Secretário aponta “força política” para avanços na Infraestrutura e Habitação de Petrolina

À frente da Secretaria de Infraestrutura e Habitação de Petrolina, o Coronel Heitor Leite, que foi secretário de Educação na gestão passada,  declara ter as diretrizes básicas a serem seguidas: pensar a cidade a partir da perspectiva urbanística, melhorar a infraestrutura e avançar na política habitacional.

É mais um desafio. Na Infraestrutura, eu tenho um grupo menor, mas trabalhando para um grupo muito grande, que é toda a cidade. Na Habitação, da mesma forma. O desafio é que o cidadão seja atendido. Eu vejo esse momento apropriado para novas idéias”, disse, em entrevista a este Blog.

Questionado sobre as obras de duplicação de uma das principais avenidas da cidade, a Cardoso de Sá, que foi promessa da gestão passada, o secretário garantiu que a avenida não tem capacidade para ser duplicada e afirmou que a obra iniciada no local é “praticamente inaproveitável”.

Aquilo é uma obra paralisada e longe de ter uma posição. Pegamos um engenheiro da própria secretaria e aquela obra é praticamente inaproveitada, é praticamente um trabalho perdido. Não tem uma avaliação precisa. Pra Câmara [de Vereadores] foi prestada uma série de esclarecimentos e se fala em R$ 3 milhões, mas ali não tem um projeto licitado. Foram feitas aquisições de material e foi contratado o serviço de ressocialização dos presos, então não se tem um valor licitado pra dizer quanto foi”, afirmou.

De acordo com o Coronel Leite, o projeto da obra não foi encontrado e até o meio-fio feito na Cardoso de Sá está irregular. “Uma fileira de meio-fio está invertida, eles limitam a pista. A gente tem q tirar o meio fio para fazer uma pavimentação decente. Pra gente pavimentar a pista de ciclista, a gente tem que tirar o meio-fio, ou seja, tirar tudo.

Mas nem tudo está perdido. O secretário disse que a prefeitura já tem um projeto e que está buscando recursos. “Já temos um projeto, efetivamente, elaborado pelo engenheiro, desde o Trevo até a Facape, para que a gente possa realizar. O prefeito está buscando duas fontes de dinheiro, sendo uma o recurso do empréstimo da pavimentação – que ainda tem um saldo para receber e nós estamos tentando resolver. Se recebermos, já temos como alocar; se não recebermos, o prefeito esteve em Brasília e o Ministro das Cidades ficou de contemplar a cidade com recurso de mais de um milhão de reais”, explicou.

O Coronel Heitor Leite explicou por que a avenida Cardoso de Sá não pode ser duplicada. “A Cardoso de Sá não cabe duplicação, a idéia é que ela se mantenha naquela espessura, obviamente com recapeamento. Por que não duplicar? A idéia é tirar o trafego de carros pesados da Cardoso de Sá. Está no projeto a duplicação da Avenida Honorato Viana, da Sete de Setembro, com viaduto na Estrada da Banana, de modo que os carros pesados saiam por ali, para que eles não passem pelo Centro de Petrolina”, pontuou.

Requalificação da Orla I

O Secretário também informou que a prefeitura realizará, ainda este mês, um projeto de requalificação da Orla I e o andamento de obras nas Orlas II e III. “O prefeito, em Brasília, recebeu a promessa, e nós temos que preparar este mês o projeto de requalificação da Orla I, que contempla a região dos bares, a Portal do Rio e o terminal das barquinhas. A Orla II está com pisos intertravados e a obra da Orla III está travada por questões ambientais. Mas, nós estamos tentando destravar a obra. Já que vai fazer a Orla III, ai o município tem que recompor em alguma área ambiental para que seja liberado. Esse dinheiro para tantas intervenções, de onde sai? Foi solicitado ao Ministro das Cidades. Os recursos que seriam para o VLT autoriza a mudança de objeto, para que façam obras de mobilidade”, contou.

O secretário ainda comentou sobre o planejamento para melhorar o acesso dos ônibus nos bairros e afirmou que a manutenção de todo esse sistema de esgotamento sanitário de Petrolina é da Compesa, que tem uma parceria da prefeitura. Ele ainda disse que foi criada a Diretoria de Saneamento, “porque a prefeitura não tinha expertise nessa área. Estamos fazendo esse trabalho de integração.

Habitação

Destacando força política, através do senador Fernando Bezerra Coelho, do ministro Fernando Filho e o alinhamento com o governo federal, o Coronel Leite  contou algumas novidades, a exemplo de um programa de habitação que contemplará o homem do campo.

Mais uma vez, eu destaco essa intervenção política que está sendo feita, através do senador e do ministro. Teremos o Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), que contempla o homem do campo. E mais um incremento aqui na cidade, para contemplar. Nós acreditamos que não o lançamento não deve demorar. Quando o governo federal disser com quantas unidades seremos contemplados, nós saberemos quanto será investido. A idéia é você fazer núcleos habitacionais nos projetos e também atingir comunidades mais afastadas”, destacou.

Sobre as unidades habitacionais já entregues em Petrolina, o secretário ainda disse haver irregularidades nos contemplados. Mas é preciso que a população denuncie, para que a prefeitura faça o trabalho de retomar os imóveis e repassar para as pessoas que estão na fila de espera. “Nós devemos receber, agora, 95 unidades retomadas. Os 95 da fila de espera, avançam. É necessário que a população denuncie. Não há como a gente descobrir quem está ilegal. Procura a própria Secretaria de Habitação ou liga para a Ouvidoria da Prefeitura no número 196”, reforçou.

Comentários

6 ideias sobre “Secretário aponta “força política” para avanços na Infraestrutura e Habitação de Petrolina”

  1. Cego às avessas disse:

    Hum, então o secretário confirma que haviam recursos para o VLT… Bacana. E que história é essa de que não pode colocar pavimento na ciclovia da Cardoso de Sá? Esse engenheiro por acaso já ouviu falar em pavimento de concreto simples moldado “in loco” para ciclovias, que além de ser mais barato, é mais resistente que o asfalto?

  2. Evocado disse:

    Ele diz que não pode ser duplicada, que não dá pra pavimentar a pista de ciclista por conta do meio fio e que a duplicação não cabe ali , mas que pode ser recapeada e aquela parte que é na terra vai ficar do jeito que está? E fala que o tráfego tem que ser retirado que vai fazer um viaduto na estrada da banana para os veículos pesados, será que sabe mesmo do que tá falando? Vou te dizer se Miguel tiver um pensamento destes com relação aquela avenida que é urbana, mas tá parecendo algo rural e até carroçal, se de fato tiver este pensamento não vai valer a pena o governo dele. Aquela avenida era pra ser no mínimo alargada e no trecho próximo ao Iate deixaria a parte que vem da Orla que é ao lado do Iate sentido único bairro e aquela avenida ao lado do Saber sentido único cetro, com alguma intervenção, capacidade, um pouquinho de dinheiro e boa vontade praticamente seria uma duplicação.

  3. Direita Libertária disse:

    O trecho da Cardoso de Sá pode ser duplicado sim. Se não for, será uma obra “meia-boca”. Outra, espero que o Centro Administrativo de Petrolina seja construído num lugar mais distante, lá pelo lado da Pedra Linda, ou mais longe ainda, nos projetos, em uma grande área a ser doada pela Codevasf. A cidade vai crescer muito nesses próximos 30 anos, e logo a Pedra Linda vai ser área central. O CEAPE pode virar um parque, Petrolina precisa de mais verde.

  4. Sempre Atento disse:

    É coronel aqui em Petrolina não tem besta não,tem muita gente inteligente,e olhe que sabem da boas opiniões,então se vira nos 30.

  5. Laura disse:

    Sem lógica deixar a Cardoso de Sá com a mesma espessura, melhor nem gastar dinheiro se for pra ser assim. Gente vamos pedir pra não ser assim e questionar, tanto no facebook do prefeito quanto no e-mail dele impressamiguelcoelho@gmail.com

  6. Souza disse:

    Quero é que vcs tapem os buracos da cidade,a cidade esta horrivel buracos em todas as avenidas,avenida da integração,cardoso de sá,orla e varias outras,este negocio de falar que assumiu agora é balela nós nunca paramos de pagar impostos!

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Enquanto isso…

23/06/2017 às 22:18 por Carlos Britto

O que eles disseram…

23/06/2017 às 18:40 por Carlos Britto

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br