Ao lado de Lóssio, Eduardo inaugura UPAe e UPA 24 horas e fala em parcerias acima de partidos políticos

por Carlos Britto // 29 de julho de 2013 às 20:35

Eduardo CamposGovernador UPAJá começa a funcionar a partir desta terça-feira (30) a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 horas de Petrolina. A unidade foi inaugurada na tarde de hoje (29) pelo governador Eduardo Campos (PSB), acompanhado do secretário estadual de Saúde, Antônio Figueira, do prefeito Júlio Lóssio (PMDB), além de deputados estaduais e federais.

Além da UPA 24 horas, o governador também inaugurou a Unidade Pernambucana de Atendimento Especializado (UPAe), que oferecerá consultas ambulatoriais, exames e pequenas cirurgias. “A UPA 24 horas vai começar a funcionar já. A UPAe, nós vamos implantando nos próximos 60 dias, como fazemos nos grandes hospitais logo no início”, afirmou Eduardo.

Os dois serviços beneficiarão mais de 440 mil habitantes dos municípios de Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista, todos no Sertão do São Francisco. Após visitarem a estrutura das duas unidades, os prefeitos assinaram o termo de adesão à política de co-financiamento com a Secretaria Estadual de Saúde. Em um clima amistoso, o governador agradeceu a parceria entre os municípios e o Estado, e destacou que a união, independente de partidos políticos, é fundamental para que os serviços funcionem.

“Estamos fazendo o que povo espera de nós: dar as mãos e encarar os problemas de frente, não ficar um jogando para o outro a responsabilidade. Para que o serviço funcione, é fundamental essa parceria estratégica, para que a gente possa seguir com a atenção básica que é de responsabilidade dos municípios”, ressaltou.

Ao todo, mais de R$ 20 milhões foram investidos para a construção dos dois prédios e a aquisição dos equipamentos. Em seu discurso, Eduardo fez questão de destacar os investimentos que o Governo do Estado tem feito na área de saúde, especialmente para descentralizar os serviços.

“Nós cuidamos das urgências e emergências, em fazer novos hospitais e cuidar dos existentes. Em Petrolina, voltamos a assumir o Hospital Dom Malan há três anos e meio. Seremos o primeiro estado do Norte-Nordeste do Brasil a operar o Samu nos seus quatro quadrantes, desde os acidentes de trânsito a atendimentos mais específicos, como partos. Descentralizamos as UTIs, o serviço de hemodiálise. Investimos na rede de farmácias. Em Pernambuco, quase 40 mil pessoas tomam medicações complexas, caríssimas. E descentralizamos o serviço com mais de 40 farmácias básicas no interior”, destacou.

Humanização

Com atendimento de urgência 24 horas em clínica médica e odontologia, a UPA de Petrolina terá capacidade para realizar uma média de 80 mil consultas por ano. Já a UPAe, que será a segunda de Pernambuco, contará com um setor ambulatorial, com 19 consultórios. Aos mais de 400 profissionais que irão trabalhar nas duas unidades, o governador fez um pedido.

“Se vocês tiverem três segundos antes de perder a calma ou ser desatenciosa com qualquer paciente, se coloquem no lugar dele. Pensem que ali pode ser sua mãe, um filho seu, uma pessoa querida. Porque muitas vezes, quando a gente chega a uma unidade de saúde, doente, apavorado, uma palavra, um bom dia, um boa noite, como vai você, é melhor do que uma injeção ou um comprimido”, afirmou.

Eduardo ainda comentou que o grande desafio hoje em todo o país é formar médicos e trazê-los para o SUS. “Formar mais pessoas, mais profissionais de saúde, é um desafio no Brasil. Nosso governo criou duas faculdades de Medicina no interior, uma no Agreste e outra no Sertão. O presidente Lula criou na Univasf o curso de Medicina, pode a qualquer momento aumentar as suas vagas, para que a gente possa formar mais jovens que aqui vivam e possam continuar levando a saúde e o tratamento adequado a seus conterrâneos”, comentou.

Por Monyk Arcanjo

Ao lado de Lóssio, Eduardo inaugura UPAe e UPA 24 horas e fala em parcerias acima de partidos políticos

  1. Pedro Henrique disse:

    Ninguém questionou ao governador quando será construído o nosso Hospital Regional? Ou não há nem projeto por parte do Governo do Estado?

  2. Morador de Petrolina disse:

    Se for igual as AME a população tá é frita.

  3. Osvaldo disse:

    Nessa hora os deputados só apareceram para ficar na foto. Boa vida a deles, sentar do lado do chefe ou da maioria qualquer que seja a maioria. Pai em Brasília e Filho em Pernambuco, que dupla.

  4. Morador de petrolina disse:

    Como tem gente infantil ainda em petrolina vil!todo mundo sabe da forca politica que tem pai e filho,pena que poucos pensâo assim.’Amebas’!

  5. Maria disse:

    Sim, todos os blogs da região comentam a respeito das UPA’s, mais ninguém fala onde elas são localizadas.
    Ah! já sei, é que quando alguém estiver passando mal vai passar horas procurando uma UPA, dai a pessoa piora , e resolvem levar pro hospital de Traumas, dai ela morre e a culpa é do hospital…
    Espero que algum dia os nossos governantes resolvam realmente se preocupar com a saúde da população, e não apenas com as divulgações do lhes é importante para as suas belas imagens.
    kkkkkk, é gente vamos rir porque tá difícil, e se chorarmos piora.
    Abraços cidadãos Petrolinenses . ;)

  6. Flanklin Stem Santos da Silva disse:

    SALÁRIO DIGNO PARA TODOS
    A verdade é que deveria ter respeito e valorização dos nossos profissionais, salário digno é assim:
    Graduado… Dr. Médico – 100%
    Graduado… Dr. Enfermeiro – 70% do Dr. Médico
    Graduado… Outros Doutores da saúde 70% do Dr. Enfermeiro
    Nível Médio – Técnico de Enfermagem ou outros da saúde – 50% dos outros Doutores da saúde
    Ensino fundamental – Auxiliar de Enfermagem ou outros da saúde – 70% do Técnico de Enfermagem ou outros da saúde.

    30 HORAS JÁ: ENFERMAGEM E TODOS – ÁREA DE SAÚDE

    … xxx … xxx … xxx … XXX … xxx … xxx … xxx …

    Os 10 MANDAMENTOS DOS DOUTORES: MÉDICOS E ENFERMEIROS

    1 – Se você não sabe o que tem, dá VOLTAREN;

    2 – Se você não entende o que viu, dá BENZETACIL;

    3 – Apertou a barriga e fez ‘ahhnnn’, dá BUSCOPAN;

    4 – Caiu e passou mal, dá GARDENAL;

    5 – Tá com uma dor bem grandona? Dá DIPIRONA;

    6 – Se você não sabe o que é bom, dá DECADRON;

    7 – Vomitou tudo o que ingeriu, dá PLASIL;

    8 – Se a pressão subiu, dá CAPTOPRIL;

    9 – Se a pressão deu mais uma grande subida, dá FUROSEMIDA!

    10 – Chegou morrendo de choro, ponha no SORO.

    …e mais…

    Arritmia doidona dá AMIODARONA…

    Pelo não, pelo sim, dá ROCEFIN.

    …e SE NADA DER CERTO, NÃO TEM NEUROSE…
    …DIGA QUE:

    É SÓ ESSA NOVA VIROSE!!!

    Parece brincadeira, mas… É verdade!

    (Recebido por e-mail – Autor Desconhecido)

    … xxx … xxx … xxx … XXX … xxx … xxx … xxx …

    Doutor (Dr.): É importante ressaltar que doutor via de regra não configura forma de tratamento, mas título acadêmico. Seu uso deve-se limitar apenas a comunicações dirigidas a pessoas que alcançaram o grau acadêmico de doutoramento(português europeu)ou doutorado(português brasileiro). Por questões culturais, tal título é permitido aos Bacharéis em Enfermagem pela LEI COFEN 256/2001, Odontologia, em Direito e em Medicina, e qualquer outro profissional de nível superior ou da saúde. Entretanto, formalmente, deve-se usar o tratamento Senhor que confere a desejada formalidade às comunicações.

    Fonte: Pronome de tratamento
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Pronome_de_tratamento
    … xxx … xxx … xxx … XXX … xxx … xxx … xxx …

    Cofen reconhece direito de enfermeiro usar título de “doutor”
    BRASÍLIA/VALE DO ASSU – A partir de agora a classe dos enfermeiros poderá, a exemplo de outros profissionais tais como médicos, advogados, engenheiros e outros, usar o título de “doutor”. Autorização neste sentido foi dada por meio da resolução número 256/2001, do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), em Brasília. O órgão federal considerou que “o uso do título de doutor tem por fundamento procedimento isonômico, sendo em realidade, a confirmação da autoridade científica profissional perante o paciente ou cliente”.
    Além disso, o Cofen entendeu que “o título tem por fundamento praxe jurídica do direito consuetudinário, sendo o seu uso tradicional entre os profissionais de nível superior”.
    O organismo classista interpretou, também, que “a exegese jurídica, fundamentada nos costumes e tradições brasileiras, tão bem definidas nos dicionários pátrios, assegura a todos os diplomados em curso de nível superior, o legítimo uso do título de doutor”. O Cofen observou ainda que “a não-utilização do título de doutor leva a sociedade e mais especificamente a clientela, a que se destina o atendimento da prática da enfermagem pelo profissional da área, a pressupor subalternamente, inadmissível e inconcebível, em se tratando de profissional de curso superior”.

  7. Flanklin Stem Santos da Silva disse:

    NÃO SOMOS MACACOS!

    SOMOS TODOS DOUTORES…

    NÃO É ESQUISITO… Se colocam no crachá e na escala de serviço, Doutor antes do nome do médico, porque também nos outros DOUTORES (que tem Doutorado e/ou Resolução) não é feito igual? NÃO É MESMO ESQUISITO ?

    Não Sejam Preconceituosos e Injustos, RESPEITE-OS!

    O CERTO É ASSIM:

    Dr. José
    Biomédico

    Drª. Maria
    Enfermeira

    Dr. José
    Médico

    PRECONCEITO NUNCA MAIS!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *