Triste a cidade onde não se respeita uma faixa de pedestre

Alguma coisa acontece com os condutores em Petrolina. Eles simplesmente insistem em não respeitar a faixa de pedestre, sinalização que visa proteger o cidadão e evitar acidentes, alguns fatais, nas ruas e avenidas da cidade. Mesmo sabendo que é lei, que faz parte da segurança no trânsito, que se não respeitar pode tirar vidas, pode perder o direitos de dirigir, etc, motoristas petrolinenses em sua maioria, insistem nesse desrespeito.

Houve um tempo que Petrolina tinha um dos trânsitos mais seguro e educados do Brasil. O que será que aconteceu para passar a ser um risco a quem não está dentro dos veículos? Então vale uma sugestão para o diretor-presidente da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla), Geraldo Miranda que vivenciou os bons tempos do trânsito dessa que é a maior cidade do sertão pernambucano: promover ações firmes e permanentes de educação e respeito à faixa de pedestre na cidade e outros temas que visem conscientizar quem dirige que gentileza e educação vale por todos os momentos de nossas vidas.

Ai vale campanhas educativas nas ruas, por meio da mídia, palestras, parceiras com comércio, empresas, escolas, e até se criar uma forma mais rígida de punição para quem permanecer e continuar sem respeitar essa que é a segurança maior dos cidadãos e cidadãs quando precisam atravessar de um lado para outro, uma avenida, uma rua movimentada de Petrolina, a tão necessária faixa de pedestre.

Os condutores petrolinenses precisam se conscientizar que eles conduzem uma ‘arma’ que se não transportada com segurança para eles e para quem está nas ruas, vira fatal.

Em local indevido: Moto estacionada na calçada tira pedestres do sério no Centro de Petrolina

O estacionamento de motocicletas em local proibido continua uma prática corriqueira em Petrolina. e, às vezes, também recorrente. É o caso da Praça da Simpatia, no Centro da cidade, próximo ao Estádio Paulo de Souza Coelho. (mais…)

Bares ‘invadem’ calçadas da Orla de Juazeiro, mas prefeitura garante que vai notificar donos

Quem transita pela Orla de Juazeiro (BA) está acostumado a dividir o espaço das calçadas com mesas e cadeiras. A situação piora nos finais de semana, quando o local recebe um número maior de frequentadores.

Leitores do Blog informaram que não de hoje os donos de bares da Orla interrompem a passagem de pedestres, que precisam desviar pelo meio da rua para conseguirem passar pelo local. Eles ainda afirmam que a situação “já faz parte da cultura de Juazeiro”.

Pedestres ainda questionam sobre uma lei municipal que determina o uso adequado de calçadas. Eles pedem que a prefeitura fiscalize a orla e faça algo para modificar essa situação.

Em nota, a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semao) informou que a fiscalização está ciente das invasões do espaço público e já está programando a notificação de todos os proprietários que estão infringindo a lei, na Orla da cidade. “A Semao solicita aos juazeirenses que realizem as denúncias diretamente à Secretaria, que pode acontecer por telefone, no (74) 3612-3574, ou pessoalmente na sede da Semao, que fica na Rua Oscar Ribeiro, s/n°, Centro. A Semao informa ainda que após registrar a denúncia, é gerado um número de processo. Com este número, o denunciante pode acompanhar o andamento da denúncia”, frisa nota.

Trânsito melhora após implantação de radar em avenida na área central de Juazeiro, atestam pedestres

Quem circula pela Avenida Raul Alves, no Bairro Santo Antônio, área central de Juazeiro (BA), afirma que o trânsito melhorou após a implantação de um radar eletrônico. O equipamento tem três modalidades: avanço de sinal, velocidade (permitida na via de 40 km/h) e paradas em cima da faixa de pedestres.

Os motoristas passavam por aqui pegando ‘racha’, era um inferno essa avenida”, relata a moradora Ana da Silva Torres. Ela ainda conta que agora os veículos circulam com menos velocidade. “Depois que colocaram esse equipamento, eles [os motoristas] passaram a respeitar mais e diminuíram os acidentes que ocorriam com frequência aqui”, completou.

Para a estudante Yuca Fernandes, outro semáforo deveria ser instalado na avenida. “Ficou melhor após a implantação do radar, mas acho que deveria ser instalado outro semáforo, pois essa avenida é grande”, disse ela, que atravessa a via pública diariamente para ir à faculdade.

Os equipamentos funcionam 24 horas, sendo o avanço de semáforo registrado das 6h às 22h. Quem tem dúvidas e/ou reclamações, pode entrar em contato com a Companhia de Segurança, Trânsito e Transportes (CSTT) pelos telefones (74)  3611 8402/ 3611 8836. Os motoristas que desrespeitarem a velocidade permitida no local serão multados.

Totem colocado em calçada no Centro de Petrolina bloqueia passagem de pedestres

Obstáculos à mobilidade de transeuntes em Petrolina não são raros. Um bom exemplo, a olhos vistos, pode ser conferido na Rua Dr.Júlio de Melo, Centro da cidade.

Um totem de um estabelecimento comercial, ocupando um terço do passeio, impede o direito constitucional de ir e vir das pessoas, especialmente aquelas com necessidades especiais (cadeirantes ou cegos). O desabafo foi registrado pelo arquiteto Cosme Cavalcanti, em sua página no Facebook.

Lixo acumulado nas proximidades do Museu do Sertão causa incômodo

Circular a pé pela área do Museu do Sertão, no Centro de Petrolina, virou uma rotina constrangedora. Para dizer o mínimo.

Além da água que fica acumulada devido à lavagem de veículos feita por flanelinhas no estacionamento do INSS e do Hospital Neurocárdio, o lixo e outros materiais jogados na calçada do museu praticamente impedem a passagem dos pedestres.

A foto acima foi enviada por um leitor do Blog, que está na bronca. E com toda razão.

Calçada vira ponto de lixo no Centro de Petrolina e atrapalha circulação de pedestres

lixo-calcada-rua-sao-jose

Lixo na calçada atrapalhando a circulação de pedestres está virando uma rotina desagradável em petrolina. Agora, o problema foi registrado na Rua São José, próximo à Casa de Passagem Bom Samaritano, no Centro da cidade.

Vários sacolas e caixas de lixo foram deixadas na calçada – algumas dão sinais de ter sido rasgadas por animais. O lixo, segundo a vizinhança, está no local desde o último final de semana. Haja bronca.

Cães abandonados voltam a causar medo em pedestres no Centro de Petrolina

cachorros-centro-petrolina

Vários cães soltos voltaram a amedrontar quem passa pelas imediações do Hospital Dom Malan (HDM), no Centro de Petrolina. Leitores informaram que alguns são agressivos e costumam querer atacar as pessoas.

O medo de muitos também diz respeito a doenças, pois os animais são abandonados e podem transmitir alguma enfermidade para as pessoas. Fica o alerta. (foto/divulgação)

Por falta de poda, árvore vira incômodo para pedestres e motoristas no Centro de Petrolina

arvore-sem-poda

A falta de poda de uma árvore localizada na Rua Augusto de Carvalho Brandão (transversal com a Rua Valério Pereira), no Centro de Petrolina, virou um grande incômodo.

Os pedestres reclamam que não dá para transitar pela calçada; já os motoristas alegam que fica muito difícil estacionar o carro porque a árvore está muito baixa devido à densidade de sua copa.

Das duas, uma: ou a prefeitura realiza a poda da árvore ou notifica o proprietário a efetuar o serviço.

Absurdo: Loja no São Gonçalo atrapalha mobilidade de pedestres e ‘privatiza’ estacionamento de veículos

calcada-obstruida-sao-goncalo

Obstáculos na calçada não são cenas raras em Petrolina. No Bairro São Gonçalo, zona oeste da cidade, os pedestres sabem muito bem disso.

Na foto, o dono da loja não apenas atenta contra a mobilidade, obrigando os pedestres a passar pelo meio da rua, porque ocupou toda a calçada com seus produtos, como também impede motoristas de estacionar seus veículos.

Pelo visto, ele também acha que é o dono do estacionamento. O fato foi registrado por um leitor do Blog, na avenida principal do São Gonçalo, e merece uma atenção da Ordem Pública da prefeitura.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br