Vacina contra o HPV beneficiará mais de 174 mil meninos em Pernambuco

Implantada na rotina do Calendário Nacional de Vacinação desde 2014, a vacina contra o HPV estava sendo disponibilizada apenas para meninas entre 9 e 13 anos. A partir de janeiro, os meninos de 12 e 13 anos também foram incluídos no esquema. Em Pernambuco, poderão ser imunizados 174.670 garotos. A meta é atingir, pelo menos, 80% do público total e deixá-los protegidos contra diversos tipos de cânceres que estão diretamente relacionados ao HPV.

A vacina protege contra quatro subtipos mais frequentes do vírus HPV (6, 11, 16 e 18). Para completar o esquema, é preciso tomar duas doses da vacina, com intervalo de 6 meses entre elas. Os postos de saúde também vacinarão meninos e jovens de 9 a 26 anos vivendo com HIV/Aids, totalizando 4.767 pessoas de ambos os sexos. Nesse caso, serão três doses com intervalo de dois e seis meses após a primeira dose. Além disso, meninas de 10 a 14 anos que não se vacinaram ou tomaram apenas a primeira dose em 2016 também devem procurar os postos.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, a vacina contra o HPV protege os meninos contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV.  A definição da faixa-etária para a vacinação visa a proteger as crianças antes do início da vida sexual e, portanto, antes do contato com o vírus. Já no caso das meninas, a proteção se dá para os cânceres de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus.

Meningite

O Calendário Nacional de Vacinação também passa a incluir a vacina contra a meningite C como reforço ou dose única para garotos e garotas de 12 e 13 anos. A vacina já é disponibilizada aos três meses, aos cinco meses e reforço aos 12 meses, podendo se estender até os 4 anos.

Comentários

Deixe uma resposta

Últimas notícias

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br