Prejudicado por árbitro, time da Fera Sertaneja perde mais uma e amarga a lanterna na Série A1 do Pernambucano

2
Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press

A missão era quase impossível. Para completar, o árbitro ainda jogou contra. Essa foi a tônica do jogo do Petrolina Social Futebol Clube (PSFC) contra o Sport Recife pela 5ª rodada da Série A1 do Campeonato Pernambucano, encerrado há poucos minutos no Estádio da Ilha do Retiro.

O Sport foi o senhor das ações no primeiro tempo. O Petrolina quase não tocou na bola. Com o time quase todo reserva, o Leão errou demais. Por isso, fluiu menos no campo de ataque como desejava. Num dos lances mais trabalhados, os rubro-negros chegaram ao gol. Guilherme, aos nove minutos, pegou uma sobra e chutou forte, sem defesa para Pezão.

O Leão continuou impetuoso na marcação, mas com pouca criatividade do meio para frente. Além disso, com o resultado na mão, aliviou nas investidas. Mero expectador, nas vezes que o Sport deu campo para o Petrolina, o Carcará chegou de maneira atabalhoada, com chances mínimas de empatar o confronto.

O Sport começou a etapa final em câmera lenta. Do outro lado, como numa inversão de papéis, foi a vez do Petrolina partir para cima. Com ímpeto ofensivo e organização no meio de campo, dominou os rubro-negros. Jean, sempre perigoso, tentava estocadas de todos os tipos. E levou perigo à meta de Magrão, em duas oportunidades. Com a entrada de Ezequiel e Charles, o Rubro-negro  se equilibrou e passou a dominar as ações. Os gols foram uma questão de oportunidade. Duas delas, caíram nos pés de Elton. A primeira foi de pênalti, num marcação equivocada do árbitro. A outra foi João Igor, após chute da entrada da área.

Pezão

Com a melhora dos donos da casa, o Petrolina esfriou. O destaque do time sertanejo  ficou com o goleiro Pezão, que evitou uma goleada maior ao defender três bolas consideradas difíceis. O resultado deixou o Petrolina na lanterna, sem nenhuma vitória, na décima colocação com apenas um ponto. Com informações do Globoesporte.com.

2 COMENTÁRIOS

  1. A pessoa que digitou essa matéria, está lamentavelmente desorganizado. Onde pode confundir Petrolina com Salgueiro?
    Mas enfim, essa agremiação não foi prejudicada pelo árbitro e sim pelo péssimo futebol, lógico que não foi penalti, mas l árbitro é de o interpretação, retirando o penal o clube perderia de toda forma.

Deixe uma resposta para Defensor da liberdade Cancelar resposta

Comentar
Seu nome