Blog divulga campanha de Matsumoto que irritou Sinpaf

por Carlos Britto // 05 de junho de 2009 às 22:41

O Blog divulga, agora, o motivo que gerou a ira do diretor regional do Sinpaf, Jeremias Lustosa, contra o secretário de Irrigação de Petrolina, Newton Matsumoto:

Movimento Água de Beber:

Não sei se é de conhecimento de todos o problema de água das agrovilas e a situação fundiária dos perímetros irrigados do Nilo Coelho, Maria Tereza e Bebedouro, mas vou relatar aqui a situação. Os trabalhadores das fazendas e lotes bebem água de esgoto e não podem ter financiamento da casa própria, pois não têm a escritura e muitos ainda vivem no meio da lama.

As agrovilas pertencem juridicamente à Codevasf que por sua vez faz parte do Governo Federal e está no Projeto Nilo Coelho há 24 anos e há mais tempo ainda no Projeto Bebedouro e não resolveu ainda nem a questão da água tratada e nem a questão das escrituras dos terrenos das agrovilas.Acabei aceitando o cargo de secretário de Irrigação para tentar resolver estas questões que afligem toda a população das agrovilas que chega perto de 50 mil pessoas. Durante os 5 meses fizemos várias reuniões com os presidentes de associações das agrovilas, com membros da Codevasf de Petrolina e também com a Armup para que pudesse ter um diagnóstico da situação e então elaborar um plano de ação para a solução dos problemas.A situação  que detectamos foi a seguinte:1-A questão das escrituras dos terrenos só pode ser resolvida pela Codevasf, transferindo para o município a escritura das agrovilas e o município então repassando para os moradores.

2-O tratamento de água deveria ser executado pela Codevasf há muito tempo, inclusive está em andamento um Plano Diretor visando resolver todas essas pendências e ainda outras.

3-Há um contrato da Compesa se comprometendo a implantar o tratamento de água nas agrovilas no ano de 2009 e 2010.

4-As agrovilas novas foram instaladas de forma quase criminosa, pois boa parte das agrovilas foram locadas em terrenos de baixada sem condições de drenagem e tendo alagamentos nas chuvas.

5-As águas de esgoto no N-4 se acumulam na lateral do canal principal e quando chove caem dentro do canal, contaminado a água de todas as agrovilas abaixo do N-4.

6-Não há esgotamento sanitário nas agrovilas. Somente fossa séptica onde o terreno permite, pois boa parte não tem profundidade suficiente.

Diante desta situação a conclusão é a seguinte: Precisamos fazer uma manifestação de indignação muito grande para que o Governo Federal  em Brasília tenha ciência da situação em que se encontra essa população das agrovilas, pois acredito que não é vontade do Governo Federal deixar essa população abandonada.

Estamos convidando a todos para participarem da manifestação no dia 06 de junho de 2009, no Núcleo N-7 do Projeto Senador Nilo Coelho às 8:00 horas da manhã e pedimos que as as fazendas e proprietários de lotes dispensem os funcionários neste dia e ainda mais que disponibilizem o transporte para que possamos fazer um movimento digno de uma classe que tornou Petrolina conhecida nacional e internacionalmente.
Às 10 horas iniciaremos uma carreata em direção a concha acústica.

(Newton Shun Iti Matsumoto, cidadão petrolinense  e secretário de Irrigação)


Petrolina, 29 de junho de 2009

Blog divulga campanha de Matsumoto que irritou Sinpaf

  1. Adroaldo disse:

    O problema desses forasteiros é que chegam em petrolina sem conhecer nem a metade da história do município.

    O Júlio Lóssio e sua equipe são realmente um bando de despreparados.

    Quem já se viu, um secretário de irrigação municipal fazer manifestação e querer brigar com o governo federal, logo aqui em Petrolina?????

    Só mesmo um despreparado pra propor uma loucura dessas.

    A CODEVASF realmente fez tudo isso, inclusive foi a grande responsável em transformar Petrolina no que é hoje.

    Se o tal do MATSUMOTO veio pra cá, foi sem dúvida por causa da CODEVASF…

    Não vou parabenizar o SINPAF pela nota de repúdio porque não gosto desse Sr ., mas ele está coberto de razão no seu ataque ao Secretário…

  2. AGUA DE BEBER disse:

    É UMA PENA QUE O PODER PUBLICO MUNICIPAL NAO SAIBA ENCAMINHAR UMA QUESTAO TAO SÉRIA!
    FAZER UMA CARREATA?
    MOBILIZAR OS MORADORES… NUM DIA DE SEMANA?
    AINDA NAO SE DERAM CONTA QUE SAO O PODER EM PETROLINA?
    DEVIAM MARCAR PASSAGEM PARA BRASILIA, COM FOTOS, DOCUMENTOS, LAUDOS, ANALISES DA AGUA, MAPAS, CROQUIS, PROPOSTAS…
    PREFEITO JULIO E SUA EQUIPE DE DESPREPARADOS!!!!
    AINDA VAMOS SOFRER MUITO COM ESTES VERDES!!!

  3. Odilon de Souza Freire disse:

    Crlo Brito, se o Prefeito e o seu Secretario forem forasteiros, esse cidadão do SINPAF tambem é, alias pergunta pra ele quantos cargos comissionados tem na CODEVASF hoje, e pq ñ ouço mais nenhum reporter questionando sobre isso.

  4. ATENTO disse:

    Certo. Vai fazer a carreata, levar todos para a concha acustica, o sr. Matsumoto discursa, provavelmente, o prefeito tb… mas de concreto mesmo, qual a atitude tomada junto a Codevasf? Já sentou à mesa com alguma autoridade da Empresa? fez algum documento para entregar ao superintendente da 3ª SR, ao presidente da Codevasf, ao ministro da Integração Nacional? Sr. Matsumoto, só falta o sr. dizer que durante a carreata vai estar com uma melancia pendurada no pescoço para aparecer melhor.

  5. Carlos Andre disse:

    Bom Dia,

    Foi com muita indignação que terminei a leitura dessa nota do Sr. Secretario de não sei o que,,, mostra uma tremenda falata de respeito com a população que mora nas agrovilas transformando seus lares em verdadeiras pocilgas. Ando pelos projetos e sei que tem problemas estruturais inclusive falta de tratamento de agua problema essa ja debatido a exaustão inclusive como noticiou o Sr, secretario de não sei o que, e com o comprometimento da COMPESA de solucionar o problema entre 2009 e 2010.
    Fico imaginado Dr. Osvaldo como se sentiu ao ler essa nota mesquinha e pequena de uma obra tão valiosa para nosso município e que a grande bandeira de seus feitos. Só para falar em falata de memoria o Sr. secretario de não sei o que deveria verificar em qual periodo foi criado essas AGROVILAS que irá verifica que nesse momento a CODEVASF pertencia ao grupo de Politico de Dr. Osvaldo.

    Longe de querer politizar já que não merece nenhum respeito de Petrolinnense esse Sr. , que em vez de tratar o assunto com seriedade e socitar porvidencias as orgãos responseveis pela administração da CODEVASF e tamebm escrever um bilhete e deixar em sua mesa para o Aecretario de Irrigação de Petrolina convidando a formar parceria para tentar resolver esse problema.

    Por Favor mais respeito com o povo que mora nas Agrovilas.

    Um forte Abraço

  6. Suzana Flag disse:

    Enquanto os governos anteriores conseguiram recursos e benefícios para o Vale do São Francisco através de diálogo e parcerias, o atual usa da truculência e anarquia, demonstrando nenhum bom senso ou mesmo inteligência estratégica nas ações.

    A leitura que o Sr. “Ajinomoto” faz da realidade local é superficial. O indivíduo em questão deveria primeiro ler um pouco mais, aprender a escrever, estudar sobre a história de Petrolina, para depois tentar através de ações, coerentes com o cargo que ocupa, buscar soluções para os problemas das agrovilas.

    É a primeira vez que vejo o poder público municipal querer briga com o governo federal, leia-se CODEVASF, e de quebra com o estadual.

    Nitidamente é coisa de gente que nunca trabalhou na esfera pública. São neófitos em tudo que se refira à questão.

    É duro dizer isso, pois votei em Júlio Lóssio. Ele conseguiu unir um verdadeiro exército de Brancaleone. Nunca vi tanta gente despreparada junto.

    Em uma gestão ter um secretário mais fraco até que é normal, porém no caso da gestão atual da Prefeitura de Petrolina a coisa é gritante.

  7. Fernando disse:

    Parabéns ao Secretário. É um absurdo a forma como a CODVASF trata os colonos. Depois ainda vem falar de Transposição. Se os moradores do Vale do São Francisco são tratados assim, imagine só aqueles que estarão a mais de 500 km…

  8. Francisco disse:

    Os problemas citados pelo secretário de irrigação existem mesmo.Que os serviços prestados pela CODEVASF à região são muito importantes é indiscutível.Mas não se sabe porquê a CODEVASF ao construir as agrovilas, não fez a obra completa e após vários anos ainda não resolveu os problemas citatos.Que o SINPAF e a própria CODEVASF, aproveitem a boa vontade do governo federal para fazer saneamento e abastecimento de água e ajudem as agrovilas, pois a administração municipal não sabe ainda por onde começar a resolver os problemas velhos e novos.

  9. joel silva disse:

    O secretário está mais que certo no que fala , quem vive nessas agrovilas é quem sabe o que passa , e no maria tereza que nem agrovila fizeram , e não entregaram os lotes prontos, nós colonos é que tivemos que pegar no machado e terminar o serviço. Pagamos uma taxa de manutenção que é mais de 100,00 todo mês e não vemos manutenção nenhuma. Somos verdadeiros ESCRAVOS dessa CODEVASF que não enxerga que estamos bebendo agua contaminada por adubos e venenos!
    Ainda vem gente dizer que a CODEVASF tem serviços prestados, e tem mesmo, mas não para nós pequenos colonos!

  10. epaminondas disse:

    BEM QUE LUIS EDUARDO TINHA DIO QUE A EQUIPE E “FRACA E DESCONHECIDA”…
    1\DESCONHECEM A HISTORIA DE PETROLINA…,
    2\DESCONHECEM QUE DR OSVALDO-1o A AJUDAR NA CAMPANHA DE JULIO FOI QUE PILOTOU A CODEVASF ATE AGORA…,
    3\DESCONHECE QUE CIRO FOI SEC DE JARBAS E TAMBEM AJUDOU JULIO,,,.
    3\DESCONHECE QUE CODEVASF E LIGADA AO MINISTRO GEDDEL DO PMDB DE JULIO…,
    4\DESCONHECE COMO FAZER SOLICITAÇOES …AO INVES DE “COBRANÇA NA BASE DA BRIGA”…,
    5\DESCONHECEM COMO CONSEGUIR AS COISAS NA POLITICA!

  11. PROJETO NM-03 disse:

    È A COISA A CADA DIA FICA AINDA MAIS COMPLICADA. CADA UM QUE APAREÇE VAI USANDO OS PROBLEMAS EXISTENTES E OS QUE CONSEQUENTEMENTE VIRÃO NAS AGROVILAS DOS PROJETOS DE IRRIGAÇÃO EM PETROLINA, MAIS NA VERDADE LOGO EM SEGUIDA NINGUÉM TEM SOLUÇÃO.
    BASTA PEGAR O EDITAL DO PROJETO DE MAIS DE DUAS DÉCADAS ATRÁS E VER DE QUEM ERAM AS RESPONSABILIDADE PELO ATENDIMENTO BÁSICO E SOCIAL NESSAS AGROVILAS. MAIS O TEMPO FOI PASSANDO E ESSES PROBLEMAS SÓ SERVIRÃO PARA ALIMENTAR POLITICAS. O Sr JEREMIAS LUSTOSA NÃO DEVERIA SE IRRITAR COM AS COLOCAÇÕES DO SECRETÁRIO BEM COMO O Sr SECRETÁRIO NÃO PODE BRINCAR COM ESSE TIPO DE SITUAÇÃO.NA VERDADE SOMOS NÓS QUEM GERAMOS MAIOR PARTE DO PROGRESSO DE PETROLINA, E OS PROBLEMAS ENCONTRADOS AQUI BASTA QUE SEJAM VISTOS COM OLHOS PARECIDOS COM OS DE ODACY AMORIM, QUE EM TÃO POUCO TEMPO A FRENTE DA PREFEITURA DE PETROLINA COM O APOIO DE FBC REALIZOU OBRAS NOS PROJETOS DE IRRIGAÇÃO, QUE DEMANDARIAM MAIS DUAS DÉCADAS PARA O GRUPO DE OSVALDO ENCHERGAR.
    MAIS VAMOS PARA FRENTE… NÓS PODEMOS ATÉ ESTÁ ENFRENTANDO SITUAÇÕES NÃO MUITO SADIAS, MAIS MESMO ASSIM, TEMOS CEREBRO PARA RACIONALIZAR E OLHOS PARA ENCHERGAR……

  12. PROJETO NM-03 disse:

    meu país
    Flávio José

    Tô vendo tudo, tô vendo tudo
    Mas, bico calado, faz de conta que sou mudo

    Um país que crianças elimina
    Que não ouve o clamor dos esquecidos
    Onde nunca os humildes são ouvidos
    E uma elite sem Deus é quem domina
    Que permite um estupro em cada esquina
    E a certeza da dúvida infeliz
    Onde quem tem razão baixa a cerviz
    E massacram – se o negro e a mulher
    Pode ser o país de quem quiser
    Mas não é, com certeza, o meu país

    Um país onde as leis são descartáveis
    Por ausência de códigos corretos
    Com quarenta milhões de analfabetos
    E maior multidão de miseráveis
    Um país onde os homens confiáveis
    Não têm voz, não têm vez, nem diretriz
    Mas corruptos têm voz e vez e bis
    E o respaldo de estímulo incomum
    Pode ser o país de qualquer um
    Mas não é com certeza o meu país

    Um país que perdeu a identidade
    Sepultou o idioma português
    Aprendeu a falar pornofonês
    Aderindo à global vulgaridade
    Um país que não tem capacidade
    De saber o que pensa e o que diz
    Que não pode esconder a cicatriz
    De um povo de bem que vive mal
    Pode ser o país do Carnaval
    Mas não é com certeza o meu país

    Um país que seus índios discrimina
    E as ciências e as artes não respeita
    Um país que ainda morre de maleita
    Por atraso geral da medicina
    Um país onde escola não ensina
    E hospital não dispõe de raio-x
    Onde a gente dos morros é feliz
    Se tem água de chuva e luz do sol
    Pode ser o país do futebol
    Mas não é com certeza o meu país

    Tô vendo tudo, tô vendo tudo
    Mas, bico calado, faz de conta que sou mudo

    Um país que dizima a sua flora
    Festejando o avanço do deserto
    Pois não salva o riacho descoberto
    Que no leito precário se estertora
    Um país que cantou e hoje chora
    Pelo bico do último concriz
    Que florestas destrói pela raiz
    E há grileiros de fome e pé no chão
    Pode ser que ainda seja uma nação
    Mas não é com certeza o meu país

    Tô vendo tudo, tô vendo tudo
    Mas, bico calado, faz de conta que sou mudo

  13. Bambo disse:

    Acho legítimo e necessário reinvidicar água tratada para os núcleos. Todavia não aprovo o meio utilizado. Acho que o Sr. Newton Iti Matsumoto quer que se resolva o problema, mas também está claro sua intensão em aparecer. Chego a pensar, será que este cidadão está querendo ser candidato a Deputado também? Ele mesmo cita que as providencias estão sendo tomadas para o corrente ano e até 2010. Ele sabe que a CODEVASF contratou uma empresa que já deve ter concluido um verdadeiro plano diretor par o perímetro Nilo Coelho, como sendo o primeiro de uma série deste tipo. Neste plano tudo está previsto. Será um trabalho inédito. A questão da localização das novas Agrovilas, como sendo uma ação “quase criminosa”, ele não diz se referir à CODEVASF. Também o “quase” afasta a consumação do crime. Em última hipótese então seria uma tentativa de crime. Bem, assim como já se vem tratando de se resolver o problema na base do entendimento, por que essa de AUÊ?
    Por outro lado, a agressividade do Sr. Geremias, no que pese o respeito que lhe tenho, está fora do contexto. Não houve, em absoluto, desrespeito aos funcionários da CODEVASF. O Sr. Newton não fez por onde se reinvindicar desagravo. Achei um exagero vernacular, uma reação desnecessária e descabida. Convoco a todos a se dedicar ao que importa que é tratar a água das vilas, cuja providencia cabe única e exclusivamente ao governo do estado, estejam ou não tituladas os terrenos e casas. Se dependesse de titulação o maior Bairro de3 Petrolina, o José e Maria, ainda hoje não teria água tratada! Vamos usar a razão e acabar com esta mania de tudo ser levado para o campo do confronto eleitoral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *