Araripina: Professores entram em greve por tempo indeterminado e prefeitura alega “politicagem”

Os professores municipais de Araripina (PE), no Sertão do Araripe, entraram em greve no dia de ontem (17) por tempo indeterminado. A categoria reivindica reajuste salarial, pagamento dos salários de dezembro e 80% do mês de novembro, referentes ao ano de 2016. O Sindicato dos Servidores Municipais de Araripina (SIMA) critica a falta de diálogo com a atual gestão.

Em nota, a prefeitura rebate o SIMA, alegando que o movimento tem “fundamento exclusivamente político” e que “o professor da rede municipal de ensino de Araripina recebe em média o dobro do valor do professor da rede estadual de Pernambuco.

Acompanhe a nota, na íntegra: (mais…)

Greve dos servidores do Judiciário baiano tem adesão em Juazeiro

Os trabalhadores da justiça baiana iniciaram uma greve geral por tempo indeterminado da categoria, na segunda-feira (19). A suspensão das atividades ocorre devido ao recuo do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) na negociação que vinha tratando com os representantes dos servidores. A paralisação afeta os juizados especiais, da Infância e Juventude e as secretarias do Tribunal de Justiça em todo o Estado. Os servidores que trabalham em Juazeiro também cruzaram os braços.

Os principais pleitos dos servidores são o pagamento do reajuste linear, da correção da tabela do Plano de Cargos e Salários (PCS), da Vantagem Pessoal de Eficiência (VPE) – antiga GEE – para os servidores que não recebem esse benefício e os passivos devidos pelo TJBA, além regulamentação das férias e tratamento isonômico entre todos os membros do Tribunal. A greve é liderada pelo Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia (Sintaj). O Tribunal informou que está negociando com a categoria.

Greve dos vigilantes da Bahia termina e bancos voltam a funcionar nesta quinta

Depois de 15 dias em greve, os vigilantes fecharam um acordo com o sindicato patronal e voltarão ao trabalho a partir de quinta-feira (8). O reajuste salarial da categoria ficou em 6%, retroativo ao mês de maio, houve aumento de 6% também no ticket de alimentação e a contribuição do trabalhador, que era de 20%, passou para 15%. A greve começou no dia 24 de maio e provocou a suspensão dos serviços de agências bancárias, do INSS e de algumas escolas.

Segundo o Correio da Bahia, nem todos os pleitos da categoria foram atendidos. O reajuste ficou abaixo dos 7% pedidos pela categoria e acima do 1% oferecido, inicialmente, pelos patrões.  A categoria também manteve a data base em fevereiro. O ponto polêmico sobre a ampliação das horas extras não foi aprovado. O acordo foi firmado em uma reunião de negociação feita na quarta-feira (7), no Ministério Público do Trabalho (MPT), em Salvador. No total, estavam paralisados 32 mil vigilantes em toda a Bahia.

Sindicato dos Bancários de Juazeiro afirma que agências não podem funcionar sem vigilantes

greve dos vigilantes na Bahia completou 15 dias nesta quarta-feira (7), comprometendo serviços bancários e perícias do INSS em todo o Estado. Diante da situação, o Sindicato dos Bancários de Juazeiro emitiu nota afirmando que as agências não podem funcionar sem a presença desses profissionais. O sindicato diz, ainda, que vai denunciar junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT), Polícia Federal e Polícia Militar qualquer atitude desrespeitosa. (mais…)

Correntista ‘detona’ greve de vigilantes de bancos em Juazeiro por impedir de sacar seu salário

A greve dos vigilantes dos bancos de Juazeiro (BA), iniciada há pouco mais de uma semana, tem trazido sérios prejuízos para os correntistas. Um deles, o funcionário público Francisco Luiz Bezerra, morador do bairro Novo Encontro, ‘detona’ o movimento, pois desde sexta-feira, 2, precisa sacar seu salário na Caixa Econômica Federal dentro da agência, pois perdeu o cartão da conta, mas está impedido devido aos bancos não funcionarem normalmente recebendo os clientes.

“Diante do impasse entre patrões e trabalhadores do segmento, quem vem tendo prejuízo de fato é o cidadão”, reclama o correntista, que vem passando por constrangimentos, sem poder sacar seus salário e cumprir seus compromissos do mês.

“Que façam greve, mas que não prejudiquem a nós, que somos trabalhadores como eles e precisamos receber nosso salário para pagar as contas, que não esperam greve nenhuma terminar”, reclamou Francisco.

Greve

O impasse entre o Sindicato das Empresas de Segurança Privada da Bahia (Sindesp-BA) e as entidades representativas dos trabalhadores da área, como o Sindivigilantes e Sindimetropolitano, diz respeito a uma proposta de hora-extra voluntária que o patronal propôs e que os trabalhadores poderão aderir, se quiserem. Mas as entidades da categoria rejeitam. Uma reunião ocorrida na sexta, 2, foi mais uma rodada de negociação, onde ainda não houve acordo.

Greve dos vigilantes completa uma semana e atendimento em bancos segue prejudicado em Juazeiro

A greve dos vigilantes na Bahia completou nove dias hoje (1º), e os serviços bancários seguem comprometidos em todo o Estado. Em Juazeiro, os clientes que procuraram as unidades encontraram apenas os caixas eletrônicos funcionando.

A principal reivindicação da categoria é o reajuste salarial anual. Quase 32 mil vigilantes atuam em todo o Estado. Segundo informações, em Juazeiro são mais de 800 profissionais de braços cruzados. Até então, nas rodadas de negociação com o Sindicato das Empresas de Segurança Privada (Sindesp), não houve concessão entre as partes.

Por conta de greve de vigilantes, SAAE de Juazeiro prorroga inscrições para processo seletivo

As inscrições para o processo seletivo do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE) de Juazeiro (BA) foram prorrogadas até a próxima quarta-feira (31). O certame oferece 48 vagas para serviços emergenciais. A prorrogação foi por conta da greve dos vigilantes terceirizados das agências bancárias.

A comissão organizadora considerou que, por conta do fechamento dos bancos por medida de segurança, muitos candidatos ficaram impossibilitados de realizar o pagamento da taxa de inscrição. As inscrições continuam na Escola de Gestão Pública, das 9h às 11h30 e das 14h às 17h.

As provas objetivas serão realizadas no dia 18 de junho, em local a ser divulgado pela Comissão Organizadora, devendo o candidato ficar atento para informar-se corretamente e não correr o risco de não fazer as provas por erro de local. O Edital completo com todas as informações pode ser visto no site www.saaejuazeiro.com.br.

Greve de vigilantes leva agências bancárias a suspender atendimentos em Juazeiro

A greve dos vigilantes da Bahia, iniciada na última quarta-feira (24), está afetando o atendimento nas agências bancárias de várias cidades do Estado, inclusive em Juazeiro. Alguns bancos sequer abriram as portas. Os clientes que procuraram as unidades só encontraram os caixas eletrônicos funcionando.

De acordo com o Sindicato dos Empregados de Empresas de Segurança e Vigilância do Estado (Sindivigilantes), a principal reivindicação da categoria é o reajuste salarial de 15%. As negociações acontecem desde fevereiro, conforme o sindicato. Uma rodada de negociação entre o sindicato e empresas de segurança acontecerá hoje (26) em Salvador.

Depois de 12 dias, funcionários dos Correios em PE encerram greve e retornam ao trabalho nesta terça

Funcionários dos Correios em Pernambuco decidiram retomar as atividades a partir das 6h desta terça-feira (9). A decisão foi tomada por maioria de votos dos presentes em assembleia realizada nesta segunda (8), na sede do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos (Sintect-PE).

A paralisação foi deflagrada no último dia 26 de abril em todo País. Os trabalhadores decidiram cruzar os braços em manifestação contrária à proposta da privatização da empresa e reivindicação de melhores condições de trabalho.

A greve no Estado foi encerrada seguindo orientação da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares e da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos, que aceitaram as propostas da empresa, apresentadas no último dia 4 de maio.

No entanto, o Sintect-PE afirmou que no próximo mês de agosto a categoria deverá se mobilizar para a campanha salarial. (Fonte: Folha de PE/foto arquivo Blog)

Justiça determina fim da greve do Hemope e retorno imediato dos servidores ao trabalho

O desembargador André Oliveira da Silva Guimarães, do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJPE), determinou ao Sindicato dos Servidores da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Sindshemope) a suspensão imediata da paralisação da categoria, deflagrada na última quarta-feira (3), e o retorno ao trabalho dos servidores. A pena pelo não cumprimento da decisão, emitida nesta sexta-feira (5), é de multa diária de R$ 30 mil, informou a assessoria do TJPE.

A determinação atendeu pedido da Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE). Em sua decisão, o desembargador avalia que os documentos apresentados pela Procuradoria atestam que a paralisação dos servidores do Hemope foi deflagrada “ao arrepio das disposições da Lei nº 7.783/89, aplicável aos servidores públicos, quer por ter sido estipulada por prazo indeterminado em área estratégica da saúde pública, quer por haver reduzido o número de atendimentos a 30%, por demais insuficiente ao atendimento da demanda”.

Salgueiro: Servidores cruzam os braços para pressionar prefeitura por reajuste

Em Salgueiro (PE), no Sertão Central, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sisemsal) decidiu cruzar os braços nesta quarta-feira (3). O motivo é a falta de uma contraproposta oficial, por parte da prefeitura, que conceda reajuste a profissionais de saúde, agentes de trânsito, de endemias e comunitários, além de educadores em nível superior, técnicos – entre outros.

Os servidores também pretendem realizar um movimento em frente à sede da prefeitura, a partir das 9h, de onde devem seguir posteriormente para a Câmara de Vereadores.

Quem também vai aderir aos protestos será a categoria dos professores, que apesar de terem sidos informados que seria concedido o reajuste da classe, ainda estão aguardando o projeto chegar à Câmara Municipal para realmente se concretizar.

A decisão foi tomada na última assembleia geral do Sisemsal, no último dia 20 de abril. Mesmo a entidade informando previamente sobre a paralisação, não houve nenhuma resposta do Executivo.

Balanço

Segundo a presidente da Associação dos Agentes Comunitários de Saúde de Salgueiro, Josenilda Rosendo de Farias, todos os servidores efetivos devem aderir à paralisação. “Quem for a unidades de saúde básica do município, por exemplo, vai encontrar atendimento apenas dos contratados e de quem ocupa cargos comissionados. E pode ser que alguns servidores tenham receio em perder o dia de trabalho, mas é preciso que a gente lute por nossos direitos, até porque só estamos pedindo o que é nosso direito. Eu prefiro perder hoje do que perder amanhã”, declarou.

Caso as reivindicações não sejam atendidas com a paralisação, os servidores estão dispostos a iniciar uma greve por tempo indeterminado. As informações foram repassadas pela assessoria do sindicato. (foto/arquivo reprodução)

Policiais civis vão aderir à greve de 24 horas contra reforma da Previdência

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) decidiu que a categoria irá aderir à greve geral contra a Reforma da Previdência, marcada para o dia 28 de abril. Como a paralisação vai durar 24 horas, o Sinpol argumenta que não descumpre a decisão do STF, que recentemente proibiu greve das categorias policiais.

Na avaliação do presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, a categoria tem o dever de juntar-se aos demais movimentos e sindicatos na mobilização para barrar a reforma que “praticamente acaba com a aposentadoria”. Áureo lembrou ainda que não há garantia de que os policiais estão fora da reforma.

“Não interessa que o governo tenha dito que vai retirar os policiais civis desse primeiro momento da reforma. Primeiro, porque não pretendemos ser uma elite privilegiada; e, depois, porque não adianta pensarmos apenas na nossa categoria: afinal de contas, somos policias, mas não vivemos numa ilha. Queremos uma aposentadoria digna e justa para todos os trabalhadores”, defendeu Áureo.

Sindsemp decide suspender greve dos servidores de Petrolina até posicionamento final do Executivo

Uma assembleia geral extraordinária realizada na manhã desta terça-feira (11) pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp) no Hotel Grande Rio, deliberou pela suspensão da greve da categoria. Com reunião agendada para a tarde de ontem (10), a decisão foi de repassar aos servidores, na assembleia, o que ficou decidido com a administração quanto às categorias não contempladas na proposta apresentada pelo Governo Miguel Coelho.

Diante do interesse de todos em manter a mesa de negociação aberta, foram oficializados pelo Executivo avanços em relação à campanha salarial – a exemplo do abono das faltas, registradas formalmente, dos servidores que aderiram ao movimento grevista; o encaminhamento à Câmara de Vereadores do Projeto de Lei que beneficia os 75% dos servidores contemplados na proposta anterior para aprovação; além da continuidade da negociação, com reunião já agendada para o próximo dia 26 de abril, a qual seria apenas em julho, quando será apresentada a nova proposta para as categorias que ainda aguardam o reajuste.

Acreditando que haja uma definição até esse prazo, o Sindsemp aguarda um posicionamento da atual gestão municipal, uma vez que foram passados todos os dados e impactos financeiros causados com o cumprimento dos pontos da campanha salarial.

Na plenária foram lembradas situações de assédio sofridas por alguns servidores, o que levou à sugestão e aprovação da criação do Comitê Anti-Assédio Moral. O objetivo é trazer mais segurança ao servidor em seu local de trabalho, levando em conta todo apoio e assistência do Departamento Jurídico e da Diretoria do Sindsemp. O movimento grevista aguarda a negociação e resultado da reunião do dia 26. A entidade aproveita para convocar a categoria a participar da Parada Nacional contra as Reformas Trabalhistas e da Previdência, no dia 28 deste mês. (foto: Ascom/divulgação)

Usuária da 8ª Ciretran critica greve por atrasos em exame de habilitação em Petrolina; gestor já agendou mutirão para diminuir espera

Uma aluna de auto-escola de Petrolina anda extremamente preocupada. Ela fez todos os testes para retirar a sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH)  devido à greve do Detran de Pernambuco. O movimento demorou 47 dias. Ela está com o laudo que lhe dá o direito de realizar o exame prático, que já vencendo.

“Espero desde dezembro. Meu laudo vencerá dia 5 de maio. Fui três vezes agendada, mas não fiz o teste de baliza. Estou precisando da carteira e não aceito balela. Como é que a Semana Santa só começa na quinta-feira e eles já interrompem o serviço na segunda? Será que vou ter que entrar na justiça para realizar meu exame? Preciso, eu e outras pessoas que estão na mesmo situação, de respostas. Isso não é justo”, disse a aluna, que se identificou apenas por Angélica.

Sobre a suspensão dos exames práticos da próxima semana, inciando na segunda-feira, dia 10, o que motivou a reclamação da leitora, os próprios examinadores solicitaram ao Detran-PE esse adiamento, pois mesmo a greve tendo sido encerrada, o movimento foi terminado por determinação da justiça, e não porque os servidores alcançaram seus objetivos.

Mutirão

O coordenador regional de 8ª Ciretran em Petrolina, Wenderson Batista, informou ainda que como o teste prática para a CNH, é um trabalho extra no qual os servidores não recebem nada a mais por isso e, por muitos morarem fora de Petrolina, pediram a dispensa para visitarem as famílias. Sobre o laudo, a validade é de 12 meses. Se estiver dentro do prazo, a condutora não terá do que se preocupar, pois no final de abril, a 8ªCiretran de Petrolina promoverá um mutirão para a realização de exames práticos de habilitação.

“Iremos realizar durante um final de semana, no final do mês, 3.200 exames práticos de habilitação para que toda a demanda acumulada durante o período da greve, seja amenizada”, concluiu Wenderson.

Exames práticos para CNH são principal demanda da Ciretran de Petrolina após greve do Detran-PE

Depois da greve de 47 dias dos servidores do Detran/PE, encerrada por determinação judicial, o resultado é um acumulo de muito serviços nas Ciretrans em todo o estado. Em Petrolina, a principal demanda são os exames práticos para a aquisição da carteira nacional de habilitação (CNH). Petrolina, depois do Recife, possui a segunda maior procura pela CNH no estado.

“Recomendamos paciência a quem aguarda o exame. Não temos tanto aparato humano. Estamos conversando com examinadores de Araripina que não aderiram à greve, para atender essa demanda reprimida”, afirmou o coordenador regional da Ciretran em Petrolina, Wenderson Batista.

No cargo há três anos, Wenderson que deve deixar o posto para o advogado Pedro Melo, informação já divulgada na imprensa regional, frisa que pode até não ter feito tudo o que pretendia quando assumiu a missão de comandar a Ciretran da maior cidade do sertão, mas ressalta que procurou avançar o máximo, especialmente na questão de estrutura e da modernização do órgão.

O coordenador trouxe inclusive boas notícias. O órgão de Petrolina está na lista de uma reforma geral com recursos já assegurados pela presidência do Detran, bem como de toda a troca de climatização do espaço.

“O Detran em Petrolina tinha um histórico ruim de prestação de serviços e a prova eram as reclamação dos cidadãos. Foi por ai que iniciei o trabalho. Hoje, quase não ouvimos reclamação. O silêncio é um termômetro desse trabalho que procuramos implementar desde o primeiro dia que assumimos. Atendendo bem o cidadão, a estatística negativa deixa de existir”, finalizou Wenderson.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br