardo Campos: 10 bilhões. aproximadamente 76% da receita corrente líquida! Mais que dobrou em apenas 8 anos deste tipo de “gestão eficiente” do PSB! Previsão de déficit de 241 milhões em 2017!

        Dívida Pública de petrolina em 2015, gestão Lóssio: 15,85% da receita corrente líquida!
        Sabe o que é isso? Gestão enxuta e eficiente, faz obras quando tem condição de fazer, nada de populismo com obras eleitoreiras feitas com empréstimos a juros altos, comprometendo a saúde financeira do município, para depois ter que dar calote nos credores como tem feito o governo do PSB!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome