Saque de Abono Salarial do PIS/Pasep de 2014 é segunda maior da história, contabiliza Ministério

Mais de 22,61 milhões de brasileiros sacaram em 2016 o Abono Salarial do PIS/Pasep do ano-base 2014. Esse número corresponde a 95,93% do total de pessoas com direito ao benefício no país. É a segunda maior taxa de cobertura da história dos pagamentos do abono – o recorde foi em 2009, quando o percentual de saques chegou a 96,3%.

O alto percentual de pagamentos foi resultado do esforço do governo federal para fazer com que o recurso chegasse até os trabalhadores. O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, solicitou, por duas vezes, que o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) prorrogasse o prazo para saque do benefício. “Fizemos o adiamento justamente para que os trabalhadores mais humildes pudessem sacar um dinheiro que é deles por direito”, disse o ministro.

Além do adiamento, uma série de outras medidas foi adotada durante a prorrogação. O Ministério do Trabalho promoveu uma ação conjunta com a Caixa Econômica e o Banco do Brasil, enviou correspondência aos trabalhadores, e-mails aos órgãos públicos e mala direta às empresas. Além disso, divulgou amplamente a informação na imprensa e nas redes sociais e disponibilizou na internet a relação com os nomes dos trabalhadores que tinham direito ao abono.

Cada trabalhador recebeu o equivalente a um salário mínimo, no valor de R$880. Os recursos que não foram sacados até 30 de dezembro, voltaram para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). O FAT é mantido com contribuição das empresas e seus recursos são destinados a pagamentos de Abono Salarial e Seguro-Desemprego. As informações foram repassadas pela assessoria do Ministério do Trabalho.

Trabalhadores “esquecem” dinheiro do PIS/Pasep

desempregoMais de 900 mil trabalhadores em todo o país com direito ao abono salarial do PIS/Pasep, ano-base 2014, ainda não sacaram o benefício. São mais de R$ 800 milhões à disposição dos beneficiários, cujo valor corresponde a um salário mínimo (R$ 880). O prazo final para o saque do benefício nas agências bancárias – final mesmo, já que ele foi prorrogado mais de uma vez – termina na próxima quinta-feira (29) nas agências bancárias. Quem possui cartão cidadão pode se dirigir a um caixa eletrônico ou casa lotérica e retirar o dinheiro até a sexta (30), quando as agências já estarão fechadas para balanço de final de ano. O PIS é pago na Caixa Econômica aos trabalhadores da iniciativa privada. Já o Pasep é recebido pelos empregados do setor público e pago no Banco do Brasil.

(mais…)

Prorrogação de prazo para sacar abono salarial do PIS/Pasep encerra-se hoje

dinheiroTermina nesta quarta-feira (31) a prorrogação do prazo para sacar o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2014. O valor de R$ 880 está disponível para saque nas agências da Caixa ou do Banco do Brasil a aproximadamente um milhão de trabalhadores em todo o Brasil.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, alerta os trabalhadores que tiveram a carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2014 e receberam até dois salários mínimos, para que procurem saber se têm direito ao abono e não deixem de sacá-lo. “É um dinheiro que vem em boa hora, é um valor significativo. São R$ 880, que certamente terão uma utilidade bastante importante no bolso do trabalhador“, lembra.

O ministro aconselha ainda os beneficiários a não deixarem para o último dia, a fim de evitarem filas.

É possível se informar sobre o abono salarial por telefone ou pela internet antes de sair de casa para ir a uma agência bancária sacar o benefício”.

Por telefone:

• Alô Trabalho, pelo telefone 158 do Ministério do Trabalho

• Caixa, pelo número 0800-726 02 07

• Banco do Brasil, pelo número 0800-729 00 01

Pela internet:

• No site do Ministério do Trabalho (www.trabalho.gov.br), clicando no banner “Abono Salarial”, localizado na parte superior da tela. Nesse local está a lista dos trabalhadores com direito ao abono que ainda não fizeram os saques. Essa relação está dividida por estado e município. Os nomes dos trabalhadores estão em ordem alfabética.

• No site abonosalarial.mte.gov.br/, que disponibiliza uma ferramenta pela qual é possível saber se o trabalhador tem direito ao abono digitando o número do PIS/Pasep ou CPF e a data de nascimento.

As informações são da assessoria de imprensa do Ministério do Trabalho e Emprego.

Contemplados do PIS/Pasep têm até dia 30 de junho para sacar benefício

CARTAO-PIS-PASEPMais de R$ 2,1 bilhões em pagamentos do PIS/Pasep do calendário 2015 estão disponíveis para saque pelos trabalhadores brasileiros. Os recursos devem ser retirados nas agências da Caixa e Banco do Brasil até 30 de junho. Após essa data, retornam para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Mais de 2,4 milhões de trabalhadores deixaram de sacar o abono dentro do calendário estabelecido, o que representa 11% dos beneficiados.

De acordo com balanço divulgado pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), dos 23,5 milhões de trabalhadores com direito a receber o abono, 21 milhões já receberam o benefício, totalizando R$ 17,5 bilhões. A maior taxa de cobertura entre as regiões foi alcançada na Região Nordeste, onde o MTPS pagou R$ 4 bilhões em benefícios a 94% dos beneficiados.

A região Sudeste lidera o número dos que ainda não sacaram o PIS/PASEP, com 1,2 milhão de beneficiados, sendo 776 mil só no estado de São Paulo. Os demais estão distribuídos nas regiões Sul (463 mil); Nordeste (310 mil); Centro-Oeste (203 mil) e Norte (158 mil).

Com objetivo de dar ampla publicidade sobre o direito ao saque, o MTPS vai enviar uma correspondência no endereço de domicílio dos trabalhadores que podem sacar o benefício. “Pretendemos alcançar com o envio das comunicações aproximadamente 1,2 milhão de beneficiários que estão com o endereço válido na base de dados”, explica o coordenador do Seguro-Desemprego e Abono Salarial, Márcio Ubiratan Brito.

Quem tem direito

Têm direito ao Abono Salarial os trabalhadores que estão cadastrados no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; com remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base de atribuição do benefício; e que exerceram atividade remunerada durante pelo menos 30 dias. O abono equivale ao valor de um salário mínimo, vigente na data de pagamento (R$ 880).

Antes de sacar o PIS, o trabalhador deverá verificar se o benefício não foi depositado diretamente na conta. Caso contrário, deve comparecer com o Cartão do Cidadão e senha cadastrada nos terminais de autoatendimento da Caixa ou em uma Casa Lotérica. Se não tiver o Cartão do Cidadão, o beneficiado pode receber o abono em qualquer agência da Caixa mediante apresentação de um documento de identificação. Já os participantes do Pasep (Banco do Brasil), após verificar se houve depósito na conta, devem procurar a agência e apresentar um documento de identificação. (fonte: Ascom/MTE)

Prefeitura garante entrega de documentação e pagamentos atrasados do PIS/PAsep de profissionais do Projovem

Prefeitura2Depois da denúncia vinculada por este Blog na tarde de ontem (12) sobre os profissionais que trabalharam no Projovem Urbano em Petrolina, nos anos de 2012 e 2013, e que ainda não receberam o PIS/Pasep pelo fato de o setor de Recursos Humanos (RH) da prefeitura não ter enviado ao Banco do Brasil um documento necessário para a liberação do benefício, a assessoria de comunicação da prefeitura nos enviou nota esclarecendo o caso.

De acordo com a nota, o setor de RH “está  providenciando o Certificado Digital,  que é um documento necessário para que seja feito o envio da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) retificada para o Banco”.

Diz ainda a nota: “o RH resolverá o impasse tão logo as certidões digitais estejam prontas. A previsão é que no máximo até o final de fevereiro tudo esteja concluído. E os profissionais do Projovem que não puderam receber o seu PIS/Pasep, possam receber normalmente”.

Prefeitura de Petrolina atrasa documento e profissionais do Projovem em 2012 e 2013 ainda não receberam PIS/Pasep

dinheiroProfissionais que trabalharam no Projovem Urbano em Petrolina, nos anos de 2012 e 2013, informaram, através do WhatsApp do Blog que ainda não receberam o Pis/Pasep.

Esses profissionais temem ficar sem o benefício pelo fato de, segundo eles, “o setor de Recursos Humanos da Prefeitura não ter repassado ao Banco do Brasil os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais)”.

Conforme a denúncia, eles já entraram em contato com o Setor de Recursos Humanos e sempre são avisados que o documento vai ser entregue, mas até agora nada teria sido resolvido. O prazo para o recebimento do PIS/Pasep termina em maio.

O Blog já entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura e aguarda um posicionamento sobre o caso.

Senado aprova projeto que zera tributos federais sobre o transporte público

Plenário do SenadoO Senado aprovou ontem (21) o projeto que zera as alíquotas do PIS/Pasep e Cofins que incidem sobre as atividades de transporte público nas cidades brasileiras. A proposta tem como objetivo reduzir o preço das tarifas de ônibus, metrô, barcas e trens que circulam nos centros urbanos.

A alíquota zero vai alcançar o transporte coletivo nas regiões metropolitanas das cidades. Com a aprovação, o projeto segue para sanção da presidente Dilma Rousseff (PT).

O governo acelerou a votação do projeto no Senado depois que a pressão popular pela queda nas tarifas deu início a uma série de protestos populares em junho. A ideia do Palácio do Planalto é dar, como resposta, sinalização de que está criando uma nova política de transportes urbanos no país.

Não há estimativa de qual será a queda das tarifas com a redução a zero das alíquotas, mas a previsão do senador Jorge Viana (PT-AC), relator do projeto, é diminuir em 4% o custo que incide sobre as passagens dos transportes urbanos.

“As empresas deixam de ter na composição da tarifa perto de 4%, que é a soma do PIS/Pasep e Cofins. Começa-se a criar uma política para o transporte coletivo”, afirmou.

A presidente Dilma Rousseff havia encaminhado medida provisória com teor semelhante para o Congresso, mas o governo optou por acelerar a tramitação do projeto porque ele estava em fase mais avançada de análise que a MP. “A medida provisória implicaria em mais passos na tramitação e o projeto estava pronto para ser votado. A gente apenas agilizou o processo”, disse Viana. As informações são da Folha de São Paulo. (Foto: Agência Senado)

Secretaria de Saúde de Petrolina esclarece que arquivos para pagamento do PIS/Pasep foram enviados a agência do Banco do Brasil

secretaria saude petrolina_532x355Em nota enviada ao Blog, a Secretaria de Saúde de Petrolina informa que os arquivos para pagamento do PIS/Pasep dos seus servidores foram encaminhados ao Banco do Brasil desde o último dia 26 de julho.

A agência bancária, de posse das informações encaminhadas, considera um tempo mínimo e de sua responsabilidade para efetuar o repasse dos valores em conta específica, para que a secretaria faça o depósito nas contas dos servidores que tiverem direito ao benefício.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br