Gestão Ambiental da BR-235/BA alerta sobre riscos de acidentes entre Juazeiro e o Estado de Sergipe

A Gestão Ambiental da BR-235/BA emitiu um alerta aos motoristas que forem trafegar entre Juazeiro e o estado de Sergipe durante o período junino. Os condutores devem ficar atentos às sinalizações, animais na pista e excesso de velocidade. Entre Carira, em Sergipe, e Juazeiro, no norte da Bahia, a estrada dá acesso às cidades baianas de Uauá, Canudos, Jeremoabo e Coronel João Sá, e totaliza quase 360 quilômetros (km), dos quais, aproximadamente 310 encontram-se asfaltados. (mais…)

Ministério do Meio ambiente capacita gestores ambientais de municípios da Bacia do São Francisco

Engenheiros, técnicos, gestores, servidores de órgãos ambientais e especialistas na área, estão desde essa quinta, 23 com encerramento previsto para esta sexta-feira, 24, participando do Encontro Formativo do Curso Estruturação da Gestão Ambiental Municipal na região da Bacia do Rio São Francisco, no âmbito do Programa Nacional de Formação e Capacitação de Gestores Ambientais (PNC). A capacitação acontece no Petrolina Palace Hotel, Orla 1, Centro. A abertura com a presenta do prefeito Miguel Coelho.

As capacitações são do Ministério do Meio Ambiente, por meio da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania (SAIC) e da Secretaria de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental (SRHU), e conta com apoio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, através da Diretoria de Estudos Avançados de Meio Ambiente (Deama), que inseriu esta programação no calendário do Programa FORMAR, na Bahia.

O Programa de Formação em Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Formar), da Secretaria Estadual de Meio Ambiente da Bahia (Sema), investe em processos de aprimoramento da gestão pública, dentre os quais, processos educativos, no intuito de criar as condições indispensáveis para o alcance da eficiência na implantação e execução de políticas públicas voltadas para gestão ambiental, além de cooperação para responder, com efetividade, às demandas da sociedade baiana.

O curso tem a proposta de realizar diagnósticos da realidade local, com o objetivo do ampliar a percepção dos participantes sobre as temáticas tratadas para atuar de forma planejada em prol da gestão ambiental de seu município.

A modalidade do curso será semipresencial, com 16 horas presenciais e 80 horas à distância. A escolha da modalidade à distância é devido à escala de matrículas que se pretende alcançar e também à dispersão geográfica dos municípios.

“O desenvolvimento do curso a distância será realizado na plataforma Moodle, o que permitirá a troca de experiências entre os envolvidos com a supervisão técnica de gestores ambientais que possuem experiência na temática e que atuarão como tutores do processo formativo”, explicou a Diretora de Estudos Avançados de Meio Ambiente, Kitty Tavares.

DNIT realiza vistoria técnica na BR-235/BA e fiscaliza as questões ambientais envolvendo a obra

A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no estado do Bahia realizou uma vistoria técnica na BR-235/BA, rodovia que corta o norte do Estado. Os Lotes visitados foram os 1 e 2, que juntos vão da divisa da Bahia com Sergipe até Canché, e o 5, de Pinhões até Juazeiro. O objetivo da visita foi de fiscalizar as questões ambientais envolvendo a obra, além de também analisar o andamento do empreendimento. (mais…)

Campanha alerta para a exploração indevida de árvores nativas na BR-235/BA

A Gestão Ambiental da BR-235/BA, executada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), e o Consórcio EMPA/CCM/CCL, responsável pela obra no Lote 1 – que fica entre a divisa dos Estados Sergipe e Bahia até Jeremoabo – da rodovia, trabalham juntos para evitar o corte indevido da flora local. Estão sendo realizadas orientações aos moradores e proprietários de terra para que não cortem árvores nativas que ficam na faixa de domínio.

