Segunda etapa da travessia urbana de Juazeiro terá início em abril, garante DNIT

Em audiência com o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), em Salvador, na terça-feira (28), o prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim, recebeu a confirmação de que as obras do trecho 2 e 3 da Travessia Urbana da BR-407 serão iniciadas no próximo mês de abril. Participaram do encontro o deputado estadual Zó e o ex-prefeito e Assessor de Planejamento e Parcerias Estratégicas, Isaac Carvalho.

De acordo com o chefe do órgão federal na Bahia, os trechos que compreendem desde o Mercado do Produtor até o contorno da São Luiz serão duplicados. Durante o encontro, Amauri Sousa Lima anunciou que está fazendo todo esforço para concluir o mais rápido a obra da BR-235, no trecho que liga Juazeiro até o Estado de Sergipe. Após o prefeito reivindicar a construção dos viadutos, o superintende informou que os mesmos integram a obra e estão prestes a serem licitados. (foto/divulgação)

DNIT realiza vistoria técnica na BR-235/BA e fiscaliza as questões ambientais envolvendo a obra

A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no estado do Bahia realizou uma vistoria técnica na BR-235/BA, rodovia que corta o norte do Estado. Os Lotes visitados foram os 1 e 2, que juntos vão da divisa da Bahia com Sergipe até Canché, e o 5, de Pinhões até Juazeiro. O objetivo da visita foi de fiscalizar as questões ambientais envolvendo a obra, além de também analisar o andamento do empreendimento. (mais…)

DNIT realizará na próxima semana mutirão para desapropriação da BR-235/BA

A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no estado do Bahia realizará, nos dias 20 e 21 de março, na Justiça Federal da cidade de Paulo Afonso (norte baiano), o mutirão de desapropriação relacionado às obras de implantação e pavimentação da BR-235/BA. A proposta é realizar o fechamento de acordo com os expropriados e possibilitar a continuidade das obras. Está prevista a homologação de 136 processos dos Lotes 1, 2 e 3.

É importante que os expropriados já deixem separados os documentos necessários e que cheguem com certa antecedência no local. Com a conciliação todos saem ganhando. O expropriado tem sua indenização agilizada; a Justiça tem os processos resolvidos sem sobrecarregá-la; e o DNIT pode dar continuidade à obra”, explica José Henrique Silva, responsável pelo setor da desapropriação na Superintendência Regional do DNIT no estado do Bahia.

O Lote 1, que tem 79,30 quilômetros, começa na divisa dos estados Bahia e Sergipe e segue até a cidade baiana de Jeremoabo. Este trecho está com obras a todo vapor, com cerca de 24 quilômetros com asfalto, porém somente os 13 primeiros quilômetros estão finalizados com sinalizações horizontal e vertical definitivas. O Lote 2 começa em Jeremoabo e vai até Canché. Ele tem cerca de 60 dos 77,60 quilômetros de extensão com asfalto. O Lote 3, de Canché até Uauá, tem 74,1 quilômetros e já está concluído.

O Projeto de Implantação e Pavimentação é do DNIT, autarquia federal vinculada ao Ministério dos Transportes. Esta obra tem o acompanhamento da equipe da Universidade Federal de Viçosa (UFV), responsável pela Gestão Ambiental do empreendimento, abrangendo a Supervisão e Gerenciamento Ambiental e a Execução dos Programas Ambientais – conforme o Termo de Cooperação, firmado com o DNIT. (foto/divulgação)

Órgão vinculado ao governo federal garante construção do Porto Fluvial de Sento-Sé

Na última semana, a prefeita de Sento-Sé, Ana Passos (PSD), reuniu-se com o coordenador de Engenharia da Administração Hidroviária do São Francisco (AHSFRA), vinculado ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Hadson Tolentino Barbosa. Na oportunidade, foi apresentado pelo órgão federal o projeto de implantação de instalação do Porto Fluvial na sede do município.

Além da reunião com a prefeita,  uma equipe formada pelo secretário de Administração, Juvenilson Passos; secretário de Transportes, Máquinas e Equipamentos, Sandro Jatobá; e o coordenador e o engenheiro do DNIT, percorreram três pontos de acessos de embarcações às margens do Rio São Francisco, para fazer a medicação da área para avaliação e elaboração do projeto de construção da plataforma.

O secretário de transportes, Sandro Jatobá, falou do benefício dessa obra para a população. “Esse projeto é de extrema importância para o nosso município. Essa travessia facilitará o comércio entre as duas cidades (Sento-Sé – Remanso). Estamos empenhados em conseguir a execução desse projeto, pois esse é um sonho de toda população sentoseense“, afirmou Jatobá. (foto/divulgação)

Miguel busca intervenções para solucionar problemas de mobilidade em grandes avenidas e defende prolongamento do Arco Viário de Petrolina

Ainda em Brasília, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), se reuniu com o diretor-presidente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Valter Silveira, e falou sobre os problemas no trânsito das avenidas Sete de Setembro e Honorato Viana.

Acompanhado do senador Fernando Bezerra Coelho, o prefeito aproveitou para pedir a inclusão da Avenida Perimetral/Transnordestina no projeto do Arco Viário, que terá sua fase de estudo iniciada. O projeto fará a interligação do município por vias marginas ao centro da cidade.

Projetos assim, pessoal, melhoram a mobilidade urbana, deixando o caminho livre para o nosso desenvolvimento”, disse Miguel, através das redes sociais. O gestor ainda defendeu a duplicação das BRs 428 (acesso a Recife) e 407 (acesso à Bahia).

