População de Juazeiro recebe orientações sobre descarte de lixo comum e entulhos

0
Foto: Ascom PMJ/divulgação

Em Juazeiro (BA), a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb) está orientando a população a descartar o lixo comum e entulhos oriundos ou não de construções, tendo como base o Código de Polícia Administrativo, através da Lei Complementar 018/2016. A fiscalização tem registrado descarte irregular de lixo, o que fez com que a pasta resolvesse esclarecer as pessoas para que tenham cuidado na hora de descartar tanto o lixo comum domiciliar, como de entulho resultante de obra e demais intervenções domiciliares e comerciais.

De acordo com o Código, fica a cargo de cada morador fazer a separação do lixo comum nas residências e colocar o mesmo para ser recolhido pela coleta que acontece, diariamente, na cidade. Além disso, é preciso que estar atento ao horário que o carro da coleta passa na rua. A recomendação é de só colocar o lixo no máximo duas horas antes da coleta, em local alto, para evitar que animais tenham acesso e o lixo seja espalhado nas vias.

Para quem desejar ter ponto de coleta seletiva, existem em Juazeiro algumas cooperativas que trabalham recolhendo materiais recicláveis, a exemplo da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (COOPERFITZ). A Cooperativa realiza a coleta do lixo em casa, caso a pessoa deseje. É só ligar para o telefone (74) 9 8843-5621, que também é o contato de WhatsApp, caso a solicitação seja feita através de mensagem.

A coordenadora dos catadores, Yanna Magge Caldas, explica que o trabalho de separar o lixo comum dos demais materiais recicláveis ajuda o meio ambiente e também os catadores. “Temos 14 famílias que trabalham na cooperativa e o nosso pedido é para que as pessoas tenham bons olhos para o trabalho destes cidadãos. Eles recolhem plásticos, papel, alumínio, materiais que demorariam anos para se decompor na natureza. É um trabalho que sustenta famílias e ajuda na preservação do meio ambiente”, avaliou.

Para o titular da Semaurb, Jadson Barros, toda a informação repassada é para assegurar uma cidade mais limpa e harmoniosa. “Esse é o primeiro passo para a educação ambiental. A Prefeitura de Juazeiro aderiu à coleta seletiva, assim como diversas outras repartições públicas e privadas. Hoje temos um aterro sanitário que recebe o que não pode ser reutilizado, e cooperativas que recolhem o que pode ser reciclado”, ressaltou.

Orientação

Com relação aos entulhos oriundos de obras, a secretaria orienta a quem desejar construir ou reformar, deve contratar um contêiner de entulho, reservando um espaço para o acumulado do material descartado. É proibido utilizar o espalho público para descarte ou acúmulo de resíduos, seja lixo ou entulho. Quem for flagrado estará passível de multa, podendo ser autuado de 0,5 a 10 VRF (Valor de Referência Fiscal) – de R$ 64,52 a R$ 1.290,50.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome