Projetos de extensão da Univasf beneficiam a população de mais de 30 municípios em sua área de atuação

1

lucia marisy2Por meio de ações de extensão como programas, projetos, cursos, eventos e prestação de serviços, a Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) vem promovendo a inclusão social da população, viabilizando uma relação transformadora entre universidade e sociedade.

Segundo a pró-reitora de Extensão, Professora-Doutora Lúcia Marisy Souza Ribeiro de Oliveira, a extensão é o braço social da Univasf. Desde janeiro deste ano, já são cerca de 140 projetos em andamento, que envolvem um grande número de pessoas onde a instituição atua – Território São Francisco Pernambuco (7 municípios), Sertão do São Francisco Bahia (10 municípios) e Território Serra da Capivara (18 municípios).

A Extensão transforma aquilo que é gerado no ensino e na pesquisa, em projeto que vai beneficiar a sociedade. Se a pesquisa faz algo, faz alguma descoberta, e essa descoberta não gera algum benefício para a comunidade, ela não vale nada”, disse Lúcia Marisy, em entrevista exclusiva ao Blog.

De acordo com a Pró-Reitora, as principais ações de extensão estão ligadas à garantia da cidadania, por meio do que é produzido na universidade, integrado com o que é produzido pela população dos Territórios de atuação da Univasf.

São projetos que envolvem a comunidade, seja na sua produção econômica, na sua tradição cultural, em questões de ordem social. Para ele ser de extensão, tem que envolver a comunidade. No momento, temos um projeto extremamente relevante, o Projeto de Desenvolvimento Territorial”, avaliou.

Apoio técnico

Conforme Lucia Marisy, atualmente o Projeto de Desenvolvimento Territorial está dando o apoio técnico à produção agrícola das mulheres empreendedoras do Território São Francisco (Petrolina, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Cabrobó, Orocó, Dormentes e Afrânio), através de uma iniciativa lançado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Com isso, a instituição adquiriu equipamentos para o desenvolvimento dessas atividades – como carros, freezers e fogões (entre outros), que serão entregues brevemente.

O intuito da iniciativa, segundo Lúcia, é fazer com que as comunidades possam se estruturar melhor e captar recursos para suas ações, visando ao desenvolvimento local. Os Territórios da Cidadania foram criados em 2003, à época envolvendo apenas territórios rurais. Hoje, a extensão desenvolve atividades também nos territórios urbanos, com o objetivo de trazer sustentabilidade para a população.

Acompanhe, abaixo, um trecho da entrevista com a Pró-Reitora de Extensão da Univasf, Lucia Marisy Souza Ribeiro de Oliveira:

1 COMENTÁRIO

  1. O trabalho da professora Lúcia é muito bom. Mas se ela já faz isso há tanto tempo, por que só lançar essa nota agora? É só coincidência que a campanha para reeleição de Julianely está a pleno vapor, mesmo fora do período permitido?

Deixe uma resposta para Renata Alves Cancelar resposta

Comentar
Seu nome