Substituição de adutora garante abastecimento d’água em Sertânia

O município de Sertânia, no Sertão do Moxotó, continuará a receber água pela rede de distribuição, apesar de os dois mananciais que atendem a cidade estarem em colapso – consequência da estiagem prolongada no Estado de pernambuco.  A Compesa finalizou, esta semana, a  fase de testes do novo  trecho do ramal da Adutora de Jatobá, responsável pelo abastecimento da cidade. A obra  custou R$ 4 milhões e foi  executada pela Casa Militar, com recursos do Ministério da Integração Nacional.

Foram substituídos 12 mil metros da adutora, de tubulações antigas em PVC por outras em ferro, o que irá garantir maior confiabilidade operacional à distribuição de água do município, já que o trecho antigo apresentava constantes vazamentos. Foi possível aumentar a vazão do sistema de 16 para 20 litros de água por segundo.

Quando os mananciais Açude da Barra, operado pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), e o  Açude Cachoeira I, mantido pelo Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), secaram, a Compesa perdeu as duas fontes de abastecimento da  cidade. O Açude da Barra, quando cheio, contribuiu com 2.738 milhões metros cúbicos de água e o  Cachoeira I com  5.950 milhões metros cúbicos.  Para manter o abastecimento da cidade, a solução  encontrada pela companhia  foi transportar água da Adutora de Jatobá, dos poços profundos  na cidade de Ibimirim. As informações são da assessoria. (foto/divulgação)

Prefeito de Sertânia entra na disputa pela presidência de Consórcio nos Sertões do Pajeú e Moxotó

O prefeito de Sertânia (PE), Ângelo Ferreira (PSB), confirmou sua candidatura à presidência do Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú e do Moxotó. A decisão aconteceu durante reunião com o secretário Antônio Figueira (Casa Civil), no Recife.

Ângelo terá como companheiros de chapa o prefeito de Tabira, Sebastião Dias (na vice) e o de Santa Terezinha, Vaninho de Danda, como 1º secretário. Participaram da comitiva para o encontro com Figueira os prefeitos Adelmo Moura (Itapetim), Evandro Valadares (São José do Egito) e os ex-prefeitos José Vanderlei (Brejinho) e José Pretinho (Quixaba).

A primeira chapa formalizada para a disputa do Consórcio tem o gestor de Flores, Marcone Santana, como candidato a presidente. (com informações de Anchieta Santos/para o Blog/foto reprodução arquivo)

Sertânia: Atual prefeito pediu a gerência do BB que bloqueasse cheques do antecessor uma semana antes de sua posse

Ângelo Ferreira (PSB/foto), o novo prefeito de Sertânia (PE), no Sertão Central, pediu ao Banco do Brasil, uma semana antes de sua posse, que bloqueasse os cheques assinados pelo ex-prefeito Guga Lins (PSDB).

A gerência local, no entanto, indeferiu seu pedido porque o mandato do antecessor só se encerraria em 31 de dezembro de 2016. (com informações de Anchieta Santos/para o Blog/foto reprodução)

Sertânia: Novo prefeito diz que informações sobre administração municipal foram “apagadas” dos computadores

Em Sertânia (PE), no Sertão Central, o prefeito Ângelo Ferreira (PSB) já encontrou uma surpresa que não gostaria, logo no primeiro dia de trabalho. Ele não conseguiu localizar um só arquivo das contas do antecessor Guga Lins (PSDB) disponíveis nos computadores.

“Não apagaram apenas as memórias dos computadores. As máquinas foram completamente formatadas. É o caso do setor jurídico, que não tem sequer o programa de editor de texto”, disse. Segundo Ferreira, as chaves de muitas salas sumiram e o teto da Secretaria de Finanças está ameaçado de desabar. (Com informações de Anchieta Santos/para o Blog/foto arquivo Alepe)

Eleitos em Sertânia tomarão posse em cerimônia na Câmara Municipal

O prefeito eleito de Sertânia (PE), Ângelo Ferreira, seu vice, Toinho Almeida e os vereadores da próxima legislatura tomarão posse de seus respectivos cargos num solenidade marcada para as 16h na Câmara de Vereadores, neste domingo (1º de janeiro de 2017).

A transmissão de cargos acontecerá na Praça João Vale, em frente à Prefeitura, a partir das 17h. O encerramento e a comemoração contarão com shows musicais dos sertanieneses Cesar e Cristina Amaral, além de Ramon Schnayder, na Praça de Eventos Olavo Siqueira, por volta das 18h.

Ângelo Ferreira assume como gestor municipal 20 anos depois de seu primeiro mandato na cidade. Ele derrotou com 10.846 votos, ou 53,33%, o atual prefeito Guga Lins (PSDB), que concorria à reeleição.

Prefeito eleito de Sertânia denuncia supostas irregularidades no município

Angelo Ferreira SertâniaO prefeito eleito de Sertânia (PE), Ângelo Ferreira – que ainda exerce mandato de deputado estadual – decidiu denunciar o que classifica de “várias irregularidades” na atual administração municipal. Entre as denúncias do gestor eleito está um projeto de lei que tramita na Câmara Municipal, de autoria do atual prefeito, Gustavo Lins, que pretende doar a estrutura do Centro de Excelência em Derivados de Carne e Leite de Caprinos e Ovinos da cidade, conhecido como Cedoca, para uma cooperativa de trabalho.

Segundo o gestor a doação seria irregular e será denunciada à justiça. “A doação contraria a legislação eleitoral e será denunciada ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado, se aprovada pela Câmara de Vereadores, onde o atual prefeito tem uma vantagem numérica“, disparou o parlamentar.

Ainda segundo o futuro gestor, o atual prefeito segue cometendo uma série de irregularidades, como a doação de terrenos em ano eleitoral, paralisação de serviços públicos importantes, como o transporte de doentes e o descumprimento do calendário escolar.(foto/reprodução)

Furtos de água em adutora comprometem abastecimento em Sertânia, diz Compesa

furto-de-agua-sertania

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) iniciou uma operação para identificar e combater as ligações clandestinas e o furto de água ao longo da Adutora de Jatobá, responsável pelo abastecimento do município de Sertânia, no Sertão do Moxotó. A fiscalização começou na semana passada e já percorreu 10 quilômetros da adutora, que tem ao todo 36 quilômetros de extensão, da Estação Elevatória de Cruzeiro do Nordeste até a cidade de Sertânia.

Além das ligações clandestinas, a Compesa também constatou furto de água e ainda danificados diversos registros de descargas e ventosas, dispositivos que controlam a saída de ar e eliminam a sujeira acumulada na adutora. Os dispositivos foram manuseados sem autorização para furtar água com caminhões e bombonas (pequenos reservatórios) transportadas por carros e animais.

A operação também identificou ligações clandestinas, sendo duas delas de grande porte, que estavam retirando água da adutora para barreiros e sendo destinada à criação de animais. Ainda foi encontrado um chafariz – utilizado para abastecer a população da zona rural – cuja tubulação foi danificada para abastecer caminhões. Até agora, já foram registrados dois Boletins de Ocorrência (BO).

De acordo com o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Augusto Cesar de Andrade Lima, os atos de vandalismo estão provocando o mau funcionamento das ventosas e registros de descarga da adutora e, consequentemente, o aumento do número de estouramentos na rede, contribuindo para o não cumprimento do calendário de abastecimento de Sertânia – visto que sempre é preciso suspender o fornecimento de água para realizar os consertos. Os moradores da cidade, cerca de 16,5 mil pessoas, convivem com um rodízio de cinco dias com água para 23 dias sem.

Oferta de água

Hoje, só é possível ofertar 30% de água que a população necessita, já que o município é abastecido exclusivamente pela Adutora de Jatobá, que transporta água tratada dos poços da Fazenda Frutuoso, no município de Ibimirim, até o reservatório de Sertânia, com uma vazão de 20 litros por segundo. Devido aos furtos na rede, essa vazão caiu para 16 l/s. A situação foi agravada pelos seis anos consecutivos de seca na região, que levou os outros dois mananciais que faziam parte do sistema de abastecimento da cidade, o Açude Barra e o Açude Cachoeira, a entrar em colapso nos anos de 2012 (agosto) e 2014 (maio), respectivamente. (foto/divulgação)

Prefeito eleito de Sertânia afirma que atual gestor ainda não informou sobre saldos bancários do município

Ângelo FerreiraEm Sertânia (PE), no Sertão do Moxotó, o prefeito eleito Ângelo Ferreira (PSB) é mais um a passar por problemas em relação à transição.

De acordo com o socialista, o atual gestor, Guga Lins (PSDB), ainda não deu detalhes acerca dos saldos bancários da administração municipal.

“As comissões foram constituídas e já começaram a trabalhar. Mas o atual prefeito (Guga Lins) até agora não nos enviou nenhuma informação sobre os saldos bancários”, lamenta Ângelo.

 

Assaltantes fazem reféns em tentativa de assalto a banco em Sertânia

bando-do-brasil-sertania

A agência do Banco do Brasil do município de Sertânia (PE), no Sertão do Moxotó, foi alvo de criminosos na madrugada desta segunda-feira (7). O grupo, segundo informações, pretendia roubar o cofre da agência, que não foi explodido.

Os caixas eletrônicos também não foram danificados. Antes de fugirem, os bandidos teriam feito alguns vigias de reféns. Mais de 10 elementos teriam participado da ação criminosa. O grupo fugiu, tomando destino ignorado. Ninguém ficou ferido. A polícia está à procura dos assaltantes. (foto/reprodução WhatsApp)

Processo seletivo 2017 do IFPE encerra inscrições nesta quinta; há vagas para o Sertão

ifpeQuem ainda tem interesse em concorrer a uma das 4.746 vagas do Vestibular do Instituto Federal de Pernambuco, é melhor se apressar. O prazo final de inscrições esgota-se nesta quinta-feira (3/11). Os candidatos devem acessar o site da Comissão de Vestibulares e Concursos (cvest.ifpe.edu.br), preencher a ficha de inscrição e emitir a guia de recolhimento da união (GRU) para o pagamento da taxa no valor de R$ 25 (cursos técnicos) e R$ 50 (superiores). A taxa deve ser paga até sexta-feira (4) somente em agências do Banco do Brasil. A inscrição é gratuita para os que concorrerão às vagas dos cursos oferecidos na modalidade Proeja e para aqueles que conseguiram a isenção (a lista está disponível no site).

Metade das vagas é oferecida pelo Sistema de Cotas e reservada para candidatos oriundos da rede pública de ensino. No momento da inscrição, esses candidatos poderão optar por subcotas de renda (quem tem renda familiar per capta de até um salário mínimo e meio) ou etnia (negros, pardos e índios). Há também cotas para moradores da zona rural ou filhos de agricultores que optem por cursos com vocação agrícola. Neste caso, a reserva é de 25% das vagas de ampla concorrência (não cotista).

A nova edição do processo seletivo é válida para os 16 campi do Instituto, além de sete polos de Educação a Distância (Limoeiro, Águas Belas, Surubim, Palmares, Sertânia, Santa Cruz do Capibaribe e Pesqueira). Há 1.299 vagas em cursos na forma de articulação Integrada, voltado para quem deseja aliar a formação técnica às disciplinas do Ensino Médio; 2.060 na subsequente, para quem já concluiu o Ensino Médio e 144 na modalidade Educação Jovens e Adultos (EJA), para quem tem mais de 18 anos e possui apenas o Ensino Fundamental. Mais informações através do site da CVEST ou pelo telefone (81) 2125-1724.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br