Em meio a dificuldades e incertezas, judoca de Juazeiro conta com o apoio da família e amigos para continuar no esporte

Ele tem apenas 18 anos, é judoca, enfrenta falta de patrocínio, mas vai representar Juazeiro (BA) neste domingo (12) na Seletiva Estadual de Judô na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador. Há quase três anos, Pedro Henrique Lima descobriu o esporte no Colégio Paulo VI e desde então é uma das promessas para títulos estaduais e nacional representando a principal cidade do norte baiano. Com a participação no circuito 2017, aumentam as chances de Pedro ser selecionado para o campeonato brasileiro.

O jovem, que começou a treinar em 2014, está credenciado na Federação Baiana de Judô (Febaju) junto à instituição Judô Brasil e acumula muitas conquistas: em 2015 ficou em 3º lugar na sexta etapa do campeonato baiano; em 2016, no circuito baiano, em três etapas, obteve o 2º e 3º lugares; e no hanking geral dentro do Campeonato Baiano de Judô, Pedro trouxe para casa a medalha de bronze. “Mesmo com pouco tempo no treinamento, Pedro Henrique vem se destacando entre os atletas no estado dentro da sua categoria – mais de 100kg. Ele tem capacidade técnica, é dedicado aos treinos, mas a falta de apoio na participação das competições impede o crescimento do atleta”, explicou o treinador, professor Alan Moura.

Rogério Lima, pai de Pedro Henrique, tem reunido grupos de amigos para ajudar na realização do sonho de filho. “Temos colegas do trabalho, amigos que encontramos na rua e se comprometem a ajudar, mas sabemos que Pedro necessita de um apoio fixo para treinar e se dedicar com tranquilidade”, enfatizou. A família do atleta conta também com o auxílio do advogado Edson Cabral na captação de recursos. Cabral também lutou judô na adolescência e reconhece a importância do esporte na formação de crianças e jovens. “O esporte ensina disciplina, respeito e responsabilidade. Conheço a família do Pedro e por isso decidi ajudar também, buscar amigos e empresas para a apoiar a causa”, explicou. (foto/divulgação)

Juazeiro é vice-campeão baiano de Judô

judo-juazeiro

A equipe do Judô de Juazeiro (BA) conseguiu mais um importante feito. No ultimo final de semana a Federação Baiana de Judô (Febaju) realizou, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, a 7ª Etapa do Circuito Baiano e Campeonato Baiano de Iniciantes.

O evento contou com quase 100 clubes e mais de 600 judocas das cidades baianas, e Juazeiro novamente se destacou. “Nossa delegação, mais uma vez sem apoio financeiro, foi à luta com a união das academias Samuraikan, Félix Dojo, Judô Colégio Modelo, Guerreiros Da Luz. Podemos competir e honrar nome de nossa cidade”, diz o grupo.

Confiram os destaques individuais:

Campeonato Baiano Iniciantes 2016

Bruno Murilo    Campeão Baiano Iniciantes -73kg

Luan Félix         Campeão Baiano Iniciantes -55kg

Thaiz Freitas    Campeã Baiana Iniciantes – 48kg

Isabel Alves           Vice Campeã Baiana Iniciantes -48kg

Jessica Vitória      Vice Campeã Baiana Iniciantes -70kg

Andersom Gabriel  Vice Campeão Baiano Iniciantes -55kg

Alana Maíra                   Terceiro Lugar

Samara dos Santos     Terceiro Lugar

Jennifer Carla                Terceiro Lugar

Pedro Henrique            4º Lugar

Denisson Gondim        5º Lugar

Heitor Lucas                   5º Lugar

Acassia Nicole              5º lugar
Parmenas Gadelha      6º Lugar

Larissa Sued                 7º Lugar

7° Circuito Baiano de Judô

Aritano Alan                Ouro

Talitta Vitorino             Ouro

Cleberlito Neto           Ouro

Lucas Pontes            4º Lugar

Isabel Alves               5º Lugar

Alana Maíra               5º Lugar

Rafael Vieira             5º Lugar

Yuri Gagari                 6º Lugar

Técnicos

Paulo Afonso

Givaldo Junior

Ricardo Vicente

Aritano Alan

Atleta de Juazeiro é convocado para Campeonato Brasileiro de Judô/ Regional III

O Judô de Juazeiro (BA) está em festa. É que o atleta Cleberlito Rosa Mendes Neto foi convocado pela Federação Baiana de Judô a se fazer presente no Campeonato Brasileiro de Judô/Regional III, que será realizado em abril em Belo Horizonte (MG). O mesmo conquistou a vaga na ultima competição e primeira etapa do Circuito Baiano de Judô, realizado na cidade de Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador.

Essa convocação vem pra abrilhantar o trabalho feito em prol desses atletas juazeirenses,  que tanto têm se esforçado e mandado ver na capital. Com muita cooperação de todos, os Senseis e alguns simpatizantes estamos conseguindo grandes feitos no judô estadual e nacional. Cleberlito Rosa Mendes Neto é fruto de uma intensa interação do Judô Samuraikan e sua família”, informa um comunicado da equipe. (foto/divulgação)

Judô de Juazeiro é destaque em competição na Região Metropolitana de Salvador

Atletas de Judô de Juazeiro (BA), foram, novamente, destaque em competição realizada na cidade de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador. Os judocas participaram da Primeira Etapa do Circuito Baiano de Judô (Seletiva Regional III do Campeonato brasileiro de Judô ).

O destaque maior ficou com Aritano Alan, medalhista de Ouro, e Alana Maira, que competiu em alto nível e foi medalhista de Prata.

Desde já estamos buscando parcerias pra viabilizar a ida desses atletas para o campeonato Baiano Sub 18 e Sub 2, que acontecerá no Sesi de Simões Filho”, relataram os atletas. (foto/divulgação)

Judocas de Juazeiro se destacam na 3ª etapa do Circuito Baiano

judocas juazeiro (1)Os judocas de Juazeiro da Bahia foram destaque na 3ª etapa do Circuito Baiano de Judô, realizado neste último final de semana em Lauro de Freitas.

Alguns dos atletas da cidade conquistaram a medalha de prata – um bom resultado para o grupo, que participou da competição com Alan Moura, Rafael Vieira, Cleberlito Neto, Demenson Gondim (não classificado), Givaldo Júnior (não classificado) e Marjari Andrade (a única mulher da turma e que também garantiu sua medalha de prata).

judocas juazeiro (2)O técnico da equipe é Cícero Lima, e o auxiliar, Luka Romanova.

As próximas competições acontecerão em Fortaleza (Ceará) e Vitória da Conquista (novamente da Bahia).

Equipe de judô de academia em Juazeiro rouba a cena e se destaca em competição nacional em Salvador

academia samuraikanUma equipe de judocas da Academia SamuraiKan de Juazeiro deu exemplo de que o talento sempre supera as dificuldades. Prova disso foi o Campeonato Nacional de Judô, realizado recentemente em Salvador (BA), onde os atletas roubaram a cena. Eles arrebataram nove medalhas na competição, obtendo o melhor resultado por academias do Brasil.

O campeonato reuniu atletas do Brasil inteiro, dos mais diversos níveis (regional, nacional e atletas com experiência internacional). Mesmo assim os nove judocas de Juazeiro conseguiram 5 medalhas de Ouro, duas de Prata e duas de Bronze. O destaque principal foi Alana Maira, de 14 anos, que se sagrou a primeira judoca a conseguir um título nacional para a Região. Já no masculino, Bruno Murilo e Rafael Vieira foram os destaques.

Tal desempenho fez a equipe ser convidada para estar presente no Centro Pan-americano de Judô, que foi inaugurado no domingo (30/11) para o Desafio Internacional de Judô entre Brasil e Itália, mas esbarrou nos recursos limitados.

Méritos para o Sensei Paulo Afonso, reconhecido pelo público presente ao evento como aquele que muito tem feito pelo esporte na região, mas pouco tem sido reconhecido.

Mas ainda resta uma esperança no fim desse túnel. De acordo com o diretor técnico da academia, Aritano Alan Ferreira Moura, o resultado abriu portas e possibilitou um futuro promissor em relação a apoio aos judocas. “Fui chamado para uma conversa e muitas surpresas virão em 2015”, revelou. (foto/divulgação)

Juazeirense alcança mais alta condecoração de um mestre do Judô

JudôOs judocas de Juazeiro agora têm um mestre  com  Faixa Coral (Kodansha), a mais alta condecoração entre os faixas pretas do Judô, arte marcial milenar do Oriente ( que significa ‘caminho suave’, ou ‘caminho da suavidade’) fundada por Jigoro Kano em 1882.

O judoca Paulo Afonso Lopes, o Paulinho do Judô, recebeu a condecoração este fim de semana após ser reconhecido pela Câmara Municipal de Juazeiro com o titulo de cidadão juazeirense. Passando agora de Sensei para Shihan, tornando-se o único em toda a região. O reconhecimento veio através da CBLJ (Confederação Brasileira de Ligas de Judô).

É uma honra poder certificar e com o aval do conselho de graus o professor Paulo Afonso a Shihan 6 grau“, afirmou Eduardo Costa Presidente da CBLJ, em uma rede social.

Ser kodansha é ter um nível de pós-graduação dentro do judô, dado notório conhecimento técnico, filosófico e moral. Portanto é a imagem de uma grande fonte de conhecimentos. Sua liderança deve ser estabelecida naturalmente pelo seu carisma e sabedoria, conquistando assim o respeito e admiração de todos, tornando-se o modelo a ser seguido, já que sua posição é de perpetuador dos ensinamentos do mestre Jigoro Kano.

Campeão olímpico de Judô e coordenador de Centro de Treinamento em SP vai ministrar palestra na Univasf

RogérioSampaioNa sexta-feira (17), a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) receberá o campeão olímpico de Judô Rogério Cardoso Sampaio, que conquistou a medalha de ouro da categoria meio leve na Olimpíada de Barcelona, em 1992.

O ex-atleta vem ministrar uma palestra no auditório da Biblioteca, Campus Sede, em Petrolina (PE), às 19h30.

Rogério Sampaio, que é coordenador do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP) da Prefeitura de São Paulo (SP), vai falar sobre a carreira, as dificuldades enfrentadas por atletas e a experiência de participar de jogos olímpicos.

Na manhã do sábado (18), Sampaio vai ministrar uma aula prática para atletas e treinadores das Federações Estaduais de Judô de Pernambuco e da Bahia. A aula será realizada no Campus Petrolina do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE).

A vinda do campeão integra a programação do 1° Encontro de Professores de Educação Física: Pluralidade e Compromisso Social (EPEF), que acontecerá na próxima semana, de 23 a 25 de outubro.

Além de palestras, o Encontro contará com a realização de 12 mesas redondas que envolverão pesquisadores e profissionais de instituições de todo o país. Haverá ainda a realização de minicursos sobre várias atividades físicas, como dança, rugby, atletismo na escola, musculação e vôlei.

O 1° EPEF é organizado pelo Colegiado de Educação Física da Univasf, com recursos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério do Esporte, através da Rede Cedes (Centro de Desenvolvimento do Esporte Recreativo e do Lazer), e conta com apoio da Prefeitura de Petrolina e do IF Sertão-PE. (Foto: Divulgação)

 

Estudante de Petrolina faz sucesso no tatame e é classificada para Jogos Brasileiros Universitários

Judoca CynthiaA medalha no peito é resultado de mais uma grande conquista. Cynthia Emanuelle, judoca e estudante de Ciência da Computação da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), ganhou medalha de ouro na seletiva estadual dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs). E a boa notícia não para por aí: com o resultado, ela foi classificada para a fase nacional da competição, que acontecerá entre os dias 29 de outubro e 9 de novembro em Aracaju, Sergipe.

Cynthia foi a única atleta de Petrolina a participar da seletiva, que aconteceu no Recife (PE). No tatame, além das adversárias, a judoca teve que controlar a ansiedade e a pressão das outras torcidas.

“Fui sozinha e fiquei na casa de umas amigas, que também iam competir. Enfrentei duas judocas, uma das Salesianas e outra da Uninassau, instituições conhecidas pelo incentivo ao esporte. No local, as outras torcidas ainda tomaram conta das arquibancadas, mas já fui psicologicamente preparada”, comentou.

A medalha de ouro colocou a Facape no ranking das cinco primeiras instituições pernambucanas classificadas. Para o presidente da autarquia, Rinaldo Remígio, Cynthia é um exemplo para a juventude da região.

“Cynthia é uma guerreira e merece nosso apoio. Estamos felizes não apenas por ela levar o nome da Facape para os quatro cantos do país, mas por representar o Vale do São Francisco em competições de alto nível. Isso prova que todo esforço, sacrifício e força de vontade valem a pena e servem de exemplo para os jovens da nossa região”, disse.

Falta de patrocínio

Cynthia tem 19 anos e treina judô há 11. Já foi campeã brasileira regional e possui um estoque de medalhas que já não cabe mais nem no pescoço. No entanto, a atleta enfrenta o mesmo adversário em todas as competições: a falta de patrocínio.

“As despesas são muitas e na maioria das competições preciso viajar sozinha, sem o apoio do treinador. Tenho a esperança de que isso mude e as pessoas, assim como os governantes, possam valorizar mais o esporte”, disse.

Enquanto o JUBs 2014 não chega, a atleta intensifica os treinos e divide o tempo entre a faculdade e o tatame. “A Facape e Petrolina terão uma campeã brasileira de judô”, garante. As informações são da assessoria da Facape. (Foto: arquivo pessoal)

 

Mais uma estudante sertaneja se consagra em campeonato regional de Judô

Judo IF- Sertão“Aprendi muita coisa com o judô, como responsabilidade, disciplina e organização”. A frase é da estudante Bruna Gabriela, que conquistou o primeiro lugar na categoria Sub 21 do Campeonato Brasileiro de Judô Região II, realizado na cidade de Igarassu (PE), nos últimos dias 5 e 6 de abril. Além disso ela garantiu vaga para disputar as seletivas do campeonato nacional, que acontecerá no dia 25 de abril.

A estudante do curso de Eletricista Predial, do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), também é integrante do projeto ‘Judô Comunitário’, desenvolvido no campus Petrolina do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão de Pernambuco (IF Sertão-PE), e coordenado pelo professor Linduarte Costa (foto).

Ela treina há um ano no Judô Comunitário, que oferece aulas gratuitas do esporte a mais de 80 crianças e adolescentes de bairros circunvizinhos ao IF Sertão-PE. A judoca destacou o apoio recebido pelo campus e pelo treinador na sua conquista. “Agradeço à instituição, que me proporcionou ajuda de custo para participar da competição, e ao professor Linduarte, que é um mestre excelente”, destacou Bruna. (Foto: Divulgação Ascom/IF Sertão-PE)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br