Guilherme Coelho desconversa sobre possível saída de Fernando Bezerra do PSB: “Eu entendo de PSDB”

O deputado federal Guilherme Coelho (PSDB) saiu pela tangente em relação a uma possível saída do senador Fernando Bezerra Coelho do PSB.

Guilherme, um dos que prestigiaram a visita do governador socialista Paulo Câmara a Petrolina para o Seminário ‘Pernambuco em Ação’, na última sexta-feira (14), foi perguntado por este Blog se achava que essa seria a última vinda de Paulo à cidade, ao lado de FBC. E acabou deixando essa questão no ar.

“Olha, eu sou do PSDB. O senador Fernando Bezerra e o governador Paulo Câmara são do PSB. Então eu não sou entendido de PSB. De PSDB eu entendo. De PSB eles é quem entendem e vão fazer da melhor maneira possível”, declarou.

Projeto colocará Petrolina como pioneira em dessalinização e melhoria da qualidade da água

Um projeto-piloto do governo federal colocará Petrolina como pioneira no quesito ‘dessalinização e melhoria da qualidade da água’. Reunidos ontem (12) em Brasília, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) e o prefeito Miguel Coelho (PSB) acertaram, com representantes do Ministério do Meio Ambiente (MMA), a implementação do projeto do Programa Água Doce, no município. A expectativa do prefeito – que batizará o programa local com o nome de “Terreiros Produtivos” – é que as ações para a dessalinização de água salobra beneficiem as comunidades nas áreas rurais, além do consumo animal e a agricultura. O projeto já deve começar em setembro deste ano.

 “Petrolina será pioneira, em Pernambuco, no desenvolvimento deste extraordinário e necessário programa”, observou Fernando Bezerra. “Oferecer água de boa qualidade é uma medida de garantia de dignidade e saúde à população“, completou o senador, que trabalhará pela aprovação de emenda parlamentar destinada a ampliar os recursos financeiros para a execução do projeto em Petrolina, cidade-natal de Fernando Bezerra.

Além do consumo humano, a água de boa qualidade será utilizada em arranjos produtivos agrícolas e pecuários do Sertão e da caatinga“, reforçou Miguel Coelho. “Nosso desejo é também desenvolver o programa, juntamente com a Embrapa Semiárido, para o crescimento da piscicultura no município“, acrescentou o prefeito, após a audiência com o secretário de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Jair Vieira Tannús Júnior, e o diretor de Revitalização de Bacias Hidrográficas do ministério e coordenador nacional do Programa Água Doce (PAD), Renato Ferreira.

Coordenado pelo MMA, o Água Doce é desenvolvido pelo governo federal em parceria com instituições federais de ensino e pesquisa, gestões estaduais e prefeituras, sempre com a participação direta da sociedade. O objetivo da ação é estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade, beneficiando, prioritariamente, comunidades que vivem em áreas rurais do semiárido brasileiro. Para isso, o programa prevê a incorporação de cuidados técnicos, ambientais e sociais na gestão de sistemas de dessalinização da água. (Foto/divulgação)

Senador FBC apresenta proposta de emenda à LDO 2018 para garantir geração de emprego e renda no País

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) apresentou, esta semana, proposta de emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO 2018) para que, no próximo ano, ações voltadas à geração de emprego e renda sejam tratadas como prioridade pelo governo federal, e não sofram o chamado “contingenciamento” (limitação de empenho de recursos).

“Especialmente em virtude deste quadro de crise econômica, o país precisa de políticas públicas voltadas à manutenção e criação de postos de trabalho – medida fundamental para a estabilização da economia e a retomada do crescimento”, defende o senador.

Esta é uma das sete emendas individuais apresentadas por Fernando Bezerra ao Projeto de Lei 1/2017 do Congresso Nacional, que trata da LDO 2018. Entre as sugestões ao texto do projeto, o líder também encaminhou mais três emendas para ações cujos investimentos não poderão sofrer contingenciamento por se tratarem de obrigações constitucionais ou legais da União. As propostas têm o objetivo de prevenir, identificar riscos e dar respostas rápidas à população em situações de desastres naturais. O fortalecimento do Sistema Nacional de Proteção de Defesa Civil deverá, na avaliação de Bezerra Coelho, ter a garantia de recursos na Lei de Diretrizes Orçamentárias. (Foto/arquivo divulgação)

Miguel Coelho volta a falar em harmonia dentro do PSB, mas faz ressalvas

Depois de dizer que seu grupo irá marchar com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, em 2018, o prefeito de Petrolina Miguel Coelho voltou a falar em harmonia dentro do seu partido, o PSB, mas já em outro tom. Segundo Miguel, desde o retorno do senador Fernando Bezerra Coelho à legenda, há 12 anos, o grupo tem “uma história de respeito por tudo o que o PSB construiu”. No entanto, o prefeito deixou claro que o partido socialista não poder tolher a liberdade dos seus quadros.

O prefeito refere-se tanto a seu pai, FBC, quanto ao ministro Fernando Filho (Minas e Energia), que decidiram seguir apoiando o Governo Temer, mesmo a executiva nacional optando por deixar o governo, após as graves denúncias de corrupção contra o presidente e as reformas previdenciária e trabalhista propostas por ele.

Sobre os rumores de que seu grupo pode deixar o PSB, o prefeito preferiu não antecipar as coisas. Para Miguel, sem saber se a reforma política irá ou não acontecer, fica difícil fazer previsões.

Senador FBC vai à AGU para tentar agilizar renegociação de débitos de produtores rurais

Atento às dificuldades financeiras pelas quais passam agropecuaristas do Nordeste e de outras regiões do país, o senador Fernando Bezerra Coelho foi hoje (6) à sede da Advocacia-Geral da União (AGU), em Brasília (DF), buscar soluções jurídicas que possam dar celeridade à renegociação de débitos contraídos pelos produtores rurais. “Eles querem e precisam pagar suas dívidas para poderem conseguir novos financiamentos, retomar a produção, gerar empregos e contribuir para o reaquecimento da economia”, defende o senador.

Recebido pela ministra da AGU, Grace Mendonça, o líder do PSB e vice-líder do governo no Senado apresentou possibilidades legislativas para a análise do órgão. Entre elas estão medidas que, aprovadas pelo Congresso Nacional, permitirão o parcelamento de débitos rurais que ainda não foram inscritos em dívida ativa e são cobrados pela Procuradoria-Geral da União.

Ano passado, Fernando Bezerra presidiu a comissão mista que aprimorou a Medida Provisória (MP) 733/2016, conhecida como ‘MP da Dívida Rural’. Aprovada pelo Senado e a Câmara dos Deputados, a matéria foi convertida na Lei 13.340/2016. Tal legislação beneficiou produtores de todo o país – principalmente, mais de um milhão de agricultores familiares do semiárido nordestino, inclusive em Petrolina – ao autorizar a renegociação de débitos contraídos ao longo dos últimos dez anos e com rebates (descontos) que podem chegar a 95%. (Foto/arquivo Blog)

Edilsão apela a FBC e Fernando Filho por pavimentação asfáltica de acesso a comunidade do Porto da Ilha

As dificuldades no acesso à comunidade rural do Porto da Ilha, em Petrolina, levaram o vereador Edilsão do Trânsito a apelar para o senador Fernando Bezerra Coelho e ao deputado federal licenciado, ministro Fernando Filho. E já existe uma boa expectativa.

É que o senador encaminhou o ofício de Edilsão à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf). Agora, é aguardar os próximos capítulos.

Major Enfermeiro é mais um a ‘vestir camisa’ de Miguel Coelho: “Desde janeiro”

Pelo visto, o ‘exército’ do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), não para de crescer. Depois de Alvorlande Cruz e do vereador Elismar Gonçalves (PMDB), é a vez de outro ex-aliado do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) vestir novamente a camisa do grupo.

Trata-se do vereador Major Enfermeiro (PMDB), que a exemplo de Alvorlande e Elismar, também tinha ido para as trincheiras do ex-prefeito Julio Lossio (PMDB). Perguntado por este Blog se já estava com os dois pés no atual governo, Major nem pestanejou para afirmar: “Desde janeiro. Nunca tive nada contra Miguel”.   

Alvorlande Cruz e Elismar: Cada vez mais de volta ao ninho

Parece não haver mais dúvidas quanto a uma reaproximação do vereador Elismar Gonçalves (PMDB) e do ex-vereador Alvorlande Cruz com o grupo do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB). Se antes isso ficava apenas no campo das especulações, agora é realidade.

Os dois foram vistos na tarde de ontem (29), na antessala do prefeito de Petrolina Miguel Coelho (PSB). Ou seja, não falta mais nada para Alvorlande e Elismar anunciarem que já são governistas.

Cursos universitários sem qualidade estão na mira de projeto de lei que tramita no Senado

Começou a tramitar, no Senado, projeto de lei cujo objetivo é evitar que decisões judiciais mantenham em funcionamento faculdades e universidades avaliadas de forma insatisfatória pelo Ministério da Educação. “A ideia é impedir a concessão de liminares que autorizem, de forma provisória, o funcionamento de cursos de graduação que não atendam a todos os requisitos de qualidade estabelecidos e aferidos pelo ministério, situação muito recorrente hoje em dia“, explica Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), autor do PLS 195/2017.

O projeto, que será analisado primeiramente pela Comissão de Educação (CE), altera a Lei 9.394/1996 – a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – para dar nova redação ao artigo 46 da LDB: “É vedada a concessão de tutela antecipada que tenha por objeto a autorização para o funcionamento de curso de graduação“, frisa o senador.

Conforme a matéria, quando identificadas falhas na qualidade do curso oferecido, o Ministério da Educação deverá fornecer mecanismos para a resolução dos problemas e acompanhar o processo de saneamento das deficiências. Ou seja, o PLS 195/2017 reforça o acompanhamento e a avaliação da qualidade das instituições e dos cursos de ensino superior, bem como a aplicação de penalidades pelo não-cumprimento dos critérios definidos pelo governo federal. Entre elas estão a suspensão ou desativação dos cursos e habilitações e, ainda, o descredenciamento da instituição.

Um dos intuitos do monitoramento da qualidade dos cursos pelo Ministério da Educação é evitar a interrupção abrupta da graduação“, detalha Fernando Bezerra. “Os estudantes precisam ter a segurança de que, no momento de conclusão do curso, eles terão o diploma devidamente validado pelo ministério“, acrescenta. Depois de ser analisado pelas comissões temáticas do Senado, o PLS 195/2017 será submetido ao Plenário da Casa.

Propaganda do PSB pede renúncia de Temer e pode ‘empurrar’ FBC e Fernando Filho para outra legenda

No campo do discurso, o governador de Pernambuco e vice-líder nacional do PSB, Paulo Câmara, pode até dizer que acredita na permanência do senador Fernando Bezerra Coelho e do ministro Fernando Filho (Minas e Energia) no partido. Mas na prática, essa possibilidade vai ficando distante.

Pelo menos é o que se viu na noite de ontem (22), durante a propaganda eleitoral dos socialistas, que pediram a renúncia do presidente Michel Temer (PMDB) e a realização imediata de eleições diretas. Se FBC e Fernando Filho defendem que o momento é de colaborar com o governo para ajudar o país a sair da crise, certamente não é no PSB que vão encontrar o respaldo que gostariam.

Vale lembrar, como este Blog já postou, que ambos estão sendo cogitados para ingressarem no DEM.

Paulo Câmara espera permanência de Fernando Bezerra e seu filho no PSB

O governador Paulo Câmara (PSB) tratou de baixar a temperatura em seu partido, do qual é vice-presidente nacional, e fez elogios ao grupo dos Coelhos. O senador Fernando Bezerra Coelho e seu filho, ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, têm entrado em rota de colisão com a executiva nacional da legenda e cogitam deixar o PSB. O PSD e o DEM são apontados como algumas das siglas que poderiam receber os descontentes.

Comigo, nas minhas conversas que sempre tive, não demonstraram nenhum interesse em sair do partido“, disse o governador durante entrevista na Rádio Jornal na manhã desta quinta-feira.

O senador e o ministro são favoráveis às reformas da Previdência e trabalhista, mas o PSB é contra as propostas do governo de Michel Temer (PMDB). O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, já criticou os pernambucanos abertamente. O clima entre o dirigente e Fernando Bezerra Coelho também não é bom porque um quer se reeleger e o outro apoiará a candidatura do vice-governador de São Paulo à presidência do partido.

O PSB, como todo partido, tem história, tradição, ideário programático, é progressista, sempre lutou por democracia e justiça, é um partido que discute muito as ideias. É um processo natural de todo partido, acontece de vez em quando em alguns os partidos e o PSB está passando por esse processo. Mas a gente sempre busca sentar na mesa e o diálogo é a forma mais adequada de superar essas questões. Tenho conversado com Fernando, com Fernando Filho, estive lá em Petrolina, com o prefeito Miguel Coelho“, disse o governador, referindo-se a outro integrante da família Coelho.

Solidariedade

Paulo Câmara afirmou que via Fernando Bezerra e Fernando Filho preocupados em ajudar o Brasil e Pernambuco e destacou que a dupla sempre foi solidária com o governo estadual na atração de recursos. “Fernando um senador importante para Pernambuco e tem nos ajudado. Fernando Filho também. Eles têm um grupo político muito forte, atuante, que sempre esteve conosco, ajudou Eduardo (o ex-governador Eduardo Campos), me ajudou, a gente tem expectativa de continuar com eles para fazer o partido crescer em Pernambuco“, afirmou o governador. (Fonte: JC Online)

Aproximação que rende ceticismo

Na política nacional há um velho bordão que afirma que “tudo pode acontecer, inclusive nada”. Pois bem. O senador Fernando Bezerra Coelho, uma das lideranças do PSB pernambucano, disse à imprensa esta semana de Petrolina que considera “pouco provável” uma nova aliança entre seu partido e o PT. Mas tem gente também pensando assim em  relação a ele.

Um aliado do socialista na Câmara de Vereadores anda cético quanto à eventual ida do senador FBC para o Democratas (DEM). Em reserva, esse aliado só faltou dizer que quer ver para crer.

Sobre reaproximação entre PSB e PT, Fernando Bezerra resume: “Acho pouco provável volta ao passado”

O senador Fernando Bezerra Coelho considerou “pouco provável” uma reaproximação política entre PSB e PT, conforme apontam os rumores. O socialista disse à imprensa em Petrolina, na última segunda-feira (19), após evento administrativo ao lado do governador de Pernambuco Paulo Câmara (vice-presidente nacional do PSB), que vê chances mais concretas de a legenda lançar novamente candidatura própria a presidente da República ou mesmo se aliar às forças do palanque construído por Eduardo Campos, que morreu em acidente aéreo durante sua campanha presidencial em 2014.

“Acho pouco provável uma volta ao passado, mas quem tem que falar sobre isso é o governador e a executiva nacional do PSB”, ponderou o senador. No mesmo dia, Paulo declarou que a legenda “está de portas abertas” a entendimentos.

Senador FBC despista sobre DEM, apesar da presença de Maia e ACM Neto em Petrolina

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) saiu pela tangente ao comentar as especulações de que poderia ingressar no DEM, juntamente com o ministro das Minas e Energia, Fernando Filho. Os rumores ganharam uma evidência ainda maior pela presença ontem (19), em Petrolina, do presidente da República em exercício, Rodrigo Maia, e do prefeito de Salvador ACM Neto – duas das principais lideranças do Democratas. Mas o socialista, que participava de um evento administrativo na cidade com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), não disse muita coisa.

FBC atribuiu esses rumores ao atual momento do país, que necessita urgentemente de uma reforma política, mas por conta da crise essa matéria ainda não avançou no Congresso Nacional.

“São muitos encontros e conversas entre as lideranças político-partidárias no sentido de fazer avançar a reforma política e sobretudo a reforma eleitoral e o financiamento das campanhas. Evidentemente, em função desses encontros, podem surgir especulações sobre destinos partidários, criação de partidos e até fusões”, despistou. Apesar disso, o senador socialista reconheceu o gesto de Maia em visitá-lo, uma vez que o democrata fez questão de estender a visita a FBC e Fernando Filho a Petrolina, uma vez que iria somente até Salvador, encontra-se com ACM Neto.

O socialista até aproveitou uma carona de volta a Brasília ainda ontem (19), no jatinho de Maia, já que nesta quarta (20) os parlamentares do Congresso têm mais uma pauta cheia.

Lucas Ramos evita críticas a FBC e Fernando Filho, mas espera socialistas numa mesma linha em 2018

Após protagonizar no ano passado mais um embate interno no PSB pela indicação do partido para disputar a Prefeitura de Petrolina, no qual Miguel Coelho acabou sendo o escolhido e levando a eleição, o deputado estadual Lucas Ramos quer evitar, nesse momento, entrar novamente em rota de colisão com o grupo do senador Fernando Bezerra Coelho. O socialista preferiu não dar declarações mais açodadas em relação ao apoio de FBC e do ministro Fernando Filho (Minas e Energia) ao Governo Temer. (mais…)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br