Apevisa investiga primeiro caso de infecção por micobactéria em Petrolina

por Carlos Britto // 27 de janeiro de 2009 às 15:03

A Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) investiga em Petrolina,  o primeiro caso de infecção por micobactéria registrado em Pernambuco. Os técnicos estão na cidade para examinar pessoas que passaram por cirurgias plásticas ou fizeram videocirurgias no segundo semestre do ano passado.A equipe da Apevisa foi à cidade levantar dados e investigar os hospitais. A suspeita surgiu quando um homem operado de vesícula por laparoscopia procurou o órgão para fazer a denúncia no Recife.

“Fazendo análises laboratoriais e avaliações clínicas, obtivemos um resultado positivo na amostra sangüínea no paciente”, afirmou o coordenador geral da Apevisa, Jaime Brito. “Este é o primeiro caso confirmado em Pernambuco”.

O paciente que fez a denúncia foi operado em outubro de 2008 no hospital Neurocárdio, em Petrolina. A unidade de saúde afirmou que não vai se pronunciar até que saia o laudo técnico da Agência e que os equipamentos usados na cirurgia pertenciam ao médico, e não ao hospital.

O paciente agora está em tratamento. “Com o uso de antibiótico, o tratamento pode durar de quatro a seis meses, mas já houve casos em que ele chegou a ultrapassar um ano”, disse a infectologista da Apevisa Ana Paula Henrique. “A medicação prolongada leva à cura”.

Apevisa investiga primeiro caso de infecção por micobactéria em Petrolina

  1. José Novaes-Codevasf disse:

    Carlos Britto, parabens pelo seu blog sou assíduo leitor.
    Abraços Jose Novaes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.