Casa Plínio Amorim promoverá primeira sessão itinerante da atual legislatura

A sessão ordinária desta quinta-feira, 27, da Câmara de Vereadores de Petrolina, não acontecerá pela manhã, como ocorre sempre às terças e quintas-feiras. Desta vez o plenário se transfere para o bairro Santa Luzia, zona norte da cidade, na primeira sessão itinerante da atual legislatura.  A reunião será na Escola Municipal Luiz Rodrigues,  na Rua 10, a partir das 18h.

Na pauta da sessão não consta nenhum projeto, em princípio, a ser votado. Mas como pode haver alterações, é possível que alguma proposta possa ser incluída para discussão.

‘Monstro da Sementeira’ ataca novamente e estupra preso em penitenciária de Petrolina

O morador de rua José Cícero da Silva, de 44 anos, que ficou conhecido em Petrolina como o ‘monstro da Sementeira’, por ter confessado o estupro e assassinato do garoto Wallysson Pedro Souza, então com 9 anos (em 2015), voltou às manchetes policiais.

José Cícero é acusado por um novo estupro, desta vez contra um presidiário na Penitenciária Dr.Edvaldo Gomes, onde está recolhido desde à época do assassinato de Wallysson.

Segundo informações do repórter policial Evanílson Barbosa, o ‘Cancãozinho’, o caso foi registrado no último sábado (22), mas os envolvidos só foram levados à Polícia Civil (PC) nesta semana. (foto/arquivo Blog)

Ministro antecipa horário em palestra do Fórum de Energias do Sertão

 

O ministro das Minas e Energia, Fernando Filho (PSB), antecipou para às 11h30 desta quinta-feira (27) a palestra “Cenário Energético  do Brasil”, que estava programada para encerrar o 1º Fórum de Energias do Sertão, no auditório do Senai, em Petrolina. A alteração de horário, segundo a coordenação do evento, foi solicitada pelo Ministério das Minas e Energias devido a mudanças na agenda do ministro.

Os organizadores do Fórum, Fiepe e Sebrae, informam que a programação será mantida, observando-se apenas a mudança do horário da participação de Fernando Filho.

O fórum começará às 9h com a discussão do tema ‘A Indústria e Setor Energético’. A apresentação será de Carlos Eduardo Senna Figueiredo, da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Em seguida, serão apresentados cases de sucesso, projetos de automação energética e edificações inteligentes. Também será discutido o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) no cenário energético do Sertão e novas fontes de energia, finalizando o período da manhã com a fala do ministro. (Foto/foto arquivo)

Prefeitura de Petrolina inicia discussões para elaboração de Plano de Saneamento Básico

A Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade (SEINFRAHM) de Petrolina deu início a uma série de discussões que vão ajudar na elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). Ainda inexistente na cidade, o documento serve, entre outras coisas, para delimitar metas de trabalho em relação ao que precisa ser feito em termos de esgotamento sanitário no município, o que vai contribuir significativamente no planejamento das ações de saneamento nos próximos anos em Petrolina.

Além de um diagnóstico detalhado sobre a atual situação sanitária da cidade, que vai analisar toda rede de esgoto e apontar aquelas ruas que, de fato, possuem rede de saneamento funcionando, o trabalho nessa fase preliminar à elaboração do PMSB consiste em estabelecer diálogo com todas as esferas envolvidas no processo, como técnicos, sociedade civil e instituições governamentais. O primeiro passo, foi o encontro com representantes do Ministério das Cidades.

Eles visitaram Petrolina na primeira quinzena deste mês, a fim de conhecer a estrutura de abastecimento d’água e tratamento de esgoto da cidade. A ideia é que essa troca de experiências sirva de base para todas as discussões necessárias para a criação do PMSB.

A ação atende a uma das principais metas do Governo Miguel Coelho: sanear Petrolina em 100%. As discussões que culminarão na elaboração do plano estão a cargo da Diretoria de Saneamento da SEINFRAHM.

O plano

O Plano Municipal de Saneamento Básico é uma ferramenta prevista em lei federal (11.445/07), que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal do setor. A legislação ainda define o fim de 2017 como prazo máximo para que os municípios possam se adequar, elaborar e colocar em prática seus próprios planos. Dessa forma, fatores como abastecimento d’água, manejo de resíduos sólidos, drenagem de águas pluviais, devem ser observados. O desenvolvimento de políticas públicas de esgotamento sanitário, como a universalização do acesso do serviço de saneamento básico, promoção da saúde pública, articulação com políticas de desenvolvimento urbano, proteção ambiental e interesse social, assim como a adoção de tecnologias apropriadas às peculiaridades locais e regionais e gestão de transparência também devem constar nas ações que a serem desenvolvidas pelos municípios brasileiros. (Fonte/foto: Ascom PMP)

Sem saber que Odacy e Lucas não foram convidados para audiência pública sobre Compesa, Osinaldo critica ausência de deputados

Um dos vereadores a usar a tribuna da Câmara de Petrolina durante a audiência pública que discutiu serviços de saneamento e atuação da Compesa em Petrolina, realizada ontem, 25, Osinaldo Souza (PTB) não poupou críticas aos deputados estaduais Odacy Amorim (PT) e Lucas Ramos (PSB), representantes do município na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), por estarem ausentes na discussão. Outra reclamação do petebista foi a falta também de um representante da Agência Reguladora do Estado (Arpe) na audiência pública.

“Por ser um órgão estadual, seria interessante estarem presentes. Não vimos interesse por parte dos deputados, nem da Arpe de participar do debate”, frisou o vereador.

A vereadora Cristina Costa (PT), autora do requerimento da audiência pública junto com o vereador Cícero Freire (PR), explicou ao colega que realmente não houve convites aos deputados por entender que eles não poderiam participar, por estarem em dia de reunião legislativa na Alepe. Quanto à Arpe, a vereadora acredita que a Armupe (Agência Reguladora de Petrolina) estava no debate, o que atendia a organização.

“Mas na sessão itinerante da Câmara, que acontece nesta quinta, dia 26,  no bairro Santa Luzia, fizemos questão de convidar todos os deputados, o prefeito Miguel Coelho, secretários, para debater esse assunto que há anos tira o sono dos moradores daquela região de Petrolina”, explicou.

Contrato

Em seu discurso na audiência pública, Osinaldo também sugeriu ao prefeito Miguel Coelho (PSB) rever o contrato do município com a Compesa. “Se tem mistério em rever essa concessão com a Compesa não sei, mas o que vemos é que nenhum prefeito conseguiu mudar essa situação e se conseguisse, Petrolina poderia estar bem melhor no quesito saneamento básico”, avaliou Osinaldo.

Funcionários de empresa terceirizada da Compesa em Petrolina reclamam de salários atrasados e descumprimento de normas trabalhistas

Funcionários de uma empresa terceirizada da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) em Petrolina não conseguem disfarçar a insatisfação por conta de uma série de pendências pela quais estão se sentindo prejudicados. Uma delas é o atraso de dois meses nos salários dos profissionais.

Ao Blog, o vice-presidente do Sindicato da Construção Civil (Sinticon), Pedro Portugal, afirma que a terceirizada – Rio Uma – vem descumprindo também com outros itens trabalhistas. “A empresa está pagando aos funcionários o valor de R$ 1.322,00. Nosso salário atual hoje é R$ 1.4443,20”, informou.

Segundo Portugal, a proprietária da empresa alega que a Compesa não fez o repasse dos recursos para resolver as pendências dos quatro profissionais que trabalham na cidade.

Mas além disso, a entidade denuncia a terceirizada por não fornecer Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) aos seus funcionários, nem o fardamento, e de obrigar os funcionários a cumprirem jornada dupla de trabalho. Um dos funcionários, Manoel da Silva, está desde o início na terceirizada (há dois anos) e vem sofrendo desde então. “A empresa não paga auxílio-alimentação, nem auxílio-motorista. Um companheiro nosso acabou pedindo demissão porque sua família estava praticamente passando fome”, criticou.

MPT

O primeiro secretário do Sinticon, Vilson Gomes, disse que o sindicato tentaria uma saída amigável com a Compesa para resolver o problema. Caso contrário, vai acionar o Ministério Público do Trabalho (MPT) para pressionar a Companhia e a terceirizada para que cumpram com seus compromissos. Até o fechamento da matéria, o Blog foi informado que os diretores do Sinticon procuraram a Compesa, mas não houve ninguém para responder a esses questionamentos. Outro diretor da entidade, Marcelo Pessoa, lamenta a situação, até porque quem sofre também é a população de Petrolina, uma vez que esses funcionários são responsáveis por serviços como ligações de água encanada e recuperação de canos estourados na cidade. A reportagem entrou em contato com a Compesa, que por meio de sua assessoria disse estar apurando o fato. Até o momento ninguém da empresa Rio Una foi localizado para comentar o assunto.

Promotores e funcionários do MPPE em Petrolina protestam contra projeto de abuso de autoridade

Promotores e funcionários do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) em Petrolina, protestaram nesta quarta-feira, 26, contra o projeto de abuso de autoridade que tramita no Senado Federal. Com cartazes com dizeres como ‘Deixem o Ministério Público trabalhar ‘ e ‘Diga Não ao Projeto de Abuso de Autoridade”, os manifestantes mostraram que defendem a autonomia das promotorias e procuradorias.

O projeto poderá entrar em pauta hoje. Segundo o promotor de Justiça, Júlio Cesar Lira, que integra a Associação dos Promotores Públicos de Pernambuco como conselheiro fiscal, a manifestação foi uma orientação da entidade, que tem buscado, junto com outras associações de promotorias públicas em todo o País, barrar a votação do projeto cujo autor é o senador Renan Calheiros (PMDB). Na relatoria está o também peemedebista, senador Roberto Requião.

Julio Cesar conta que o presidente da entidade em Pernambuco, Roberto Brayner, obteve a informação que o relator está propenso a retirar a matéria da pauta para dialogar com promotores, procuradores e demais categorias que o projeto deve atingir. “Queremos diálogo e não sermos punidos por interpretar a lei“, argumentou o promotor.

Imip promove melhorias na estrutura da UPAE de Petrolina

A diretoria da Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE), gerida pelo Imip, está concluindo esta semana mais uma etapa de melhorias na sua infraestrutura que beneficia funcionários e pacientes. Foram duas mudanças importantes que melhoram o fluxo de medicamentos, a assistência farmacêutica e o ambiente destinado ao repouso dos profissionais da casa.

A primeira delas refere-se ao investimento na concepção de uma nova farmácia central, antes localizada em uma sala menor próxima à recepção do Pronto Atendimento. “Tínhamos um espaço livre e optamos por utilizá-lo de forma que atendesse à nossa necessidade mais imediata que era a de oferecer um local adequado à dispensação de medicamentos. Dessa forma nós otimizamos o serviço do farmacêutico, dos auxiliares de farmácia e técnicos de enfermagem, trazendo a farmácia central para perto das salas de medicação e observação; e com isso ainda ganhamos uma sala de fracionamento que irá funcionar no local da antiga farmácia”, informa a coordenadora geral da Unidade, Ana Beatriz Mota Aguiar.

A segunda, e não menos importante conquista, refere-se às melhorias realizadas no repouso. “Colocamos poltronas e divisórias em uma área ociosa do repouso que oferecerá mais privacidade e conforto na hora do descanso, tanto dos diaristas quanto dos plantonistas. Então, agora além do quarto com camas, nós temos uma antessala com luz baixa e poltronas confortáveis” ressalta.

Para o farmacêutico, as melhorias são relevantes e valorizam o trabalhador. “A gente se sente privilegiado por trabalhar em um local que pensa no usuário e no funcionário. A nova farmácia permite uma organização melhor, uma fluidez maior e um contato visual mais amplo. Então, o que já era bom ficou ainda melhor”, destaca Carlos Augusto. O profissional ainda lembrou que a farmácia satélite, que funciona no bloco cirúrgico, também recebeu melhorias: “Conseguimos trocar alguns mobiliários e aprimoramos a organização, permitindo uma maior funcionalidade do local”. O setor de repouso também passou por reforma. Para a assistente administrativa Helenita Florêncio, a palavra que define o sentimento é valorização “Com certeza nos sentimos respeitados e privilegiados com essas ações”, afirma.

Melhorias

De acordo com Ana Beatriz, apesar da UPAE ser uma unidade nova, com menos de quatro anos de funcionamento, busca constantemente melhorar seus serviços e a infraestrutura. “Temos uma equipe de manutenção predial que faz parte do nosso quadro e busca realizar vistorias diárias, mas vez ou outra percebemos que intervenções maiores precisam ser realizadas e não medimos esforços até concretizá-las. É dessa forma que nós fazemos a diferença”, concluiu. (Foto: Ascom)

Força-tarefa da Prefeitura de Petrolina promove demolição de construções irregulares no bairro José e Maria

Uma força-tarefa da Prefeitura de Petrolina – formada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) e executiva de Segurança Pública, com apoio da Diretoria de Disciplinamento Urbano e Guarda Municipal – promoveu a demolição de várias construções que, segundo o município, estavam sendo erguidas de forma irregular num terreno do Bairro José e Maria, zona norte do município. A ação ocorreu nesta quarta-feira, 26. As edificações estavam sendo construídas na área do antigo aterro sanitário do bairro.

Segundo nota da secretaria de Desenvolvimento Urbano de Petrolina, a demolição ocorreu porque a área é considerada de risco, devido aos gases remanescentes do antigo aterro. Outra motivação é que as construções estavam em terreno invadido, pois nenhum dos proprietários das edificações apresentou documento que comprovasse  posse da área.

A Sedurbs deu ainda um prazo para que os ocupantes saiam de forma espontânea, e alerta ainda que qualquer tipo de construção irregular que resulte de invasão, seja pública ou particular, está sujeita a embargo de demolição. Quem invade também está sujeito a sanções penais previstas em lei. (Foto: Ascom)

 

Águas do Velho Chico serão cenário para 3ª Expedição de Jet Ski para Xingó

As águas do Rio São Francisco vão ser novamente cenário de muita adrenalina. Trata-se da 3ª Expedição de Jet Ski para o Xingó, promovida pelo Grupo Jetbrothers. De acordo com os organizadores, o evento contará com mais de 80 pessoas e mais de 40 jet skis. A expedição acontecerá de sexta (28) até a próxima segunda-feira (1° de maio).

Só para se ter uma ideia, as expedições anteriores consistiram em passeios no Lago de Sobradinho (BA), saindo de Petrolina e subindo o rio, até chegar às dunas de Casa Nova (BA) e à Ilha da Fantasia.

Os participantes também já foram à Vinícola Rio Sol, passando pelo Balneário das Pedrinhas. Além do lado esportivo e turístico o Jetbrothers também pretende, com a iniciativa, colaborar para a preservação do Velho Chico.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br