Projeto de Regularização Ambiental e Diagnóstico dos Sistemas Agrários contempla 96 lotes em 9 assentamentos de Pernambuco

0
Foto: Ascom MT/divulgação

O Projeto de Regularização Ambiental e Diagnóstico dos Sistemas Agrários (Radis-UFV) visitou, até dezembro do ano passado, 96 lotes de nove Projetos de Assentamentos (PAs) do Estado de Pernambuco. Os técnicos da iniciativa passaram pelos seguintes PAs: Concórdia Santa Cruz, Souto Maior, Velho I, Sitio I, Santa Helena, Floresta, Veneza, Chico Mendes III e Santo Antônio.

No total, 1.895 lotes de 29 projetos de assentamentos dos estados Alagoas, Pernambuco, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Pará. O Radis-UFV irá coletar, até 2020, dados de 85 PAs de mais outros três Estados brasileiros (Goiás, Minas Gerais e São Paulo), totalizando 9.400 famílias.

O Pará foi o Estado com mais visitas até o período, com 627 lotes já contemplados em três projetos de assentamento. Alagoas vem logo em seguida, com 526 lotes divididos em dez PAs. Os Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul tiveram 424 e 222 lotes visitados, respectivamente, em sete projetos de assentamentos. Já Pernambuco teve 96 lotes contemplados, em nove PAs.

Dos 1.895 lotes visitados, 1.453 já estão com as coletas de dados validadas. Os que não foram validados, técnicos irão revistar para confirmação das informações. O objetivo das visitas técnicas é de traçar o perfil dos assentados, com informações sobre os moradores das propriedades, além do tipo do terreno e a produção nele, além da realização de uma avalição ambiental.

Com as coletas de dados, serão disponibilizadas informações qualificadas para as famílias assentadas, de modo a auxiliar no planejamento das atividades desenvolvidas na propriedade e para contribuir nas discussões e reivindicações perante as entidades locais e regionais. Essas iniciativas reafirmam o papel do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) como formulador de políticas públicas e também a importância dos projetos de assentamento como geradores de desenvolvimento econômico e social em pequenas e médias cidades do país.

Coleta

Todos os dados coletados pelos técnicos de campo são enviados para o sistema Radis e serão utilizados nos diagnósticos e cadastramento dos assentamentos no Cadastro Ambiental Rural (CAR). Quem tiver dúvida, reclamação, sugestão ou até mesmo elogio sobre algo relacionado ao projeto, pode entrar em contato pelo WhatsApp, no número (61) 99402-2553, ou pelo e-mail comunicaçã[email protected], além das redes sociais, no Facebook (RADISUFV), Instagram (@radis_ufv) e pelo espaço ‘contato’ do site www.radisufv.com.br. Durante as visitas em campo, o cidadão também tem a possibilidade de preencher o formulário que fica com os técnicos. As informações são da assessoria do projeto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome