Câmara deve votar em breve projeto que regulamenta confecção de carteiras estudantis em Petrolina

5

GEDC0031A polêmica em torno da emissão de carteiras estudantis pode estar com os dias contados em Petrolina. Isso porque a Câmara Municipal de Vereadores deve votar, ainda este mês, um projeto do executivo que credencia entidades para confecção das carteirinhas.

O projeto é uma iniciativa da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (Uespe), que pretende acabar com a “máfia das carteirinhas” na cidade. “Nós precisamos chamar atenção dos estudantes de Petrolina porque existe uma máfia das carteirinhas aqui, confeccionando carteiras sem nenhum tipo de responsabilidade sobre isso. Ninguém conhece o presidente, e essa empresa só aparece na época de fazer as carteirinhas e depois some. A única entidade que luta pela classe estudantil e que representa os estudantes é a Uespe. A carteirinha não é ganha-pão de ninguém”, explica o presidente da entidade, Davi Lira (foto).

Segundo ele, esta é uma reivindicação antiga dos estudantes, mas só agora o Executivo decidiu agilizar o processo. “Na verdade nós fomos várias vezes atrás do prefeito lutar por este projeto, que já deveria ter sido votado, mas acreditamos que deve ir à Câmara ainda este mês”, diz Lira.

Segundo o líder, caso o projeto não chegue logo à Câmara de Vereadores, os estudantes poderão ir às ruas para pressionar o Legislativo. “Estamos ansiosos e se for preciso nós vamos para a rua, porque isso só traz benefícios aos estudantes da região”, destaca Davi.

Pelo Projeto de Lei, para confeccionar carteiras estudantis a entidade responsável terá que comprovar vínculo com os estudantes, estar presente nas escolas, elaborar jornal da entidade e organizar festivais culturais e esportivos. Além disso, as empresas não credenciadas deverão ser multadas caso insistam em continuar confeccionando o documento.

5 COMENTÁRIOS

  1. A Uespe so existe na hora de fazer carterinha, e so reivindica quando perde receita. Reinvindicar por melhores condicoes do transporte publico, aceitacao de carteirinha nas vans e mototaxi sem falar nos eventos que acontecem na cidade nao aparece, promover campanhas, fiscalizar se a lei esta sendo respeitada nao aparece. Entao se minha carteira estudantil so e valida para o cinema nos domingos e feriados, qualquer uma serve.

  2. Estas entidades só existem na hora de fazer as carteirinhas e receber o dinheiro, porém na hora de entregar somem!!! vereadores fiquem atentos quanto a este projeto. Eles sempre somem depois de receberem. Isso é um movimento politico, não representam a nos alunos.

  3. Concordo com o Aluno. A câmara de vereadores deveria gastar tempo com coisa mais útil que interferir com a Lei Federal que já define os critérios de identificação de estudantes, hoje qualquer entidade representativa (Gremio, D.A, C.A, a direção das escolas, etc) podem emitir um documento informando que a pessoa é estudante, e esse documento é valido para utilização como identificação para acesso a casas de espetáculo, cabe as entidades representativas fiscalizar a legitimidade do documento emitido (UNE, por exemplo) pois a falsificação é crime e deve ser punido. Em Petrolina todos os anos a Uespe só aparece para cobrar a carteira, mas entregar o documento com tempo hábil para uso, nem sempre acontece. Por isso os estudantes utilizam-se da carteira emitida no município por uma entidade local (essa entrega as carteiras na data correta) com valor menor que a da Uespe.

  4. EU SUGIRO QUE PROIBA ALUNOS DE PSEUDO-CURSOS DO TIPO SECRETARIADO E TURISMO DE TIRAREM CARTERINHA DE ESTUDANTE,
    A MAIORIA DESSES ALUNOS SO CURSAM OS CURSOS CITADOS PRA TIRAR A CARTERINHA DE ESTUDANTE E PAGAR MEA PASSAGE E E MEA ENTRADA NAS FESTA CAUSANO PREJUIZOS PARA OS EMPRESARIOS DE BANDA E DONOS DE ONIBUS.

  5. Até que fim. Esperamos que seja punido as máfias porque a UESPE sempre esta do lado dos estudantes, no ano passado foram várias as passeatas para baixar o preço da passagem.

Deixe uma resposta para verlania Cancelar resposta

Comentar
Seu nome