Aero Cruz despista sobre discurso em tom de despedida da Casa Plínio Amorim: “Referi-me a 2018”

0

Líder governista na Casa Plínio Amorim, o vereador Aero Cruz (PSB) fez um discurso recheado de interrogações na sessão plenária de ontem (20) – a última do ano. Quem acompanhou atentamente as palavras de Aero, percebeu que ele parecia estar se despedindo de sua missão no Legislativo, já que é cogitado para assumir uma pasta no governo municipal, após nova reforma administrativa do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB).

Alguns colegas do líder da bancada, inclusive os de oposição como Cristina Costa (PT), chegaram a deseja boa sorte a Aero em seu novo caminho. Mas ao responder a questionamentos da imprensa, Aero apresentou um discurso bem diferente.

“Eu estou me despendido de 2018, não da Câmara. Fui à tribuna agradecer por tudo que a gente produziu e pelo apoio que tivemos da bancada, porque não posso ser líder de mim mesmo. também fui agradecer à oposição pelos grandes embates nesta Casa”, despistou.

Aero deixou claro, contudo, que sua permanência no Legislativo ou a ida para alguma nova secretaria de Miguel, fica exclusivamente a cargo do gestor. “Já falei que essa é uma prerrogativa do prefeito, é ele quem decide. Se for para ir (ao governo), vou de cabeça erguida, com a consciência do dever cumprido. Mas se for para continuar (na Câmara), continuarei fazendo o que sempre fiz”, ponderou. Perguntado se a tendência é de sair ou ficar, Aero novamente evitou adiantar qualquer detalhe. “Na conversa que tive com prefeito, disse-lhe que sou de grupo e sirvo ao grupo. No local que eu estiver..mas quero deixar claro que em hora nenhuma o prefeito bateu o martelo dizendo que eu saia ou fique”, pontuou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome