Prefeitura inicia estudo para identificar comunidades rurais de Petrolina que serão contempladas pelo ‘Minha Casa Minha Vida’

A Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade de Petrolina já deu início a um estudo para diagnosticar quais as comunidades que serão atendidas pelo Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), vinculado ao ‘Minha Casa Minha Vida’, do Governo Federal. Ações voltadas para a habitação na zona rural do município foram um compromisso de campanha do prefeito Miguel Coelho e integram as prioridades da gestão do socialista.

Na última quarta-feira (15) o secretário da Pasta, Heitor Leite, e o secretário executivo de Habitação, Ricardo Santos, além do corpo técnico e jurídico, reuniram-se com o representante da Caixa Econômica Federal, Leonardo Meneses e assessores, na gerência de Habitação da instituição, para tratar do PNHR em Petrolina. As discussões abordaram características do programa, legislação pertinente, avaliação de comunidades que podem ser contempladas, bem como sobre a habilitação de entidades organizadoras que podem trabalhar nessas ações – entre outros aspectos.

A prefeitura abriu diálogo com algumas comunidades para saber a melhor forma de atender as necessidades de cada uma. Ainda na última quarta, o secretário Heitor Leite visitou o Sítio Coelhos, localizado próximo à saída para Lagoa Grande (PE), Sertão do São Francisco. O local abriga várias famílias que vivem em moradias adaptadas e que começaram a receber a atenção de Miguel Coelho quando este ainda era deputado estadual. Ele havia conseguido a distribuição de lonas de proteção para os moradores. O ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, então deputado federal, também fez sua parte ajudando a viabilizar energia elétrica à localidade.

Durante o encontro, Heitor Leite conversou com Dona Gracilda, presidente da associação de moradores – contato importante para o desenvolvimento das atividades da Secretaria nas definições de prioridades do PNHR em Petrolina. (fonte/foto: Ascom PMP/divulgação)

Heitor Leite terá missão de levar ‘Minha Casa, Minha Vida’ à zona rural, diz Miguel Coelho

heitor leite e miguelAnunciado nesta quinta-feira (15) como secretário de Infraestrutura e Habitação do prefeito eleito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), Heitor Leite já recebeu sua missão: levar habitações do ‘Minha Casa, Minha Vida’ até à zona rural da cidade.

Durante anúncio de seu secretariado, Miguel lembrou que a cidade já possui cerca de 10 mil unidades habitacionais do programa, mas lamentou que nenhuma delas tenha chegado à zona rural de Petrolina.

Ele (Leite) vai tocar uma pasta muito importante. Petrolina hoje tem mais de 10 mil unidades habitacionais, mas precisamos avançar e esta na hora do Minha Casa, Minha Vida chegar à zona rural porque não chegou um tijolo sequer até agora”, disse Miguel.

Ex-secretário Heitor Leite comemora resultado de Petrolina no Ideb 2015, mas se mostra preocupado com nova gestão

coronel-heitor-leite

O ex-secretário de Educação de Petrolina, Coronel Heitor Leite, continua comemorando os bons números que o município voltou a obter no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente ao ano de 2015. Petrolina saltou de 5,2 para 5,6 (anos iniciais) e de 4,4 para 5,0 (anos finais), atingindo este ano a meta que havia sido programada para ser alcançada apenas em 2021.

Em entrevista a este Blog, o ex-secretário destacou a dedicação de todos os envolvidos no processo educacional de Petrolina. “Esses números são resultado da dedicação dos alunos, que estudaram e aumentaram a freqüência escolar. As famílias desses alunos também fazem parte do importante tripé família-escola. Os professores e professoras, que superam suas dificuldades, e conseguem motivar e fazer com que seus alunos aprendam. Todos merecem ser lembrados, desde os gestores, coordenadores, passando pela merendeira e pelos auxiliares de serviços gerais”, disse Leite.

Ele falou sobre a aplicação de recursos para que o município atingisse a meta estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) para o ano de 2021. “Essa equipe trabalhou como uma orquestra afinada. A mim cabia colocar cada recurso humano no local adequado, coordenar as ações e decidir. Por conta de uma gestão com a busca de resultados, nos tivemos essa vitória, que não foi muito diferente do Ideb anterior. O que o MEC estabeleceu para a rede municipal de Petrolina para 2021, nós conseguimos agora. O êxito é fruto de uma gestão da Secretaria de Educação qualificada, com pessoas dedicadas e motivadas”, destacou o ex-secretário.

Coronel Leite também disse que a formação dos professores foi um fator importantíssimo para a boa avaliação do Ideb. “Hoje, quase como um troféu, eu carrego a satisfação da minha boa relação com os professores e professoras deste município. Mais do que colegas de trabalho, nós construímos uma verdadeira amizade, fruto de uma relação profissional e responsável. Nós proporcionamos formação continuada, realização de seminários, viagens para obter conhecimento de experiências fora. Elevamos também a auto-estima desses professores. Eles têm satisfação em serem professoras do município, pois foram respeitadas na minha gestão. Não podemos deixa de falar em salário, pois nós construímos, junto como sindicato da categoria, o reajuste salarial. A gente trabalhava em parceria com eles, foi assim que nós construímos as nossas propostas. Por isso que, durante esse tempo todo, não tivemos greve”, comentou Leite.

Com relação à questão da estrutura das escolas, o ex-secretário disse que os investimentos foram grandes e garantiu que todas receberam algum tipo de melhoria. “Nós reformamos, nestes três anos e meio, quase todas as escolas do município. Hoje, não existe escola que não tenha recebido ao menos uma reforma. Nós investimos na infraestrutura, climatizamos mais de 30% das escolas, do ano passado, quando foi aprovada a lei, para cá. Novas cadeiras, materiais para todos eles e construímos uma Central de Logística. Nós passamos a oferecer materiais que eram obrigação do município, mas que não recebia antes. Passamos a oferecer tablets aos professores. Então, essa valorização na infraestrutura, nos equipamentos e implementação de novas tecnologia alcança, ao mesmo tempo, alunos e professores.”

Fiscalização

Heitor Leite também falou sobre a parte de fiscalização do Conselho Municipal de Educação. “Petrolina tem um índice melhor que mais de vinte capitais no nível fundamental I. Mas para que eles [os estudantes] compareçam à escola, precisa ter gestão, entre coordenadores, professores e também a parte dos controles sociais. Nós temos os Conselhos, que não são subordinados à educação do município. Eles têm autonomia de funcionamento. Lá, temos vários conselhos, e são eles que nos fiscalizam, nos cobram e nos autorizam. Tudo tem que ter a provação do Conselho Municipal de Educação, e foi assim que tivemos esses resultados, inclusive trazendo as famílias para dentro da escola”, pontuou, destacando o programa da rede municipal que leva estudantes e professores para o exterior.

Coronel Leite ainda falou sobre os alunos que têm necessidades especiais. Segundo ele, todos recebem assistência e apoio para cada tipo de deficiência. “Atribuímos como prioridade nesses últimos quatro anos ao atendimento dos alunos especiais, tornando nossas escolas referência, até para rede privada. Hoje atendemos mais de 600 alunos especiais, de variados casos. Temos o Núcleo de Atendimento aos Alunos com Necessidades Especiais (Napne), dotados de profissionais capacitados em várias especialidades e que conduzem o processo pedagógico dessas crianças com o zelo e dedicação que elas merecem. Como exemplo ampliamos nos últimos quatro anos de vinte, para mais de cem, o número de assistentes de crianças autistas”, destacou.

Preocupação

Questionado sobre os rumos que a Educação do município pode tomar, uma vez que o ano é de eleição e um novo gestor vai passar a gerir o município a partir do ano que vem, ele disse que este momento  o deixa preocupado. “É importante que todos nós tenhamos responsabilidade de saber que nós não podemos parar. Temos que manter o mesmo esforço, para não perdermos tempo no próximo ano. O que nós perdermos neste ano de 2016, dificilmente recuperaremos em um ano. Eu tenho informação de que desviou-se o foco e que o processo pedagógico não está acontecendo como vinha, a gestão de recursos, e isso pode resultar num déficit de aprendizagem. Nós avançamos com essa forma criteriosa de aplicar os recursos e de que o profissional cumpra com o seu papel. Conclamo a todos que tenham responsabilidade, não se deixem levar, não se afastem do papel principal, de condutores do processo pedagógico. Não é possível manter esse crescimento diminuindo o trabalho, diminuindo este empenho”, finalizou.

O novo projeto do Coronel Leite

heitor leite

A troca de lado no ambiente eleitoral é normal no período de campanha política. Perdas e ganhos são contabilizados e comemorados. Mas para o time do prefeito de Petrolina Julio Lossio (PMDB), ao menos uma perda deve ter doído mais: a do Coronel Heitor Leite.

O coronel, que comandou a Educação no Governo Lossio, era disparado o mais bem avaliado secretário do prefeito e conseguiu aprovação gigante em uma pasta mais que complexa.

Somente Heitor Leite conseguiu o apoio e a avaliação tão positiva quanto a do ex-secretário Plínio Amorim, queridinho de professores, diretores e demais integrantes da pasta. O coronel estava exultante na convenção do seu mais novo aliado, Miguel Coelho (PSB). Pelo que se viu, entrou de corpo e alma no novo projeto.

Nem lá, nem cá: Ex-secretário Heitor Leite divulgará carta anunciando seu afastamento do processo eleitoral em Petrolina

Numa carta que pretende divulgar à sociedade petrolinense, o ex-secretário de Educação, Coronel Heitor Leite, vai comunicar seu posicionamento de neutralidade em relação às eleições deste ano.

Na carta, Heitor Leite destaca ações importantes da sua pasta e disse ter vivido “um intenso e gratificante período de pré-campanha” como um dos possíveis nomes que poderiam ser indicados perlo prefeito Julio Lossio (PMDB). No entanto, com a definição da chapa governista, Heitor Leite comunica seu afastamento do processo eleitoral.

Confiram abaixo, na íntegra, o teor da carta:

carta heitor leite

Um coronel na marca do pênalti

heitor leiteTem muita gente em Petrolina esperando o posicionamento político do ex-secretário de Educação, coronel Heitor Leite. Ele está fechado em copas. Mergulhado, como se diz politicamente.

O coronel não esconde dos amigos a frustração de não ter sido o escolhido para ser o indicado de Lossio para disputar sua sucessão. Sentia-se pronto, preparado para ser prefeito de Petrolina. Preparou-se para isso e não entende o porquê de não ter sido o escolhido.

Treinado e disciplinado, o coronel está refletindo. Não atende ligações de quem queira influenciar sua decisão e está longe do ‘disse-me-disse’ das intrigas. Até sábado (23), Heitor Leite vai se pronunciar. Não se sabe o que ele dirá em sua decisão, mas ninguém espere uma declaração raivosa. Muito menos subserviente.

Ex-secretário Heitor Leite afirma que postagens em seu Facebook não são críticas ao Governo Julio Lossio

heitor leiteApós repercussão na imprensa local das críticas que fez à Prefeitura de Petrolina, ao dizer em sua página no Facebook que o atendimento odontológico oferecido pela Secretaria de Saúde “precisa avançar”, o ex-secretário de Educação e ex-prefeiturável, Heitor Leite, deu sua versão para os fatos.

Ele disse que não estava criticando a gestão (da qual, inclusive, fez parte há bem pouco tempo). Segundo Heitor Leite, as postagens em seu Facebook abordam diversas áreas do governo municipal e têm apenas o objetivo de chamar a população para o debate.

“São áreas que considero prioritárias para qualquer gestor. Quis apenas colher opiniões. Não faz sentido dizer que relatei como críticas à gestão”, argumentou Heitor Leite.

Depois de ser preterido por Lossio, ex-secretário Heitor Leite afirma que atendimento odontológico em Petrolina “precisa avançar”

heitor leite

Depois de ser preterido pelo prefeito Julio Lossio (PMDB) para ser seu sucessor na disputa majoritária deste ano, o ex-secretário de Educação, Heitor Leite, anda afiado nas críticas à gestão municipal.

Prova disso foi o comentário que fez em sua página no Facebook, na qual aponta falhas na saúde pública do município. “Petrolina precisa avançar no atendimento odontológico. Precisamos de mais consultas e mais exames para a população”, disse Heitor Leite.

O ex-secretário mantém postura de quem vai brigar por vaga na Casa Plínio Amorim, mas não pelo grupo de Lossio. Ao menos é isso que ele vai deixando cada vez mais transparente. (foto/arquivo)

O Coronel do ‘Velho Chico’ e o Coronel do Vale do São Francisco

heitor leite whatsapp3Quem acompanha a novela global ‘Velho Chico’, já percebeu que o ‘coronel’ vivido pelo ator Antônio Fagundes é um vilão odiado, principalmente pelos profissionais da educação. Mas em Petrolina, há um coronel numa posição bem diferente e, inclusive, defendido por alguns profissionais da área.

Isso porque bastou o prefeito Julio Lossio (PMDB) anunciar o nome do vereador Ednaldo Lima (PMDB) como o indicado à sua sucessão que vários trabalhadores da educação tomaram as dores do ex-secretário de Educação, Heitor Leite – o ‘Coronel Leite’ -,  numa demonstração clara que, pelo menos por aqui, a vida não imita a arte.

Seguidores de prefeitável Heitor Leite no WhatsApp detonam escolha de Lossio por Ednaldo

heitor leite whatsapp3

A escolha do nome do vereador Ednaldo Lima (PMDB) como indicado do prefeito Julio Lossio (PMDB) para a disputa majoritária em Petrolina começa a provocar estragos. O ex-secretário de Governo, Orlando Tolentino (PMDB), que era um dos prefeituráveis, já soltou uma nota e vai falar com a imprensa na quarta-feira (15).

(mais…)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br