Miguel Coelho minimiza ausência de representante da Compesa em mesa de debates sobre novo PMSB de Petrolina

2
Foto: Blog do Carlos Britto

Principal coordenador da reunião de ontem (29) na Fundação Nilo Coelho, que tratou das sugestões de elaboração do novo Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) de Petrolina, o prefeito Miguel Coelho minimizou um detalhe pouco percebido pela maioria dos participantes. Mesmo presente na reunião, o gerente da Unidade de Negócios da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), João Raphael de Queiroz, não foi convidado para compor a mesa.

O plano municipal é do município, não do Estado (…) não estou diminuindo a importância dele (João Raphael). Qualquer funcionário da Compesa é importante para Petrolina, porque eles fazem parte concessionária que cuida da cidade. O que estamos discutindo é com a população. Tanto é que todo o corpo (da mesa) é da prefeitura e dos órgãos que estão à frente (do PMSB). Fora eles, só tinha Aurivalter (Cordeiro, superintendente da 3ª SR), que já tinha feito o Plano Diretor, e é incabível que a gente pense numa solução para Petrolina e deixe de fora a área irrigada, onde vivem mais de 30 mil pessoas”, justificou.

O prefeito reforçou ainda que, além de João Raphael, vários funcionários da Compesa compareceram em peso ao encontro para dar sua colaboração ao debate. O gestor local da Companhia também preferiu não alimentar controvérsias. “Viemos à audiência para propor novas ideias ou repassar informações para que esse plano realmente dê certo e possa atender o município. Não é o momento da gente entrar nessa briga (sobre a concessão dos serviços) nessa audiência”, ponderou João Raphael.

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta para Edvaldo Cancelar resposta

Comentar
Seu nome