Agrovale recebe certificação de redução de emissão de CO2

3

A Agrovale, maior empresa produtora de açúcar, etanol e bioeletricidade da Bahia, já está emitindo e comercializando os créditos de descarbonização, os CBIOs. A certificação de produção e importação eficiente de biocombustíveis (RenovaBio) foi aprovada desde novembro do ano passado e estabelece uma meta de descarbonização de 11% até 2029.

Em dia com a nova política nacional de biocombustíveis do País, a empresa objetiva reduzir as emissões de CO2 por meio do aumento da capacidade de produção de biocombustíveis, no caso o etanol. Na última safra a Agrovale produziu 67 milhões de litros desse combustível. De acordo com a coordenadora de  Meio Ambiente da empresa, Thaisi Tavares, o Renovabio contribui com uma melhor relação de eficiência energética e de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa na produção, comercialização e  uso de biocombustíveis.

A coordenadora enfatizou ainda que estudos recentes revelam que a queima da palha equivale à emissão de 9 kg de CO2 por tonelada de cana, enquanto a fotossíntese da cana retira da atmosfera cerca de 15 toneladas por hectare de CO2. O mercado de créditos de carbono começou principalmente a partir dos efeitos do Protocolo de Quioto, acordo internacional assinado no final dos anos 1990 e em vigor desde 2005, que determinou uma série de compromissos pela redução da emissão de gases poluentes.

O mercado é uma opção rentável para um dos problemas mais graves do mundo contemporâneo – e só no Brasil, país que ocupa a terceira posição em participação nesse mercado, 268 projetos representam 5% do total mundial.

3 COMENTÁRIOS

  1. Uma empresa que emite 9 kg de CO2 por tonelada de cana deveria ser proibida de ter esse tipo de crédito. Polui e afeta a saúde de mais de meio milhão de habitantes. Todos os anos nossas casas são invadidas por fuligem e adoecemos. Nem a saúde dos habitantes do vale durante a pandemia essa empresa poupou. Será que esse comentário vai ser publicado por um blog que vive de publicidade desse tipo de empresa poluidora… duvido… mas pelo menos vou ter a certeza de que alguém leu.

  2. O CO2 não é maléfico, o CO2 é o gás da vida, sem ele não existe agricultura. Quanto a fuligem é sim uma falta de respeito com os moradores de Petrolina e Juazeiro. Todo o CO2 captado pelas florestas, não chega a 10% do que os oceanos captam, mas isso está correndo um grande risco, pois com a mortandade de Golfinhos, Tubarões e outras espécies, esse sequestro de CO2 tenderá a diminuir, e a morte das espécies aquática não se deve apenas a grande quantidade de plásticos que são jogados nos oceanos, mas ao assassínio em massa dos golfinhos, sabe por que? porque os golfinhos são concorrentes da pesca predatória dos japoneses, eles matam os golfinhos e soltam no mar simplesmente, mas não é só um golfinho não, são centenas de milhares de golfinhos, tubarões, simplesmente matam, e essas espécies captam o CO2 da natureza e os oceanos os transformam em oxigênio. Você que consome produtos de plásticos é também responsável por essa poluição. Não pense que consumir peixe é bom para saúde não, os peixes atualmente tem todo tipo de contaminação como mercúrio, chumbo e outros. Mas voltando ao CO2, entrem na internet e assistam as aulas de Dr. Carlos Mollion. Assistam MAR VERMELHO documentário e assistam também OCEANOS DE PLÁSTICOS e vamos deixar de sermos marionetes de bandidos. A Amazônia Floresta não é e nunca foi o pulmão do mundo, o problema está na morte dos oceanos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

três × 5 =