Aniversário da Igreja Pentecostal movimenta comunidades da Zona Oeste de Petrolina

1

Cartaz - Aniversário da IPVSMoradores dos bairros Cohab VI e João de Deus, na zona oeste de Petrolina, estão em festa pelo aniversário da Igreja Pentecostal Viva do Senhor. No próximo final de semana a população celebrará o quarto ano da igreja na localidade.

Serão dois dias de festa, que contará com a visita da missionária Márcia, de Gravatá (PE), Agreste do estado. No sábado (8/03), a festa será realizada na Congregação do João de Deus, a partir das 18h.

Já no domingo (9/03) é a vez da Cohab VI celebrar o aniversário da Igreja. O evento será realizado na Rua 45, Nº 145-A. A entrada é franca.

1 COMENTÁRIO

  1. CRIMINOSA DISCRIMINAÇÃO ATRAVÉS DE FALSAS LÍNGUAS ESTRANHAS
    Eis a ordem bíblica (I Coríntios 14:27-28): “E se alguém falar em língua estranha, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete. Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus.” Durante um culto, reunião de oração, etc. mesmo que a atividade religiosa dure meio dia sem parar, podem ter no máximo três pessoas com línguas estranhas, audíveis, somente uma de cada vez, e ainda OBRIGATORIAMENTE precisa ter intérprete humano do estranho ao humano. Se não tiver intérprete humano é para, obrigatoriamente, calar a boca, ficar de BOCA FECHADA somente em PENSAMENTO, consigo mesmo e com Deus. E tal intérprete verdadeiro de Deus praticamente não existe. O que se ouve por ai quase sempre são “chutes” e adivinhações carnais ou a atuação de espíritos enganadores.
    PERIGO: as línguas estranhas VERDADEIRAS dependem diretamente da atuação do Deus Espírito Santo. E por isto se alguém falar em suposta língua estranha AUDÍVEL em público sem haver intérprete humano provavelmente se trata de falsa língua estranha carnal (por conta própria carnalmente) ou demoníaca (por influência de espíritos enganadores), porque O ESPÍRITO SANTO NÃO COMPACTUA COM DESOBEDIÊNCIA À BÍBLIA. E intérprete humano verdadeiro é tão raro que praticamente não existe. Repetindo: se uma pessoa falar em falsa língua estranha carnal, ou até mesmo em suposta verdadeira língua estranha audível em público, mas sem haver intérprete humano isto provavelmente é obra da carne ou é atuação de espíritos enganadores. Nas duas situações o falsário ou ingênuo exibicionista estará desobedecendo à Bíblia, pecando contra o Espírito Santo, entristecendo-O, e por isto o Espírito Santo pode se afastar de tal pessoa, ficando ela vulnerável à atuação de Satanás. Os exibicionistas precisam ficar mais espertos! Não é mesmo? Sobre CRIMINOSA discriminação com falsas línguas estranhas leia o site: https://www.laurohenchen.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome