Ronaldo Cancão rebate críticas sobre São João de Petrolina e garante: “Prefeito zelou pelo dinheiro público”

5

O vereador Ronaldo Cancão (PTB) viu com naturalidade algumas críticas apontadas ontem (22) pelo integrante da bancada de oposição, Gabriel Menezes (PSL), ao São João de Petrolina, durante sessão da Casa Plínio Amorim. O governista justificou que Gabriel está executando o mesmo papel que ele cumpriu na gestão municipal passada, quando também foi líder de oposição ao então prefeito Julio Lossio (PMDB).

Mas Cancão não deixou barato as declarações de Gabriel. Ele inclusive chegou a se utilizar de uma expressão dura para rebater o colega, ao afirmar que o governo anterior “não teria moral” para criticar o São João realizado pelo atual administração.

Deixando claro que, pelo fato de atualmente ser situação não quer dizer que vá ser conivente com coisas erradas, Cancão defendeu a lisura  e transparência como ocorreu toda a organização dos festejos juninos deste ano. “O que eu quero afirmar é que o prefeito teve todos os cuidados jurídicos, o zelo pelo dinheiro público, para realizar o São João”, assegurou.

Por outro lado, o governista fez questão de ressaltar que a economia anunciada por Miguel Coelho, em mais de R$ 1 milhão dos cofres públicos, para realizar os festejos este, deve-se também porque o prefeito contou com o apoio da Caixa Econômica, a qual destinou R$ 200 mil, mais R$ 420 mil do Ministério do Turismo. Além disso, a distribuidora de bebidas que abastece o evento (Itaipava) participou e ganhou a licitação, injetando mais recursos para os festejos – sem contar o aporte financeiro do Governo de Pernambuco. “No ano passado, a prefeitura gastou pouco mais de R$ 5,7 milhões utilizando a Fonte 1 (recursos próprios)”, analisou.

O vereador destacou ainda que a empresa Abdon, a qual atua no ramo há 30 anos, também ganhou o processo licitatório para cuidar da estrutura da festa – envolvendo palco, camarote, estacionamento, barracas e banheiros químicos, entre outros itens. “O custo da festa é R$ 1 milhão. A Lei 8.666 (licitações) permite à empresa para pagar a estrutura que o município não pagou. Além disso a empresa tem a obrigação de fazer uma custódia no valor de R$ 180 mil para garantir que vai assegurar o serviço, fora os R$ 40 mil pagos pela licitação”, explicou.

Polícia Federal

Sobre os artistas contratados este ano, Cancão primeiro evitou polêmicas ao argumentar que não votou no projeto de lei da vereadora licenciada e atual secretária de Cultura, propondo que 50% da programação do São João deveriam ser formados por artistas locais. Para Cancão, essa “é prerrogativa” da administração. Depois, o governista saiu em defesa do atual prefeito quanto ao valor pago às atrações nacionais, justificando que os cachês foram compatíveis ao atual momento que cada um deles vive em suas carreiras artísticas. Perguntado sobre a presença de artistas que não se encaixam no estilo junino, o vereador rebateu argumentando que Miguel trouxe para Petrolina as atrações “que a maioria da população gostaria de ver”.

Cancão aproveitou para lembrar que os festejos da gestão passada não tiveram a mesma transparência (em especial os de 2012 e 2013), tanto é que foram alvo de uma investigação realizada pela Polícia Federal (PF). “Como ainda é segredo de justiça, em breve a população de Petrolina vai saber o que ocorreu no São João de 2012 e 2013”, finalizou.

5 COMENTÁRIOS

  1. Definitivamente, pau que dá em Chico, não dá em Francisco, não é Ronaldo. Não estou aqui falando de cache, de atrações ou defendendo ou acusando nenhum prefeito, mas sim de como age o político brasileiro, sempre com
    dois pesos e duas medidas. O que é reclamando em uma administração que o cara é a favor, na outra é contra a mesma coisa. A política brasileira é pobre, partidária e suja.

  2. Mais de 5 milhões só de cachês, fora o palco, que certamente, não saiu por menos de 1 milhão. Transparência? cadê a transparência? fez o mesmo que o prefeito Júlio Lóssio. Muito gasto em São João, e nada em pavimentação de ruas. Só concordo com o cachês dos artistas locais. A maioria recebeu mais do que cobram para a iniciativa privada. Agora o cachê dos artistas de fora continuam absurdos.

  3. O prefeito mentiu para o povo ele falou que o são João era quatro milhões e só as atrações do pátio Ana das caracas ultra passou cisco milhões como é que ele tá fazendo mais com menos ele pode enganar vocês que vive da prefeitura.e o senhor é melhor ficar calado porque você não é vereador de Petrolina não você e vereador de Fernando Bezerra

  4. quem não term moral é voce cancão em falar sobre o são joão pelo que você tanto criticou, não só você como o prefeito, acharia bonito se vocês não tivesse criticado tanto o são joão nos anos anteriores, isso proporcionaria uma festa ainda mais linda. mas isso só provou que o antigo gestor nao estava errado e que petrolina merecia mesmo numa festa linda de são joão. parabéns julio que foi o pioneiro e parabéns miguel por manter a festa. so queria que voce tivesse mantido tambem o nova semente

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome