Antonio Coelho cobra agilidade no licenciamento do abatedouro de Dormentes

por Carlos Britto // 10 de maio de 2023 às 20:53

Foto: Fernando Da Hora/divulgação

O licenciamento do abatedouro de Dormentes (PE), no Sertão do São Francisco, foi tema de pronunciamento do deputado Antonio Coelho (UB), na tarde desta quarta (10), no plenário da Assembleia Legislativa (Alepe). O parlamentar apelou à gestão estadual, em especial à Agência de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Adagro), maior agilidade na inspeção e liberação das licenças necessárias a fim de que esse importante equipamento público seja utilizado pelos produtores da região.

Quando estiver em funcionamento, o abatedouro vai contribuir para o maior desenvolvimento da caprinovinocultura, bem como ajudará a consolidar o município entre os maiores produtores de caprinos e ovinos do Estado.

O deputado pontuou que, além da maior capacidade de produção pecuária, as licenças vão assegurar que o abatedouro obtenha a garantia de que os alimentos comercializados seguirão os rígidos controles de qualidade e de atendimento às normas sanitárias. A nova estrutura terá capacidade para abate de 200 animais por dia. No contexto estadual, Dormentes possui o maior rebanho de ovinos e o 4º maior de caprinos.

Dormentes ainda vive aquém do seu potencial econômico. O novo abatedouro vai permitir que a cidade exerça de forma plena a sua vocação. Isso não só ampliará a renda de quem produz como vai garantir um alimento de qualidade para quem consome“, destacou o parlamentar. Em seguida, frisou que, devido à ausência desse importante equipamento, muitos produtores são forçados a recorrer ao abate informal, deixando fora do alcance o acesso a mercados mais exigentes do ponto de vista sanitário. “O novo abatedouro permitirá ao município vencer diversas barreiras sanitárias e, por consequência, conquistar novos mercados Brasil afora“, assinalou.

Sonho antigo

Sonho antigo dos criadores, Antonio Coelho frisou que o abatedouro saiu do papel devido aos esforços e às articulações do então senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e do deputado federal Fernando Filho (UB). Construído pela Codevasf, o equipamento recebeu um investimento da ordem de R$ 6 milhões em recursos federais. Aliado ao pronunciamento, o pedido do parlamentar também consta da Indicação nº 2068/2023, aprovada por unanimidade entre os parlamentares e encaminhada aos órgãos competentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Srs leitores e, redatores deste conceituado meio de comunicação. Aproveitando para parabenizar, pela matéria postada, pois, é história e é…