Juazeiro registra dois homicídios na manhã de hoje

Dois homicídios foram registrados em Juazeiro (BA) na manhã desta quarta-feira (22). Segundo informações, o primeiro aconteceu no distrito de Pinhões, zona rural da cidade. A vítima, um homem ainda não identificado, foi atingida por vários disparos de arma de fogo.

O segundo caso aconteceu no Mercado do Produtor, por volta de 11h. A vítima também foi um homem que trabalhava no setor da melança. Não há informações sobre os criminosos. Ambos os corpos serão encaminhados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT). (foto/reprodução)

Pernambuco deve ter em fevereiro nova alta em número de homicídios

Ainda não é oficial, mas fevereiro deverá também ser violento como o mês de janeiro no estado de Pernambuco. O mês de apenas 28 dias deve contabilizar 480 homicídios, dois a mais que em janeiro.

Só entre sexta, 24 e a terça-feira, 28, período do carnaval, foram 66 mortes, sendo 38 no interior e 28 na Região Metropolitana do Recife.

O anúncio oficial dos números da violência em Pernambuco, deve ocorrer nesta quinta-feira, 2, na Secretaria de Defesa Social, no Recife.

 

Estado-violência: Pernambuco registra 28 homicídios em 24 horas

A violência em Pernambuco chegou às raias do absurdo. Nas últimas 72 horas foram registrados 52 homicídios – destes, 25 aconteceram no Grande Recife e 27 no interior do Estado. Apenas nas últimas 24 horas, 28 homicídios foram registrados, o que dá mais de uma pessoa morta por hora.

Entre a sexta-feira (10) e o sábado (11), seis mortes violentas foram cometidas – quatro no interior e duas na Região Metropolitana. Já do domingo (12) para segunda (13), 28 pessoas foram assassinadas. Desse total, 13 no interior e 15 na Região Metropolitana.

Os números não deixam mais dúvida alguma de que o Pacto Pela Vida fez água. (com informações da Rádio Jornal)

Petrolina entre as cidades mais violentas de Pernambuco

Principal cidade do Sertão, Petrolina é a única da região a integrar o ranking das mais violentas de Pernambuco. A cidade aparece na 12ª colocação no Estado. A liderança é do Recife. O ranking foi divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS) esta semana. Ao todo foram 658 assassinatos no último ano na capital. Em seguida está Jaboatão dos Guararapes (também na Região Metropolitana), com 371 homicídios, e Caruaru (no Agreste), que registrou 225 mortes.

Já em relação à taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes, a liderança foi do município do Cabo de Santo Agostinho. O índice é de 73,83 assassinatos para cada 100 mil habitantes. Vale lembrar que a ONU preconiza como “aceitável” um índice de até 10 mortes para cada 100 mil habitantes.

Os dados fazem parte do estudo “Conjuntura Criminal de Pernambuco”, produzido desde a criação do programa de segurança Pacto pela Vida.

Confira ranking:

1 – Cabo de Santo Agostinho – 73,83

2 – Caruaru – 62,85

3 – Vitória de Santo Antão – 61,94

4 – Igarassu – 54,40

5 – Jaboatão dos Guararapes – 54,14

6 – São Lourenço da Mata – 48,57

7 – Camaragibe – 46,52

8 – Olinda – 44,72

9 – Recife – 40,9

10 – Paulista – 37,74

11 – Garanhuns – 37,28

12 – Petrolina – 34,8

*taxa calculada para cada 100 mil habitantes (Fonte: JC Online)

Bancada de oposição na Alepe ‘pega no pé’ de Paulo Câmara sobre homicídios no Estado: “Criminalidade crescente”

O governador Paulo Câmara (PSB) não está conseguindo nenhum momento de trégua na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) quando o assunto é violência. O líder da bancada de oposição, Silvio Costa Filho (PRB), fez mais um discurso contundente sobre o número de homicídios no Estado, que segundo ele cresceu 30% desde o início da gestão. No ano passado foram registrados 4.458 assassinatos até o dia 30 de dezembro – o pior resultado desde 2008, quando foram notificados 4.528 casos.

“Desde 2008 e 2009 não eram registrados mais de 4 mil mortes no Estado, o que infelizmente voltou a acontecer em 2016 por causa da falta de comando do Governo”, avalia o deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

A Bancada vem chamando a atenção, desde 2015, para a necessidade de rediscutir o Pacto pela Vida. Silvio lembra, inclusive, que os parlamentares da oposição estão à disposição do Governo e da presidência da Alepe, caso seja necessário votar o projeto para policiais e bombeiros militares antes da volta do recesso. Além dos homicídios, os índices de criminalidade aumentam também em outras áreas. Em 2016 foram cometidos 1.916 assaltos a ônibus, segundo o Sindicato dos Rodoviários do Estado; e até o mês de novembro foram registradas 13 assaltos a bancos, cinco sequestros, 28 explosões e 13 arrombamentos de agências bancárias, além de 128 explosões de caixas eletrônicos e cinco ataques a carros-fortes.

A oposição na Alepe vem intensificando o diálogo com a sociedade, entidades e representantes dos demais poderes do Estado, como o presidente da OAB de Pernambuco, Ronnie Duarte, e o presidente do TJPE, Leopoldo Raposo. “Nas próximas semanas devemos agendar uma visita ao novo procurador-geral de Justiça do Estado, Francisco Barros, para discutir como reduzir a criminalidade. Na volta do recesso parlamentar vamos agendar uma audiência pública para fazer um amplo debate com a sociedade sobre o tema”, reforçou o parlamentar. (foto:Rinaldo Marques/divulgação)

Secretaria de Defesa Social de PE deflagra Operação ‘Esforço Geral’ em todo o Estado

A Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco deflagrou nesta quarta-feira (11), através da Polícia Civil (PC), a Operação ‘Esforço Geral’. A medida faz parte de outra operação – a ‘Polícia nas Ruas’ –, dentro do Pacto Pela Vida.

Segundo a assessoria da SDS, a ‘Esforço Geral’ consiste em, dentro de um período de 24 horas, dar cumprimento ao maior número de mandados de prisão, bem como realizar prisões em flagrante delito em todo o Estado. A operação o objetivo de combater crimes de homicídio, tráfico de drogas, contra o patrimônio, entre outros delitos.

Nesse prazo em que a operação vai atuar serão empregados, em todo o Estado, 792 Policiais Civis, sendo 152 delegados e 640 agentes e escrivães – todos lotados nas várias Delegacias Circunscricionais e Especializadas da PC.

Mortes violentas diminuem em Petrolina

Apesar dos números negativos sobre os homicídios em Pernambuco, quando o índice de 13% ficou acima da meta de 12% do Pacto pela Vida, Petrolina andou nessa contramão e conquistou o primeiro lugar em todo o Estado na redução de mortes violentas de 2015 para 2016, em números absolutos. A maior cidade do Sertão do Estado havia contabilizado 146 homicídios em 2015, mas terminou 2016 com 138 pessoas vítimas de mortes violentas, atingindo 8,7% de redução numa comparação com o ano anterior.

“São números que demonstram o total empenho de nossa corporação, que apesar das dificuldades que o País e o Estado passam, não mediu esforços para a obtenção dessa redução. Também atribuo essa diminuição dos homicídios em nossa cidade ao apoio da população que foi fundamental para esse bom resultado“, avaliou o Major Marcos Costa, chefe da Central de Operações do 5º BPM de Petrolina.

E o Major Costa afirma que 2017 continua nesse ritmo até o momento. Conforme o oficial, não houve nenhum homicídio na cidade nesses primeiros dias do ano. “Neste mesmo período no começo de 2016, tínhamos notificados já dois homicídios na cidade. Então em termos de comparação, essa redução chega a 100% este ano”, comemorou.

 

 

Número de homicídios aumenta 9,8% em Pernambuco no ano passado em relação a 2015

Pernambuco registrou crescimento de mais de 13% de crimes contra a vida em 2016, contrariando a meta estabelecida pelo Pacto Pela Vida, que é de reduzir, anualmente, em 12%, o número de homicídios no Estado. Segundo a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), de janeiro a novembro de 2015 foram 3.541 homicídios. Em 2016, esse número subiu para 4.007, levando em conta o mesmo período do ano. A última vez que o estado havia registrado mais de 4 mil assassinatos foi no ano de 2009, quando o número chegou a 4.018 mortes em Pernambuco.

A PCPE divulgou ontem (3) que realizou 44 Operações de Repressão Qualificada (ORQ) e prendeu 580 envolvidos durante o ano de 2016. As investigações de inteligência da PCPE são o principal meio de combater quadrilhas e associações criminosas no estado. O principal delito de 2016 foi homicídio, com aumento de 9,8% em relação a 2015, além de tráfico de drogas e crimes contra a administração púbica. Entre os presos, 110 pessoas tiveram envolvimento em ações criminosas contra bancos e instituições financeiras.

O balanço das Operações de Repressão Qualificada foi apresentado pelo chefe da PCPE, Antônio Barros. O número de homicídios é, entre todos os crimes, o maior, equivalente a 32% das investigações. De janeiro a novembro de 2016, foram registrados 4.007 homicídios (relacionados a ações de quadrilhas) – 466 a mais, se comparado com o mesmo período de 2015, quando foram registrados 3541 homicídios. Já o tráfico de drogas representa 23% das operações. “Os homicídios, em sua maioria, estão também relacionados ao tráfico de drogas, são crimes interligados”, destacou Antônio Barros. (Fonte: Diário de PE)

Número de homicídios em Pernambuco passa dos 50 somente nas últimas 72 horas

ViolênciaA sociedade pernambucana não para de se assustar com a escalada de violência que atinge o Estado. E não é para menos.

Somente nas últimas 72 horas, o número de homicídios chegou a 51 – entre a Região Metropolitana e o interior, de acordo com a grande imprensa da capital. É, de fato, alarmante.

O mais aflitivo de tudo é perceber que, mesmo com a mudança na Secretaria de Defesa Social (SDS), o resultado ainda não se refletiu naquilo que o Governo Paulo Câmara espera – e muito menos no que os cidadãos pernambucanos, que pagam seus impostos, esperam. E o Pacto Pela Vida, a cada dia, vai  ficando no passado.

Três homicídios marcam final de semana violento em Petrolina

Polícia Militar PE novaPetrolina continua com sua rotina de homicídios. No último domingo (27) três mortes por arma de fogo foram registradas na cidade. Um dos crimes aconteceu no Bairro Idalino Bezerra, área central da cidade. A vítima é José Orlando dos Santos Filho, de 33 anos. Ele foi encontrado por policiais do 5ºBPM caído, já sem os sinais vitais, na calçada de um bar localizado na comunidade. Peritos do Instituto de Criminalística (IC) constataram que ele foi alvejado no olho por um tiro de espingarda calibre 12. O autor do crime conseguiu fugir. O corpo da vítima foi encaminhado ao IML de Petrolina.

O outro homicídio resultou na prisão de Wanderson Barbosa dos Santos, 21. Ele confessou ter matado na madrugada de ontem um homem, identificado apenas por ‘Miro’. Com apoio da Malhas da lei e do Gati, a equipe do 5ºBPM conseguiu localizar o acusado na residência de sua mãe, no Condomínio Monsenhor Bernardino.

Wanderson disse ter atirado na vítima com uma espingarda 12, após ter se envolvido numa briga, depois de ter levado uma garrafada na cabeça. Com a prisão do acusado, os policiais passaram a procurar pela arma do crime, a qual havia sido deixado pelo assassino na casa de um primo, na ‘Invasão’ dos Carneiros. A espingarda foi encontrada escondida na caatinga, em meio ao matagal. O acusado, juntamente com a arma, foi levado para a Delegacia de Polícia Civil (DPC) de plantão.

A terceira morte foi registrada no N-10 do Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho, zona rural da cidade. Após assaltarem de motocicleta transeuntes que estavam com a aparelho celular, o condutor do veículo acabou assassinado com um tiro na nuca, efetuado pelo seu comparsa, que vinha na carona da moto. Em seguida o assassino fugiu na moto. Policiais fizeram buscas pela área, mas sem êxito. O corpo da vítima foi levado ao IML local.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br