Acerola ganha simpatia da agroindústria

por Carlos Britto // 29 de março de 2009 às 22:33

O cultivo de acerola no Vale do São Francisco começa a chamar ainda mais atenção. A pequena e poderosa frutinha, uma das que têm maior concentração de vitamina C, ganha cada vez mais espaço na agroindústria.

De polpas da fruta a sucos concentrados, os investimentos são tão “vitaminados” quanto a saborosa frutinha.

Hoje, além da comercialização da fruta in natura, os produtores do Vale buscam alternativas para diversificar os negócios e garantir a produção, mesmo com os problemas da crise na fruticultura e das pragas que assolam as lavouras em determinadas épocas.

Japão e Estados Unidos, atentos ao potencial da fruta, são dois grandes importadores, e investem na industrialização da acerola que o Vale do São Francisco produz.

Acerola ganha simpatia da agroindústria

  1. TEC. AGRICOLA SANDRO SANTOS disse:

    Caro Carlos Brito,parabéns por destacar no seu espaço essa excelente cultura,que é a ACEROLA,tive oportunidade de prestar serviços de ATER,no núcleo 4 do PSNC,onde pude acompanhar em lóculo o quanto essa cultura é economicamente importante para os pequenos produtores daquele núcleo,principalmente através da ASPIN,associação de produtores,presidida pelo lutador Jorge Mariano,que fornecem para industrias como a CAJUBA milhões de quilos,e gera muita renda.
    Inclusive essa cultura poderá ser alternativa para diversos outros perímetros,como por exemplo os do sistema Itaparica, a ACEROLA O OURO VERMELHO VITAMINICO.
    Sandro Santos
    TECNICO AGRICOLA/PLENA/CODEVASF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *