2° Congresso de Oncologia do Hospital Dom Tomás acontecerá neste final de semana em Petrolina

A segunda edição do Congresso de Oncologia do Hospital Dom Tomás acontece neste final de semana, de sexta (28) a domingo (30), a partir das 19h no Hotel Nobile Suítes Del Rio em Petrolina. O encontro científico vai promover a integração entre estudantes, profissionais e pesquisadores abordando as novidades e recentes experiências na oncologia.

O evento, realizado pelo Centro de Oncologia (Ceonco)/Apami, incluirá na programação palestras, minicursos e apresentação de trabalhos científicos. “O congresso cumpre um papel importante nessa região, que é polo estudantil e profissional. Por isso a importância de promover esse debate garantindo a atualização no campo da oncologia, revertendo todo este conhecimento em benefício do nosso paciente”, explicou o diretor médico do Ceonco e coordenador do congresso, Gray Portela.

Os mini cursos serão oferecidos nas áreas de nutrição, psicologia, farmácia, fisioterapia e enfermagem, todos voltados para a oncologia. As palestras serão divididas em núcleos e abordarão temas sobre os cânceres de mama, infantil, hematológico, intestinal (dentre outros). Já os trabalhos científicos serão expostos a partir do sábado, das 8h às 18h.

Vídeo Blog: Tentativa de assalto a empresa de valores em Petrolina gera momentos de terror

Entidades convocam comunidade universitária da UPE para greve geral

As entidades representativas da Comunidade Acadêmica da Universidade de Pernambuco (UPE) representadas pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE), Sindicato dos Servidores (SINDUPE) e pela Seção Sindical dos Docentes (ADUPE), conclamam os professores, os servidores e os estudantes para aderirem à Greve Geral, convocada por todas as Centrais Sindicais brasileiras, a ser realizada na próxima sexta, 28.

O motivo da greve, segundo comunicado enviado pelas entidades, é “devido às medidas e às propostas de reformas contra a nação e estado brasileiro advindas de um governo ilegítimo e impopular, que ascendeu ao poder mediante um golpe de estado, incentivado pela mídia e apoiado pelos poderes legislativo e judiciário”.

O comunicado afirma ainda que as medidas e as propostas do atual governo, ferem a Constituição Federal de 1988. Muitas delas são realizadas mediante “Propostas de Emenda Constitucional” (PEC), haja vista a PEC 241/55, que congelou, por 20 anos, os gastos públicos, em especial com Saúde e Educação, atingindo em cheio o Ensino Público Brasileiro e o Sistema Único de Saúde.

“Recentemente foi anunciado um corte de 44% no orçamento para Ciência e o encerramento do Programa Ciência sem Fronteiras. Além disso, o número de matrículas nas Instituições Federais de Ensino Superior e a Medida Provisória do Ensino Médio testemunham o desmonte do Ensino e da Ciência no Brasil. Urge dizer não! A Greve Geral do dia 28 de abril é necessária para dar um basta a tudo isso”, conclama os integrantes das entidades representantes da comunidade acadêmica da UPE.

Duas outras Propostas estão em curso, desta vez atingindo trabalhadoras e trabalhadores brasileiros desta geração e das gerações futuras: a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista. A nota aponta que a Reforma da Previdência veio para rasgar uma das principais conquistas do povo brasileiro que é a Seguridade Social (Saúde, Assistência Social e Previdência) prevista na Constituição Cidadã de 1988.

“Para completar o pacote de maldades está em curso a proposta da reforma trabalhista. São cerca de 100 mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Começou com a terceirização irrestrita (adeus o sonho do concurso público). Aumento de jornada de trabalho, parcelamento de férias, negociação direta entre sindicatos e empresas sem proteção de leis. Os patrões têm mais força que os trabalhadores, principalmente em momentos de crise, de recessão e de desemprego”, conclui o comunicado. (Foto: Reprodução internet)

Suplente Júnior do Gás assume vaga de Cícero Freire na Casa Plínio Amorim

A composição na Câmara de Vereadores de Petrolina vai mudar mais uma vez na atual legislatura. Toma posse no próximo dia 2 de maio o primeiro suplente do PR, Junior Gás. O novo integrante da Casa Plínio Amorim foi anunciado pelo titular do mandato e companheiro de sigla de Júnior, vereador Cícero Freire, ao final da audiência pública que promoveu nesta terça-feira, 25.

“Antes de encerrar nosso trabalhos aqui, quero anunciar que estarei me licenciando por motivo de saúde a partir do dia 30. Durante a licença, assume o mandato o meu companheiro de partido e suplente de nossa coligação, Júnior Gás”, revelou Cícero Freire.

Oficialmente, Cícero sairá para realizar uma cirurgia no joelho que vai demandar um tempo de recuperação, mas nos bastidores o republicano teria sofrido pressão da sigla para que se cumprisse um acordo durante a campanha: quem se elegesse, deixaria o mandato para ocupar cargo no governo municipal, do qual o PR é aliado, para o primeiro suplente assumir a vaga.

Deconhecimento

Júnior Gás afirma que não tem conhecimento desse acordo e que assumirá naturalmente como primeiro suplente, devido à questão da licença saúde do colega.

“Eu desconheço esse acordo. Chego para atuar em favor do meu bairro que é o João de Deus, cobrando melhorias, especialmente na questão da segurança. Assumo o mandado para ajudar os meus companheiros da bancada do prefeito Miguel Coelho (PSB) e em defesa do povo”, frisou o futuro vereador que declarou também não saber de acordo para permanecer no mandato em troca de um cargo para Cícero Freire no governo municipal.

Com a licença de Cícero, passam a ser três os vereadores licenciados da atual legislatura na Câmara Municipal. Os outros dois são os vereadores José Batista da Gama (PDT), que está licenciado para comandar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Agrário; e Maria Elena Alencar, que se licenciou para assumir a pasta de Cultura, Esporte e Turismo de Petrolina.

Tiroteio e explosão em assalto a empresa de segurança de valores nas imediações de hospital em Petrolina

Um assalto a uma empresa de segurança de valores, agora há pouco, aconteceu nas imediações do Hospital Geral e Urgência (HGU), próximo à avenida Honorato Viana, zona oeste de Petrolina. Segundo informações, os momentos foram de terror por quem presenciou o fato.

Os bandidos explodiram um carro forte da empresa e trocaram tiros com seguranças e policiais. O carro ficou praticamente destruído e informações em áudios, via redes sociais, dão conta de cédulas espalhadas pela pista. Ainda não se sabe se há feridos. Mais informações daqui a pouco.

Petrolina: Vereadores não presidem a própria audiência pública proposta por eles

Um fato no mínimo curioso ocorre no final da manhã e início de tarde desta terça-feira, 25. Autores da audiência púbica que acontece agora na Câmara de Petrolina e que trata dos serviços de saneamento e taxa de esgoto e da atuação da Compesa no município, os vereadores Cícero Freire (PR) e Cristina Costa (PT) não presidem a audiência. No centro da mesa diretora está o vereador Manoel da Acosap (PTB), que é primeiro secretário da Casa Plínio Amorim.

Geralmente, nas casas legislativas, quem solicita audiência pública, reuniões, sessões solenes – entre outros itens – também é quem preside o ato. Perguntado aos autores por que não estavam comandando a própria audiência pública, nem Cícero nem Cristina souberam ou pelo menos não quiseram responder.

Cícero Freire chama Osório de “meu deputado” durante audiência na Casa Plínio Amorim

Um dos autores da proposta da audiência pública que debate na Casa Plínio Amorim, na manhã de hoje (25), a problemática do sistema de esgotamento sanitário e abastecimento d’água em Petrolina, o vereador Cícero Freire (PR) está se habituando a ser o ‘inusitado’ da Câmara.

Ansioso para que a audiência começasse logo, Cícero não se conteve e apelou de forma contundente, ao microfone, para que seu colega Osório Siqueira (PSB), presidente da Mesa Diretora, desse início ao debate. Mas o que chamou a atenção foi a forma pela qual Cícero se referiu ao socialista: “Osório, meu deputado, vamos começar logo os trabalhos”. Será o presidente da Casa mais um na disputa em 2018?

Orlando Tolentino devolve comentário do filho de Julio Lossio sobre 2020: “Nem oposição de verdade eles são”

O assessor especial da Prefeitura de Petrolina, Orlando Tolentino (PSDB), não se furtou de comentar a presença do filho ex-prefeito Julio Lossio (PMDB) na Câmara de Vereadores e suas declarações acerca das próximas eleições municipais de 2020.

Tolentino disse que Julio Lossio Filho, o ‘Julinho’, está muito ansioso, e disparou: “falta muito tempo ainda. Tem eleição ainda para deputado, governador. Eles nem são a oposição de verdade. A surra foi grande e ficaram em terceiro. Precisam assistir ao bom governo de Miguel (Coelho). Nem em Petrolina eles moram”.

Gerente da Compesa em Petrolina garante que investimentos em água e esgoto só não foram maiores por causa do Governo Lossio

Momentos antes da audiência pública que começou agora há pouco na Casa Plínio Amorim, sobre os problemas no abastecimento d’água e esgotamento sanitário de Petrolina, o gerente regional da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), João Raphael Queiroz concedeu uma rápida entrevista à imprensa, assegurando que a empresa fez os investimentos necessários no setor. Segundo ele, o que atrapalhou foi a gestão municipal passada, do prefeito Julio Lossio, que tentou quebrar a concessão da Compesa.

Segundo João Raphael, os R$ 65 milhões enviados pelo governo federal foram aplicados para melhorias no setor em Petrolina. No entanto, a tentativa do governo passado em quebrar a concessão da Compesa impediu a Companhia de continuar investindo no sistema em mais bairros da cidade.

“Estávamos fazendo um investimento muito alto, e a gente precisa que esse investimento retorne aos cofres da empresa. Então isso fez com que a gente não investisse mais em bairros onde não existe rede coletora, infraestrutura, para que a gente possa operar e dar manutenção ao sistema”, explicou.

Esperado para a audiência, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, estava cumprindo agenda em Brasília (DF) e não pôde comparecer. Igor Falcão, representante da prefeitura, está no debate.

Greve geral contra reformas de Temer mobiliza categorias em Petrolina e Juazeiro

Seguindo a mobilização no restante do país contra as reformas da Previdência e trabalhista, propostas pelo Governo Temer, o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Petrolina (Sintcope) é mais uma entidade a engrossar a greve nacional marcada para esta sexta-feira (28). Na cidade, o Sindicato dos Bancários também confirmou a adesão ao movimento.

Como este Blog já adiantou o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Pernambuco, Carlos Veras, estará em Petrolina nesta terça (25) organizando uma plenária sobre a participação de associações e entidades sindicais na greve geral. O encontro ocorrerá no Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Bairro Vila Mocó, a partir das 18h30.

No dia da mobilização, a concentração será pela manhã na Praça do Bambuzinho, Avenida Souza Filho, no Centro da cidade.

Em Juazeiro (BA) não será diferente. Em nota à imprensa, o Sindicato dos Bancários foi uma das primeiras entidades a confirmar presença na greve nacional. Segmentos da educação e do comércio locais, entre outros, também deverão aderir. A concentração do movimento será às 8h, na sede da APLB/Sindicato. De lá os manifestantes sairão em caminhada pelo Centro da cidade até o Banco do Brasil local.

Outras categorias

No Estado de Pernambuco, outras categorias também vão fazer coro contra as reformas de Temer, desde os policiais civis, rodoviários até os servidores  da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br