Codevasf já investiu mais de R$ 265 milhões em ações de revitalização das bacias do São Francisco e Parnaíba

5

Codevasf ações/Foto: Ascom Codevasf/divulgaçãoO estado de Pernambuco já recebeu mais de R$ 265 milhões em investimentos em ações ambientais. Esse montante inclui obras concluídas e outras em andamento, segundo a 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf.

Esse trabalho, conforme explica o superintendente da 3ª SR, Luiz Manoel de Santana, é parte do programa de revitalização das bacias do São Francisco e Parnaíba.

No caso de Pernambuco, o valor investido está sendo destinado à melhoria ou implantação de coleta, tratamento e destinação de resíduos sólidos, controle de processos erosivos, abastecimento d’água e esgotamento sanitário.

Com a finalização dos sistemas de esgotamento que estão sendo implantados pela Codevasf no estado, o Rio São Francisco deixará de receber algo em torno de 50 milhões de litros de água poluída todos os dias.

“Vivemos a Semana do Meio Ambiente, período que nos remete a pensar na importância e na necessidade de ações que visam a melhorias nessa área. Na área de atuação da 3ª SR está se reformando ou implantando sistemas de esgotamento sanitário em vários municípios. Cedro e Ipubi já estão sendo finalizados cerca de 95 % da obra completa. Outros, como Ouricuri, Araripina e Petrolina estão em uma fase inicial de implantação. Ao todo, quase meio milhão de pessoas serão beneficiadas com essas ações que contribuem tanto para a preservação do rio como para a qualidade de vida da população”, avalia Luiz Manoel.

5 COMENTÁRIOS

  1. Ipubi? Cedro? Ouricuri? Araripina? O que é isso? Festa política com recursos públicos? Esses municípios não localizados nas margens do São Francisco, não despejam seus esgotos no nosso grande rio.

    Alguém pode explicar?

    • Verdade, é falácia dizer investir em sistema de esgoto em Araripina, Ouricuri, Salgueiro, e outras cidades de outros lugares, está evitando jogar esgoto no Rio São Francisco, pois os rios Pajeú, Brígida, Terra Nova tem anos que suas águas não chegam ao velho chico.

    • É a Bacia do Rio São Francisco. Tá previsto no PAC. O Rio Brígida, que banha o Araripe, por exemplo, deságua no São Francisco. É um rio temporário, mas faz parte das exigências para que o governo faça as obras de transposição.

Deixe uma resposta para artursilva Cancelar resposta

Comentar
Seu nome