Pedestres cobram do DNIT implantação de faixa em trecho do Viaduto do Barranqueiro

Após o serviço de recapeamento asfáltico no Viaduto do Barranqueiro, em Petrolina, os pedestres que circulam pelo local já sentiram falta de um detalhe. Até o momento, a faixa que existia num trecho da pista ainda não foi pintada novamente.

Por se tratar de uma rodovia federal, a cobrança recai sobre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o qual já vem recebendo questionamentos sobre o fato.

Leitor questiona obra do DNIT em rodovia que corta Petrolina

Em e-mail enviado a este Blog, o leitor Gustavo Henrique Melo questiona uma obra que estaria sendo realizada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) na BR-235, trecho da Cohab Massangano, zona oeste de Petrolina. Segundo ele, a mesma obra de recapeamento asfáltico já havia sido feita em setembro de 2017, no mesmo local.

Acompanhem:

Moro em Petrolina (PE) e trabalho em Sobradinho (BA), e todo os dias trafego pela BR-235. Em setembro de 2016, presenciei uma obra do DNIT que consistia no recapeamento de um asfalto que já estava em excelentes condições, com piche, na BR-235, nas imediações do bairro Cohab Massangano.

Na ocasião, não fiz nenhuma reclamação. Porém, no dia 5/01/2017 me deparo novamente, no mesmo local, com uma obra do DNIT, no mesmo espaço, onde o asfalto novo demarcado estava sendo substituído novamente (conforme foto acima).

Com tantos trechos precisando de reparos, o DNIT escolhe um local que já foi recuperado. O que nos faz pensar que deve haver corrupção ou má gestão do dinheiro público.

Gustavo Henrique Melo/Leitor

(foto/divulgação)

Representante do DNIT em Petrolina esclarece críticas sobre restauração da BR-407

recapeamento BR-407Por meio de nota, a representante do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT)/Unidade Petrolina, Dorotéia Gomes de Jesus, esclareceu as críticas acerca da restauração que está sendo feita na BR-407.

Confiram:

Em resposta à matéria publicada por esse Blog a respeito da restauração da BR-407, o DNIT esclarece:

O DNIT está executando atualmente a restauração da BR-407 na travessia urbana de Petrolina, já tendo feito a restauração do restante da rodovia entre Afrânio (PE) e Petrolina.

A camada de asfalto colocada é um microrrevestimento asfáltico a frio, com uma espessura de 1,5 cm bastante fina, que tem a função de rejuvenescer a camada de rolamento existente, impermeabilizando-a e aumentando a sua vida útil. E a BR-407/PE está em condição muito boa de conforto e segurança em toda a sua extensão, devido ao trabalho do DNIT para mantê-la no melhor estado de conservação possível.

Quanto à sinalização horizontal da travessia urbana da BR-407, ela será feita até o final da próxima semana nos trechos em que houve a restauração do pavimento.

Atenciosamente,

Dorotéia Gomes de Jesus/DNIT

Juazeiro pode passar a administrar Hidrovia do São Francisco

O prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) recebeu nesta sexta-feira (29), o diretor de Infraestrutura Aquaviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Erik Moura de Medeiros e o procurador geral do órgão, Júlio Melo. Na pauta, a possibilidade de transferência da sede  do órgão de Pirapora (MG) para Juazeiro (BA).

Segundo Erik Moura, foi implementado um grupo de trabalho que terá 180 dias para apresentar os resultados e a viabilidade de trazer o DNIT para o município. Ele diz que, de fato, estrategicamente, Juazeiro é o melhor lugar para administrar a Hidrovia do São Francisco, da foz até a nascente.

Estiveram presentes ao secretário de Planejamento e Aceleração do Crescimento, João Pedro da Silva Neto, o secretário de Serviços Públicos, Fernando Dantas e o procurador do município, Eduardo Fernandes.

Erik Moura ressalta que em Pirapora a situação está ficando degradada pela navegação do rio, o que dificulta administrar a hidrovia como um todo. “Queremos trazer para cá para dar mais confiabilidade ao setor, mostrar que entre Ibotirama e Juazeiro podemos ter transporte de carga novamente, fomentar o turismo e melhorar a condição de infraestrutura para o ribeirinho“.

Busca de recursos

Sobre projetos citados por Isaac na reunião, tudo que for melhoria para a navegação da Hidrovia do São Francisco a gestão estará disponível para atuar junto com o DNIT. “Iremos buscar recursos, seja junto ao Estado ou a União. Juazeiro e todo o Vale do São Francisco só têm a ganhar com a navegação. Somos um dos maiores polos produtores de frutas do país, e hoje dependemos exclusivamente do transporte terrestre e aéreo. Se tivermos a navegação como outra alternativa, não tenho dúvidas do quanto isso será importante para o desenvolvimento econômico da região“,  expôs o prefeito. (foto: Ascom PMJ/divulgação)

DNIT garante para junho licitação para manutenção da BR-235, entre Remanso e Campo Alegre de Lourdes

Reivindicação antiga da população do norte baiano, a manutenção da A BR-235, trecho que liga as cidades de Remanso e Campo Alegre de Lourdes, indo até a BR-020 (no Piauí), pode finalmente sair do papel. A licitação para as obras será aberta no próximo mês de junho, de acordo com o Departamento de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

O deputado estadual Zó (PCdoB) esteve reunido esta semana com o superintendente do órgão, Amauri Lima, que informou que a licitação será dividida em dois lotes, cada um com valor aproximado de R$ 100 milhões. A previsão  é que as obras comecem no primeiro semestre de 2017. Serão aproximadamente 110 quilômetros de pavimentação.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br