O que acontece é que, após a construtora demarcar a área da rodovia com cerca de arrame, alguns moradores, sem nenhum consentimento, começam a cortar as árvores que ficam na faixa de domínio, no pensamento de que toda aquela flora será suprimida. Porém, na verdade, não é isso que é feito. Com o compromisso de conservação da natureza, a Implantação e Pavimentação da BR-235/BA mantem algumas plantas nativas que não comprometam o traçado da estrada.

Equipes já presenciaram alguns proprietários realizando o corte de árvores que estão dentro da faixa de domínio da rodovia. Além das atividades da Gestão Ambiental da BR-235/BA e do respeito ambiental do Consórcio EMPA/CCM/CCL, é preciso a colaboração da comunidade para manter vivas árvores locais, como Aroeira, Baraúna, Barriguda, Juazeiro, Mandacaru, Mulungu e Umbuzeiro.

A Gestão Ambiental da BR-235/BA, por meio do Subprograma de Supressão de Vegetação (SSV), já realiza a marcação de árvores com grande importância na região com o intuito da construtora avaliar a real necessidade de cortá-las. Os serviços em execução obedecem aos preceitos do desenvolvimento sustentável estabelecidos na Política Ambiental do Ministério dos Transportes, bem como à legislação e às normas ambientais vigentes. (foto/divulgação)

Artigo do leitor: Lossio e o “equívoco ambiental de Pernambuco”

julio lossio coletivaNeste artigo enviado ao Blog, o prefeito de Petrolina Julio Lossio faz uma avaliação pessimista acerca da intenção do Governo de Pernambuco de reconcentrar boa parte do processo de gestão ambiental no estado. Para Lossio, isso representa – além de um grande equívoco – um “golpe” na autonomia dos municípios em seu desenvolvimento sustentável.

Confiram:

Ao longo dos últimos meses temos tido um grande tensionamento entre os maiores municípios e o governo do Estado de Pernambuco. Tal fato dá-se em virtude da sua intenção, através da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), em reconcentrar boa parte do processo de gestão ambiental, trazendo para si a definição do que é caracterizado como impacto local.

A nossa preocupação dá-se no fato de que essa questão é emitente responsabilidade municipal, não cabendo a nenhum outro ente federativo, seja Governo Estadual ou Federal, tratar de questões dessa natureza em virtude de ferir de morte a autonomia municipal garantida no artigo 18 da Constituição Federal.

Esse interesse mostra um imenso equívoco, pois não existe a construção, elaboração ou execução de políticas públicas distante das pessoas envolvidas porque, normalmente, torna sua eficiência extremamente questionável e de baixo resultado.

Buscar reconcentrar boa parte da gestão ambiental no âmbito do governo do Estado de Pernambuco mostra também um grande erro, visto que impede uma interiorização do processo de crescimento e desenvolvimento econômico.

Foi com esse objetivo que criamos o grupo do G20-Semiárido, com o intuito de discutir a necessidade de descentralização do processo de desenvolvimento do Nordeste da faixa litorânea para o interior, sobretudo no semiárido.

A maior parte do território de Pernambuco está localizada na região semiárida, uma área de potencialidades e de muitas fragilidades, porém de poucas ações do Governo do Estado. A descentralização da gestão ambiental, a partir dos municípios, leva as políticas desse segmento mais para perto dos cidadãos. Um exemplo é o caso do Programa Municipal das Unidades de Conservação da Caatinga –UCCA, que já conservamos 428 hectares.

Assim, a reconcentração de parte da gestão ambiental no âmbito do Governo do Estado, além de um grande equívoco, será um grande golpe na autonomia dos municípios no seu desenvolvimento sustentável.

Julio Lossio/Prefeito de Petrolina

Cuidados no trânsito é tema de campanha em rodovia federal que corta Bahia

BR-235 pinhões juazeiro2Com o objetivo de alertar sobre os cuidados no trânsito, além despertar a população para a nova realidade da BR-235, que corta a Bahia, após o início das obras de implantação e pavimentação, a Gestão Ambiental da rodovia, executada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), deu início a uma série de atividades nas cidades e comunidades que margeiam os 283,3 quilômetros.

