Após denúncia do Ministério do Turismo, PF abre inquérito para investigar supostas irregularidades no São João de Petrolina

13

Amaro delegado PFA Polícia Federal (PF) em Juazeiro instaurou inquérito para apurar supostas irregularidades cometidas pela Prefeitura de Petrolina na aplicação de R$ 322 mil destinados à parte da estrutura dos festejos juninos da cidade, que serão abertos oficialmente na noite desta quinta-feira (20).

A denúncia partiu do Ministério do Turismo, parceiro da prefeitura no convênio. Do valor total, R$ 300 mil saíram dos cofres da União e os outros R$ 22 mil de contrapartida do município. Um representante do Ministério, que não estava autorizado a conceder entrevista, veio de Brasília para Petrolina, onde participou de uma licitação, na tarde de ontem, sem se identificar. Hoje pela manhã ele prestou depoimento na sede da PF. O vereador e líder da bancada oposicionista, Ronaldo Cancão, o acompanhou.

Cancão também passou ao delegado da PF, Amaro Guimarães, algumas das denúncias que fez ontem (18), na tribuna da Casa Plínio Amorim, em relação ao assunto, a exemplo de indícios de superfaturamento na contratação de artistas para a festa, desde o São João de 2011.

Guimarães explicou, no entanto, que a Polícia só tem atribuição para averiguar denúncias relacionadas a recursos da União. “Com relação a isso, eu não conheço esses contratos, esses valores. E obviamente não é uma atribuição nossa, porque não envolve recursos do governo federal”, argumentou.

Quanto ao objeto do inquérito, o delegado da PF ressaltou já ter material referente à estrutura do pátio de eventos montado numa área próxima ao Aeroporto Senador Nilo Coelho, onde os festejos acontecerão. Como a prefeitura tem apenas um prazo de 24 horas para concluir toda a estrutura, conforme edital licitatório, ele achou, no mínimo, estranho o pouco tempo que a prefeitura terá para concluir toda a montagem, e informou que vai acompanhar tudo de perto. “É estranho o edital determinar que a estrutura deve estar pronta 24 horas antes da festa e a própria licitação ser de 48 horas antes“, finalizou. O delegado deve ouvir, durante todo o dia, integrantes do governo municipal e participantes da licitação.

13 COMENTÁRIOS

  1. INFELIZMENTE EM PETROLINA NÃO AS INVESTIGAÇÕES CORRETAS, PORQUE SE EXISTISSE ESSE TAL PREFEITO….. OU FORA DA PREFEITURA. MAS UMA PEQUENA PARTE VOTOU NISSO, PORQUE TODOS NÓS SABEMOS QUE ATE NAS ELEIÇÕES LEVANTARAM SUSPEITA. .ESPERAMOS QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA. PORQUE ATÉ AGORA AINDA NÃO TRABALHOU SÓ FEZ COISAS ERRADAS.

  2. Bom, agora ficou claro de que é o poder investigativo… Polícia….. (federal, delegados)
    e não Ministério Público…. porque nunca vimos isso na cidade , portanto….

    Esse delegado AMARO é uma cara de formação moral….. bem , criado…. de parabéns ELE E seus pais.,….

  3. Vamos Delegado, Ministério Público e demais órgãos, além de vereadores, peçam documentos, contratos, empenhos (duvido que eles entreguem!) e o que puder conseguir. Seria bom que isso tudo viesse à tona para assim Petrolina entender o quanto essa gestão brinca com o dinheiro público.

  4. Quem não se lembra do ano paasado, o mesmo denuncismo e no final não deu nada. Mas uma vez, o mesmo modus operandi. Aí Júlio Lóssio agradece. Com uma oposição burra dessa, fica fácil.

  5. Pergunte ao M Público… ele deve saber… não é investigativo….poder tem… acho que querem tirar o poder pq não desenvolvem bem o papel. deles … cada dia sem função…

    pq não querem mesmo trabalhar…. por isso esperemos os delegados e a polícia….

  6. Cadê a “Verlania” defensora pública nº 1 do Sr. Prefeito, não vai se manifestar? Ah, lembrando, manda corrigir o texto primeiro para que possa ser entendida e fazer jus aos R$ 1.700,00!!!!

  7. Quem passou pelo local do São João viu que tudo que ia ser licitado estava sendo montado.
    E o processo licitatório do São João 2013. K D?
    Usar o mesmo processo licitatório é legal?
    Tive no evento e a marca da empresa era Leo Shows. Quem ganhou a licitação?
    Minha empresa não pode disputar licitação para o São joão por que?
    O ministério público torna-se responsável por esta fraude por não apurar!?!?!
    Quero 5 milhões sem licitação para montar aquela estrutura também.
    No meio de tanta manifestação ninguém enxerga todo esse dinheiro indo pelo ralo?

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome