Autor de audiência que discutirá preços de combustíveis em Petrolina, Ronaldo Cancão crava: “Precisamos dar resposta”

6
Foto: Blog do Carlos Britto

A Câmara de Vereadores de Petrolina deverá realizar, ainda este mês, uma nova audiência pública para debater a política de preços aplicada pelos postos de combustíveis na cidade. O requerimento, aprovado por unanimidade na primeira sessão plenária do ano na Casa Plínio Amorim, é de autoria do vereador Ronaldo Cancão (PTB), que neste biênio ocupa o cargo de 1º vice-presidente da Mesa Diretora.

Ao Blog, Cancão disse que a audiência é uma resposta do Legislativo ao clamor dos petrolinenses, que criticam – “com razão” – os preços majorados do diesel, álcool ou gasolina.  “Não podemos permitir que o diesel S-10, em Senhor do Bonfim, que está a 130 km de Petrolina e distante das plataformas de base dos combustíveis, custe R$ 3,43, e em Petrolina R$ 3,98, R$ 3,77. Em Rajada (zona rural de Petrolina), a gasolina é 20 centavos mais barata do que a sede, que fica a 75 km de distância”, argumentou.

O vereador disse também ser inaceitável que os petrolinenses sejam obrigados a pagar o combustível mais caro de Pernambuco, conforme levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Cartel

Cancão deixou claro também não ter nada contra os dono de postos de combustíveis. O que ele pretende com a audiência é justamente tentar entender essa política de preços, uma vez que a Petrobras vem anunciando sucessivas reduções no valor da gasolina e do diesel, sem que seus efeitos sejam sentidos pelos consumidores da cidade. “Não estou desabonando a conduta de nenhum proprietário de posto, mas quero saber do sindicato por que esses valores, que para mim significam um cartel”, avaliou.

Uma audiência sobre esse mesmo assunto já foi realizada há poucos anos na Casa, só que puxada pelo então deputado estadual Odacy Amorim (PT). O vereador foi um dos que participaram. Perguntado se não seria necessário um engajamento maior do poder público quanto à questão, ele diz estar fazendo sua parte.

“Eu convidei o Ministério Público Federal, que trata do direito do consumidor, o sindicato e várias instituições como Prodecon, Ministério Público Estadual, deputados e os senadores. É preciso darmos uma resposta à sociedade”, concluiu.

6 COMENTÁRIOS

  1. Só ZUADA, esse vereadornão resolve nada. Haja vista a história dos flanelinhas, criou lei e tal, e tá tudo do mesmo jeito, inclusive já mataram dois depois da lei, e eles continuam importunando a vida das pessoas. Ou seja, vai ser mais uma audiência pública que é um fracasso antes mesmo de acontecer.

  2. Vai continuar jogando pra plateia, não vai sair nada de concreto em favor do povo!!!
    Todos sabem que em Petrolina há um quartel formado por parte dos donos de Postos de combustíveis, que além de ser o mais caro do País na maioria das vezes não apresenta boa qualidade! Os caras sabem onde apertar e essa questão não será resolvida, vamos continuar pagando o combustível mais caro do País.

  3. se o povo paga o preço que vendem, não vejo o porque de tanto alarde… bastava todo mundo parar de consumir, deixando apenas o serviços básicos, queria ver se não baixaria

    postos comecem a pensar em auto atendimento… daqui a uns anos vamos ter carros e motos eletricas, o tempo desse come-come de combustíveis vai acabar

  4. Esse só faz barulho. É igual a carro velho. Já está na hora de desocupar a cadeira. Joga para os bestas e atende as ordens e diz amém ao chefe. Só e só e mais nada. Essa câmara é um dinheiro mais mal empregado de Petrolina. Acho que se criar um grupo de WhatsApp dos moradores resolve mais coisas que esses vereadores. kkk

  5. Estamos de olho.
    Políticos que não abraçarem esta causa será lembrados na próxima eleição….
    A era da enganação acabou. O mostra pra que foi eleito ou vai fora.
    Juntos nas redes sociais somos mais fortes…

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome