3ª Caminhada das Sanfonas homenageará primeiro artesão de Luiz Gonzaga

por Carlos Britto // 07 de novembro de 2022 às 21:37

Em sua terceira edição, a Caminhada das Sanfonas – que acontecerá de 9 a 13 de dezembro em Exu (PE), Sertão do Araripe – terá um significado especial neste ano. O evento, que foi criado para manter viva a memória do eterno Rei do Baião Luiz Gonzaga, vai celebrar os 110 anos do músico e homenageará desta vez o saudoso artesão Luizinho dos Couros. Além disso, também servirá para o lançamento de livros do pesquisador Paulo Vanderley.

Luizinho foi nada menos que o primeiro artesão de Gonzagão. O jornalista Leonardo Saraiva, neto de Luizinho, relata que em um domingo de 1954, Luiz Gonzaga, que estava de passagem, viu o vaqueiro Chico Ventura pelas ruas de Exu e notou, admirado, um gibão elegante de detalhes floridos. Mesmo sem conhecer o homem, o chamou: “Ei vaqueiro, venha cá. Quem foi que fez esse gibão seu?”, perguntou o Rei do Baião. “Foi um primo meu”, respondeu Chico. Gonzaga perguntou onde morava o artesão e logo pediu também para que ele levasse um fardo de couro que já tinha comprado, e foi logo se apresentando: “Aqui é Luiz Gonzaga, Rei do Baião!”.

“Chico cumpriu o pedido e entregou o fardo de couro para Luizinho, seu primo, vaqueiro e artesão de couro que aprendera o ofício com seu pai desde muito novo. Chico lhe contou a história toda. Luizinho ficou surpreso e aflito com tamanho pedido. Dias depois de Luizinho matutar sobre como faria, Gonzaga voltou a Exu e ambos trataram de tirar as suas medidas e confeccionar aquele que seria o primeiro terno de couro do rei do baião. E como todo rei, tem a sua coroa, colocada no grande chapéu de couro, um pedido de Luiz Gonzaga, que junto do gibão de vaqueiro vestia Luiz Gonzaga como rei, e Luizinho então passou a ser conhecido como Seu Luizinho dos Couros“, conta Leonardo.

Por isso a criadora do Projeto Caminhada das Sanfonas, a produtora cultural Marlla Teixeira, propõe mais uma vez aos sanfoneiros a oportunidade de mostrar o trabalho deles e, consequentemente, prestar diversas homenagens ao ‘Mestre Lua’ (como Gonzagão também era carinhosamente conhecido).

De acordo com Marlla, esta terceira edição mais uma vez destaca o setor cultural e de economia criativa de Exu. “A Caminhada das Sanfonas foi criada no ano de 2019, com o objetivo de valorizar os sanfoneiros das regiões sertanejas, promovendo a cultura gonzagueana e suas vertentes“, conta a produtora, ressaltando que é um evento gratuito.

Início

A primeira edição reuniu mais de 100 sanfoneiros de todos os gêneros e faixas etárias, com a participação do Projeto Asa Branca – Escola de Sanfona de Exu. “Na programação de 2019, contamos com a apresentações do Grupo da Associação de Mulheres As Karolinas, desfile de Vaqueiros encourados e um lanche com comidas típicas para os participantes. Este ano 110 anos a expectativa é de mais um grande caminhada pelas ruas de Exu“, lembra Marlla.

A Caminhada das Sanfonas faz parte do primeiro evento-modelo de Feira de Economia Criativa, com exposição de artesanato, declamação de poesia, dança, apresentação cultural e artes de profissionais de Exu, com foco no trabalho manual feito nas associações, e que tenham como fonte de renda primária.

Patrimônio

O empresário Ítalo Lino, que todos os anos participa dos festejos de aniversário de Luiz Gonzaga, define que Exu, terra de Luiz Gonzaga, é uma riqueza, um dos maiores patrimônios culturais do Brasil, que tem na sanfona infinitas formas de criações artísticas. “A sanfona é um dos instrumentos mais populares do Brasil. Este encontro é importante porque possibilita aos cidadãos um tipo de entretenimento que, ao mesmo tempo, promove e valoriza nossa cultura gonzagueana, e a homenagem a seu Luizinho dos Couros mostra o quanto a economia da região possui uma marca forte“, avalia. (Com a colaboração do jornalista Ney Vital/para o Blog)

3ª Caminhada das Sanfonas homenageará primeiro artesão de Luiz Gonzaga

  1. Carlos Henrique de Moura disse:

    Conheço Exu ha muitos anos, sempre participando dos eventos culturais aludido a Luís Gonzaga o Rei do Baião, a caminhada da sanfona so faz engrandecer essa festa tão bonita que acontece a cada aniversário do nosso eterno Rei do Baião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.