2º Simpósio do Bioma Caatinga começa em Juazeiro pautando importância do recaatingamento

0
Abertura do 2º Simpósio do Bioma Caatinga (SIBIC), na Univasf. (Foto: Divulgação)

O 2º Simpósio do Bioma Caatinga (SIBIC) teve início na noite de segunda-feira (30), no Complexo Multieventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Juazeiro (BA). Durante a abertura, o Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA) compartilhou de maneira simbólica o Prêmio de Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais, com Pedro Gama, chefe geral da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Semiárido).

O prêmio é referente à experiência do Recaatingamento desenvolvida pelo IRPAA, em parceria com comunidades tradicionais de Fundo de Pasto do Território Sertão São Francisco. A premiação foi uma iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em conjunto com o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO/ONU) e Embrapa, realizada no mês de junho deste ano.

De acordo com Nívea Rocha, coordenadora administrativa do IRPAA, o compartilhamento do prêmio é uma forma de reconhecer a contribuição da Embrapa em relação ao trabalho de pesquisa sobre a Caatinga, das áreas degradadas, da parceria da Embrapa com o IRPAA, na perspectiva de desenvolver a pesquisa e extensão através do Recaatingamento e outras ações no Território Sertão São Francisco. “Essa entrega simbólica ajuda fortalecer, do ponto de vista político e institucional, as relações de parceria, porque as dimensões de ensino, da pesquisa e da extensão precisam caminhar juntas”, complementa Tiago Pereira, coordenador institucional do IRPAA.

Para Pedro Gama, tal momento significa o reconhecimento da parceria existente entre às instituições, “um reconhecimento aos trabalhos ligados à biodiversidade, o tema da recuperação das áreas degradadas e mesmo o aproveitamento e valorização do Bioma”, afirma, ressaltando que há muito tempo a Embrapa trabalha com essas temáticas ligadas ao Bioma Caatinga.

Simpósio

A cerimônia de abertura reuniu pesquisadores, professores, estudantes, extensionistas rurais, gestores, instituições parceiras e a sociedade civil em geral. O simpósio conta com mais de 650 inscritos e uma programação diversificada com palestras, mesas redondas, workshops, visitas técnicas, entre outras atividades ao longo de cinco dias de evento.  O SIBIC vai até sexta-feira (3/08) e terá ainda uma Feira da Agricultura Familiar, que funcionará ao longo do evento. O encontro é realizado pela Embrapa, juntamente com a Univasf e Universidade do Estado da Bahia (Uneb), tendo o patrocínio de várias instituições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome