A Celpe só pensa no faturamento

por Carlos Britto // 04 de janeiro de 2009 às 08:00

A Companhia Energética de Pernambuco é o maior contribuinte de ICMS local, tem uma enorme contribuição no desenvolvimento de Pernambuco e operou uma ação que deu ao Estado a marca de ser o primeiro a universalizar a eletrificação rural no Nordeste, mas tem uma enorme dificuldade em se apresentar como parceiro do consumidor pernambucano.A ação de cobrar de uma só vez o atrasado de cinco meses relativos a 2005, equivalendo, em média, a 50% do gasto corrente do consumidor é uma dessas atitudes que simplesmente acabam com todo o esforço de melhoria de sua imagem junto à comunidade. Como se sabe, de maio a setembro de 2008 uma decisão do juiz da 3ª Vara da Justiça Federal, Manoel Erhardt, permitiu a cobrança da alíquota menor até que os valores foram reajustados. Demonstrando ser uma empresa que efetivamente está muito atenta à rentabilidade do investimentos de seus acionistas, a Celpe aproveita a decisão e turbina seu faturamento em janeiro. E assim acrescenta as tradicionais despesas do começo do ano uma conta que o consumidor não estava preparado.Decisão da Justiça não se discute e devemos pagar as contas. Mas a companhia estraga o impacto positivo de em abril próximo dar aos seus consumidores a oportunidade de, pela primeira vez em muitos anos, reduzir a conta por força da revisão tarifária, como é esperado. E reforça a idéia de que trabalha febrimente para, em lugar disso, acrescentar em abril mais um aumento às contas mensais.

Fonte: JC Negócios

A Celpe só pensa no faturamento

  1. luma disse:

    mas vc sabe se essa taxa será cobrada mensalmente?
    e como é feito o cálculo?

    se puder mande a resposta por emai!
    obrigada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.