Na última semana, o Programa de Educação Ambiental (PEA) desenvolveu atividades para 69 alunos do Lote 1 – que tem 79,30 quilômetros entre a divisa da Bahia com Sergipe até a cidade baiana de Jeremoabo, no norte do Estado. A ação foi realizada no povoado Malhada Nova, para estudantes do 5º ano das escolas Eráclito de Carvalho e Ubiratã de Carvalho.

A obra no Lote 1 atualmente está passando por revisão de projeto, mas as atividades da Gestão Ambiental continuam sendo executadas neste trecho da rodovia. Ainda nesse semestre temos mais ações do PEA programadas para este Lote“, comenta Gláucia Suêrda, engenheira agrícola e ambiental que comandou a atividade.

A ação, que envolve palestra sobre o trânsito com recursos interativos, também foi realizada no distrito de Pinhões – local de início do Lote 4, que tem 75,40 quilômetros até chegar na cidade de Juazeiro.

Outras ações

Além de atender os estudantes, a previsão é que as atividades para alertar sobre os cuidados no trânsito também sejam realizadas com motoristas e população em geral. A Universidade Federal de Viçosa executa a Gestão Ambiental da BR-235/BA devido ao termo de compromisso assinado com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

A implantação e pavimentação da rodovia é o maior empreendimento rodoviário do Estado e representa um investimento de R$ 480 milhões. A obra beneficia diretamente cerca de 600 mil pessoas. As informações são da assessoria.

Simpósio vai debater tecnologias voltadas para equipamentos de irrigação

IrrigaçãoEstão abertas as inscrições para o III Workshop em Irrigação e IV Simpósio de Engenharia Agrícola em Juazeiro (BA). O evento será realizado de 19 a 21 deste mês no auditório da Codevasf 6ª SR e no complexo Multieventos da Univasf.

O evento vai discutir sobre as tecnologias voltadas para equipamentos de irrigação integrando Universidade, Empresas do setor e produtores rurais, além de discutir a atuação do Engenheiro Agrícola no mercado de trabalho.

 “A ideia é fazer um evento de irrigação no Vale do São Francisco, pois já não existe mais algo dessa dimensão aqui. Então, este é um evento gratuito, absolutamente técnico, que vai reunir profissionais qualificados de diversos lugares do país e do exterior também, para abordar todos os temas pertinentes a irrigação, trazendo aqui pra região novas tecnologias vindas do mundo inteiro”, explicou o engenheiro agrônomo Rodrigo Franco Vieira, da 6ª SR da Codevasf.

Durante o evento serão apresentadas soluções para a redução do consumo de água, propostas para o aumento nos índices de produtividade, melhoria na eficácia da Fertirrigação, e melhor entendimento sobre irrigação.

Termina amanhã prazo de inscrições para o mestrado do IFPE

20110928-IFPETermina nesta segunda-feira (17) o prazo de inscrições para o Mestrado Profissional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE). Estão disponíveis 20 vagas no curso gratuito de mestrado em Gestão Ambiental. Os interessados precisam submeter, até esta data, um projeto de pesquisa que tenha relação com Gestão para Sustentabilidade ou Tecnologias e Inovações Ambientais, as duas vertentes de pesquisa do mestrado da instituição.

Segundo assessoria do IFPE, a avaliação consiste de cinco fases distintas, a começar pela análise de documentação e avaliação de documentos específicos. Depois, será aplicado um exame de proficiência em língua inglesa, além de análise de currículo e apresentação do pré-projeto. Na ocasião da matrícula, será exigido diploma de curso de nível superior reconhecido pelo Ministério da Educação ou equivalente.

O resultado final será divulgado no dia 11 de julho e as aulas estão previstas para começar no dia 15 de agosto. O cronograma e os pré-requisitos estão especificados no edital, disponível no site: www.ifpe.edu.br.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br