A cada dez acidentes atendidos pelo SUS, oito são motociclistas

3
Foto: Reprodução/Google

Dos acidentes de trânsito que dão entrada no Sistema Único de Saúde (SUS), mais de 50% são de motociclistas. Os homens aparecem em 67,1% dos atendimentos nas unidades de saúde, já as mulheres 50,1%. Os dados são do Ministério da Saúde.

As pesquisas dos últimos dois anos feitas pela pasta VIVA Inquérito apresentam custo de R$ 265 milhões ao SUS, em 183,4 mil internações no ano de 2018. Já em 2017, o número de internações foi menor, 181,2 mil, com custo de R$ 259 milhões.

O Ministério da Saúde, a Política Rodoviária Federal (PRF) e o Ministério da Infraestrutura lançaram de forma integrada a Operação ‘Rodovida’ 2019, que ressalta a importância em trabalhar o trânsito em conjunto com a saúde. A operação vigia o cumprimento do Código de Trânsito Brasileiro, prevenção e cuidado pré-hospitalar, hospitalar e de reabilitação das vítimas. Pelo aumento no fluxo nas temporadas festivas como Natal, Ano Novo e Carnaval, a operação funcionará nas rodovias federais de todo país.

3 COMENTÁRIOS

  1. Eles não têm um pingo de amor a própria vida. E não venham com essa historinha de que carro não respeita. Isso é com a estatística. 80% não tem amor a vide e 20 os carros não respeitam. Deveria ser assim: imprudência comprovada, teria que bancar parte dos custos com hospital

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome