Afogados da Ingazeira apresenta sistema de reuso e preservação da água em evento que reúne países da América Latina e Caribe

0
(Foto: Ascom Divulgação)

Depois de receber o Prêmio Estadual Vasconcelos Sobrinho da Agência Estadual do Meio Ambiente (CPRH) e ficar em segundo lugar no prêmio nacional de sustentabilidade, promovido pelo Ministério do Meio Ambiente, o Sistema de Reuso de água implantado pela Prefeitura de Afogados da Ingazeira (PE), no Sertão do Pajeú, ganha o mundo despertando o interesse de outros países.

As recentes premiações da iniciativa, além do Prêmio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), ao qual concorre, fizeram a Prefeitura de Afogados ser convidada a apresentar o funcionamento do sistema no 10º Encontro Anual da Rede de Biodigestores para a América Latina e Caribe (RedBioLac), que está acontecendo em Foz do Iguaçu, Paraná, e que reúne dezenas de países da América Latina e do Caribe. O encontro acontece na sede da Usina de Itaipu.

Por não poder comparecer ao encontro, o prefeito de Afogados, José Patriota, está sendo representando pelo assessor técnico da prefeitura, Elias Silva. Segundo ele, este é o primeiro encontro da rede a ser realizado no Brasil, e termina nesta sexta-feira (21). Além de apresentar o funcionamento e as vantagens do sistema de reuso, o representante de Afogados também irá conhecer diversas experiências em energias renováveis, que estão sendo implementadas nos países participantes do encontro. Outra instituição do semiárido que se faz presente ao evento é a Diaconia, que apresenta o sistema de biodigestores.

Sistema

O sistema de reuso representou uma economia de mais de R$ 15 mil mensais na conta de água paga pela prefeitura para irrigar o gramado do Estádio Vianão. O esgoto oriundo de 150 residências do São Braz é processado, tratado por intermédio de uma calda bacteriológica enriquecida de rúmen bovino e cascas de laranja, e é transformada em água rica em nutrientes, perfeita para a irrigação do gramado. A próxima parada será em Cabo Verde, arquipélago encravado no meio do oceano atlântico. A prefeitura foi convidada a chefiar uma missão técnica para apresentar esse e outros projetos aqui implementados e estabelecer um intercâmbio.

TV Globo

E não é só das instituições e países ao longo do mundo que o sistema tem despertado o interesse e a atenção. Nesta quarta (19), uma equipe da TV Globo Nordeste, capitaneada pelo Repórter Roger Casé, virá a Afogados para produzir uma matéria que será veiculada em um dos programas nacionais da emissora. A equipe também visitará o abatedouro, onde o mesmo sistema trata o sangue dos animais abatidos e o transforma em água, que já está sendo usada na irrigação de diversas culturas. “Essa iniciativa, além da economia para os cofres públicos, evita que o esgoto e o sangue dos animais contaminem e poluam o meio ambiente“, destacou Elias Silva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome