Ronaldo Cancão admite “certo desconforto” de governistas com Miguel Coelho, mas minimiza barulho

3

Aliado de longa data do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), o vereador Ronaldo Cancão (PTB) admitiu “um certo desconforto” entre ele e alguns colegas da bancada de situação com o Governo Miguel Coelho. Em entrevista a este Blog, após sessão de ontem (3) na Casa Plínio Amorim, Cancão evitou usar o termo “insatisfeitos”, mas sugeriu o prefeito aparar arestas em seu staff administrativo.

Comungando da mesma opinião do governista também estariam Cícero Freire (PR), Gaturiano Cigano, o ex-líder da bancada, Ruy Wanderley (PSC) e Ronaldo Silva (PSDB). “Esperamos que essas questões administrativas possam ser contornadas, até porque esse desconforto não é de hoje. Já vem de alguns dias”, declarou.

Mesmo vendo com naturalidade esse fato, Cancão disse acreditar que um simples diálogo do prefeito com seu secretariado e aliados no Legislativo seja suficiente para “fazer alguns ajustes” que considera necessários. Perguntado se não estaria havendo esse diálogo, após um ano e cinco meses de gestão, o vereador contemporizou.

Eu vejo isso com naturalidade, porque a base tem 16 vereadores. Mas é necessário a gente fazer algumas reflexões, para que a gente possa continuar fazendo o melhor para Petrolina, junto com o governo. O que está faltando é entendimento, uma certa flexibilidade por parte da governabilidade, para que a gente possa ajustar esses pequenos problemas”, ponderou.

3 COMENTÁRIOS

  1. Como assim “staff administrativo”? Pensei que vereadores fossem figuras autônomas, mas até eles mesmos se consideram funcionários do prefeito! Que patético!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome