UPAE volta a aderir à campanha ‘Setembro Amarelo’ em Petrolina

setembro-amareloA campanha ‘Setembro Amarelo’ foi iniciada no Brasil em 2014 pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), com o tema: “Suicídio – Falar é a melhor solução”. Desde então, nessa época do ano, instituições públicas, particulares, ONGs, e sociedade civil fazem um alerta à população a respeito dessa problemática no país e no mundo, com foco nas formas de prevenção.

A cor amarela toma conta das cidades e a divulgação de informações é estimulada. Em Petrolina, alguns monumentos já ganharam nova iluminação, instituições têm debatido o assunto e a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE)/Imip novamente se engaja na causa, promovendo palestras de conscientização para o público que utiliza seus serviços.

O suicídio é um problema de saúde pública que vive atualmente uma situação de tabu e do aumento de suas vítimas. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da Aidas e da maioria dos tipos de câncer. De acordo com o site da campanha, “tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas”. A boa notícia é que, segundo a Organização Mundial de Saúde, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos.

Palestra

A primeira palestra voltada ao público interno da UPAE foi realizada ontem (12) e até o final do mês outros momentos como esse acontecerão. “A nossa unidade procura aderir às campanhas de saúde pública, e consideramos o Setembro Amarelo de extrema importância. Na urgência e emergência recebemos alguns casos e procuramos entrar com o apoio do serviço social para que o paciente seja encaminhado para acompanhamento na atenção básica. Como prevenção, acreditamos que falar sobre o tema abre o olhar para o que muitas vezes acontece ao nosso redor”, ressalta a coordenadora de Enfermagem, Grazziela Franklin. (fonte: Ascom UPAE)

Um dia após ser preso por matar esposa grávida, homem comete suicídio em delegacia de Remanso

Um homem cometeu suicídio um dia após ser preso por matar a esposa, que estava grávida. O fato chocou a população de Remanso, no norte da Bahia. O acusado, Liomar dos Santos Ferreira, se enforcou na cela da cadeia pública na manhã de hoje (25).

Elea tinha sido preso na quarta-feira (24), após assassinar a facadas sua companheira, na zona rural do município. A informação foi confirmada a este Blog por um oficial da Polícia Civil da cidade. Segundo o agente, o detento matou Matilde Alves de Jesus com vários golpes de faca no Sítio Estacada. Antes da chegada da polícia ao local, ele feriu a própria garganta com a faca utilizada no crime.

Ferido, Liomar foi encaminhado ao hospital da cidade, onde passou por procedimentos médicos e foi liberado para a delegacia. Em depoimento, ele afirmou que matou a companheira porque ela havia rompido o relacionamento com ele e, num momento de muita fúria, desferiu os golpes contra a mesma, que morreu no local.

Na manhã de hoje, “ele fingiu que estava no banheiro da cela, ‘fechou’ a porta com uma cortina e colocou a corda de uma rede envolta do pescoço e se enforcou. Quando os outros presos perceberam, ele já tinha morrido”, contou o agente da Polícia Civil.

O corpo de Liomar dos Santos Ferreira ainda está no local aguardando a chegada da equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Juazeiro (BA), para a remoção. Uma perícia deve ser feita no local ainda nesta quinta-feira. (foto/reprodução)

Não noticiamos suicídio, pois não trocamos uma notícia por uma vida

Jornalismo-Responsável

Prefeitura de Petrolina engaja-se em campanha mundial contra suícidio

setembro amareloReforçando a campanha ‘Setembro Amarelo’, realizada mundialmente em alerta ao suicídio, a Prefeitura de Petrolina está, desde ontem (28), encampando a iniciativa. Além do prédio-sede da administração municipal, na Avenida Guararapes, Centro da cidade, mais dois equipamentos públicos estarão iluminados na cor amarela até esta quarta-feira (30) – o Monumento da Integração e o da Bíblia.

A exemplo do ‘Outubro Rosa’, de prevenção ao câncer de mama, e o ‘Novembro Azul’, que alerta quanto ao câncer de próstata, o Setembro Amarelo busca conscientizar a população a respeito do problema, considerado de saúde pública.

O movimento mundial busca mostrar que existe prevenção para o suicídio em mais de 90% dos casos. De cada caso, de seis a dez outras pessoas são diretamente impactadas, sofrendo sérias consequências emocionais, difíceis de ser reparadas. O suicídio é considerado um problema de saúde pública e mata um brasileiro a cada 45 minutos – e uma pessoa a cada 45 segundos em todo o mundo. Pelo menos o triplo disso tentou tirar a própria vida e outras chegaram a pensar em suicídio.

Ações

De acordo com o Centro de Valorização à Vida (CVV), para colaborar qualquer pessoa pode iluminar ou identificar a fachada de uma casa ou prédio, promover passeio de motos com balões, fitas ou panos amarelos, caminhadas com camisetas amarelas ou outras ações que impactem a população.

Todos que mandarem fotos engajados na campanha para a fanpage do CVV (www.facebook.com/cvv141) poderão ver o material compartilhado no Facebook. Algumas dessas fotos serão enviados ao IASP, que vai reunir as principais ações ao redor do mundo.

Homem mata ex-mulher a pauladas e depois comete suicídio na zona rural de Juazeiro

mulher morta -distrito de massarocaDepois de um homem ter matado a companheira dentro de um imóvel num residencial do ‘Minha Casa, Minha Vida’, em Petrolina, na quarta-feira (26), ontem (27) um crime semelhante chocou a zona rural de Juazeiro (BA).

Um homem tirou a vida da ex-mulher a pauladas numa estrada vicinal nas imediações da BR-407, próximo ao distrito de Massaroca.

Após cometer o homicídio, o homem se suicidou. Os corpos foram localizados por populares e em seguida removidos e encaminhados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT). (foto/reprodução WhatsApp)

Família questiona morte de homem dentro de cela em delegacia de Petrolina

manuel alexandreFamiliares do jovem Anderson dos Santos Alexandre, de 27 anos, que foi encontrado morto em uma cela da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Petrolina (213ª Circunscrição), localizada no bairro Ouro Preto, zona oeste da cidade, na última quinta-feira (4), questionam a morte do mesmo, que tinha sido preso sob acusação de furto.

O pai da vítima, Manuel Alexandre (foto), disse não acreditar na possibilidade de seu filho ter cometido suicídio – primeira hipótese na linha de investigação da Polícia Civil. “Anderson não tinha motivos para se enforcar”, disse Manuel, questionando: “Ele estava com hematomas, cortes na cabeça – que não tinham, e o olho roxo. Apesar de tudo, eu confio na polícia. Mas eu quero saber o que aconteceu com meu filho.

Manuel Alexandre também disse que seu filho foi preso acusado de ter furtado uma carteira. “Ele não precisava desse dinheiro. E tudo isso aconteceu por causa de uma carteira, que tinha 50 reais dentro”, informou.

Ele disse que vai processar o Estado. “Vamos colocar um advogado para resolver isso. Ele estava sob proteção da polícia, morreu dentro de um órgão do Estado, então isso vai ter que ser resolvido. Eu esperava o Rio São Francisco secar, mas não enterrar um filho dessa maneira”, lamentou.

Investigação

De acordo com informações da Polícia Civil, que já trata o caso como suicídio, segundo nota divulgada ontem (5), já “foram adotados os procedimentos de praxe na elucidação do fato. Foi feita a perícia na cela onde esteve o suspeito por e o corpo foi levado para exame também no IML (Instituto de Medicina Legal)”.

Ainda de acordo com a nota, “todos os laudos e informações serão reunidas em inquérito policial já instaurado para apurar os fatos da ocorrência de suicídio”, finaliza a nota.

O IML confirmou a este Blog, ainda ontem, que a causa da morte foi asfixia por enforcamento. No entanto, o laudo completo com todas as causas da morte só deve ficar pronto na próxima quinta-feira (11). (foto/Sérgio Lopes)

Investigações da Polícia Civil sobre morte de jovem dentro de cela da Delegacia apontam para suicídio

Polícia Civil de PEEm nota enviada pela assessoria de imprensa, a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) se pronunciou oficialmente sobre a morte de um jovem dentro de uma das celas da 1ª Delegacia do bairro Ouro Preto, zona oeste de Petrolina.

Na nota, a PCPE está tratando o caso como suicídio. Confiram na íntegra:

Nota à imprensa  

A Polícia Civil esclarece que sobre o suicídio na delegacia de Ouro Preto, em Petrolina, foram adotados os procedimentos de praxe na elucidação do fato. Foi feita a perícia na cela onde esteve o suspeito por furto (Anderson dos Santos Alexandre, 27 anos) e o corpo foi levado para exame também no IML.  Todas os laudos e informações serão reunidas em inquérito policial já instaurado para apurar os fatos da ocorrência de suicídio.

Depressão e prevenção de suicídio serão temas de palestra em Petrolina

untitledProfissionais da área de psicologia participarão neste domingo (28) de uma palestra em Petrolina na qual serão discutidos assuntos relacionados à depressão e a prevenção de suicídio. Segundo  a organização do evento, profissionais de Saúde Mental exibirão um documentário sobre o tema.

A palestra é promovida pela Livraria SBS, em parceria com a Agathé Clínica Terapêutica, e acontece às 17h no auditório da livraria. A entrada é gratuita.

 

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br