Dormentes: Com voto de aliado de Geomarco, vereadores aprovam requerimentos cobrando informações sobre programas de habitação

Em Dormentes (PE), no Sertão do São Francisco, a Câmara Municipal aprovou na última sexta-feira (16) requerimentos do vereador oposicionista Chiquinho de Dodora. O motivo é a construção de unidades habitacionais na zona rural, a cargo de uma empresa contratada pelo município.

Um dos requerimentos, 006/17, pede informações sobre programas de habitação urbana, demanda existente, quantidade de pessoas que poderão ser contempladas, critérios de escolhas dos beneficiários e legislação que estabelecem normas para os eventuais programas. Na mesma sessão foi aprovado o requerimento 005/17, pedindo as mesmas informações sobre existência de programas de habitação na zona rural, para o qual o município já convocou as famílias interessadas, através de veículos de comunicação da região, para os devidos cadastramentos.

Para o vereador, o programa é importante, mas está “faltando transparência” em sua condução. Até aí tudo bem. Esse, de fato, é papel do legislativo. O que chama a atenção, no entanto, é que os dois requerimentos respaldados pela bancada de oposição – que além de Chiquinho tem também Jeolândio Coelho, Jurandir, Corrinha e Betinha – contou com o voto do vereador Nandinho, o qual integra a base do prefeito Geomarco Coelho (PSB) na Casa.

Oposicionista Gabriel Menezes vai cumprindo o que prometeu

Antes da atual legislatura da Casa Plínio Amorim começar, em fevereiro deste ano, muita gente apostava nos bastidores políticos de Petrolina que o vereador da bancada de oposição, Gabriel Menezes (PSL), poderia ser um ‘cooptável’. Mas Gabriel, na prática, vai provando que não. E mais: vem cumprindo o que prometeu.

O vereador sempre deixou claro que não faria “oposição raivosa” ao Governo Miguel Coelho, e quando houver momentos em que o Executivo apresente projetos de interesse da população petrolinense, vai dar seu respaldo. Até agora, Gabriel está mantendo essa postura.

Opositores revelam ausência do Governo de Pernambuco no Sertão do Araripe

A visita dos deputados da oposição em Pernambuco ao Sertão do Araripe, encerrada na sexta-feira (12), revelou as obras e ações não realizadas pelo Governo Paulo Câmara na região. A principal queixa ouvida pelos parlamentares nesta edição do ‘Pernambuco de Verdade’ foram a falta de investimentos e o abandono de obras pelo Executivo Estadual.

A programação da oposição começou por Ouricuri, na manhã da quinta-feira (11), quando foram visitados o Hospital Regional Fernando Bezerra, a Maternidade Mãe Coruja e a recém-inaugurada UPAE do município. Entre os problemas identificados estão a sobrecarga e falta de equipamentos no HRFB, ausência de UTI Neo-natal na maternidade e a não realização de uma série de exames na na UPAE.

Ainda em Ouricuri, os deputados visitaram o 7º Batalhão da Polícia Militar (BPM), que hoje conta com um efetivo de 265 homens nas ruas, quando, segundo os opositores, seriam necessários cerca de 450 para o policiamento da região.

Em Trindade, o roteiro incluiu visita ao “improvisado” terminal de ônibus e ao abatedouro público do município, que teria sido prometido desde setembro de 2015 e até hoje não foi entregue. “O que vimos nesta visita foi a completa ausência do Governo no Araripe. Não há um único projeto iniciado por este governo na região, o que revela o abandono da região pelo Estado“, destacou o líder da oposição, Silvio Costa Filho.

Em Araripina, a agenda incluiu visitas à estrada que liga o município ao Salitre (CE), importante via entre os Estados de Pernambuco e Ceará, que só conta com pavimentação no trecho cearense; o Hospital e Maternidade Santa Maria, que conta com uma unidade de hemodiálise equipada e pronta para funcionar desde o governo Eduardo Campos; além da visita ao prefeito Raimundo Pimentel. Também participaram da agenda os deputados José Humberto (PTB), Júlio Cavalcanti (PTB) e Odacy Amorim (PT).

No período da noite, a Bancada de Oposição realizou a plenária do Pernambuco de Verdade, com lideranças políticas, estudantes, sindicalistas, empresários e população em geral. Convidado, o prefeito Raimundo Pimentel compareceu ao evento, onde fez um relato dramático da situação do Araripe. Ao todo, pouco mais de 600 pessoas lotaram o plenário e a área externa da Câmara Municipal.

Salgueiro

Na manhã de sexta, os deputados participaram de encontro com o prefeito de Salgueiro, no Sertão Central, Clebel Cordeiro, e com dez vereadores da base de apoio do governo municipal. No encontro ficou decidida a criação de um grupo de trabalho para a realização do Pernambuco de Verdade na cidade, por solicitação do próprio prefeito. “Devemos voltar a Salgueiro em junho. Cada vez mais a população tem entendido o papel social do Pernambuco de Verdade como instrumento de contraponto à propaganda do governo, e uma oportunidade de conversar sobre os problemas enfrentados no dia a dia“, destacou Sílvio Costa Filho. Com a palavra, o Governo do Estado. (foto/divulgação)

Araripina: Após visita de Paulo Câmara, oposição irá ao município nesta quinta mostrar o ‘Pernambuco de Verdade’

Depois do governador Paulo Câmara (PSB) visitar o Sertão do Araripe na semana passada, o grupo de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) fará um roteiro parecido nesta quinta-feira (11). A estratégia dos opositores é a mesma já usada em outras oportunidades.

Liderado pelo deputado Silvio Costa Filho (PRB), o grupo levará o “Pernambuco de Verdade” para a Câmara de Araripina, onde será realizada uma plenária no período noturno. O objetivo é denunciar as obras e ações do Governo do Estado que não saíram do papel. A anfitriã do grupo na região será a deputada Socorro Pimentel (PSL).

Oposicionistas criticam Cancão por entregar relatórios da violência a governador, sem consultar colegas: “Parlamentarismo individualista”

A bancada de oposição na Casa Plínio Amorim não gostou nem um pouco da atitude do vereador governista Ronaldo Cancão (PTB), que na última sexta-feira (5) entregou ao governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB), em Ouricuri, no Sertão do Araripe, dois relatórios sobre audiências públicas em Petrolina que abordaram a problemática da violência. Segundo os oposicionistas, Cancão pensou apenas em fazer “lobby político” junto ao governador, sem consultar nenhum colega da Casa.

Em nota, a bancada alfinetou duramente o governista. Confiram:

A bancada de oposição da Casa Plínio Amorim vem a público esclarecer que não comunga com a conduta do vereador Ronaldo Souza. O referido edil, no afã de fazer lobby político junto ao Governador Paulo Câmara, usou de um expediente não coletivo quando se trata de parlamentarismo.

Foi pessoalmente, e sem consultar nenhum colega de bancada, nem seu líder, e muito menos a oposição, levar ao governador um relatório que ele produziu “sozinho”, como resultado da audiência pública promovida pela Câmara de Vereadores de Petrolina sobre segurança pública. Um parlamentarismo individualista, que o referido vereador, que se diz sempre ético e comprometido, exercitou, esquecendo que ele mesmo pediu apoio aos colegas da Casa para realizar a audiência, mas não respeitou a discussão parlamentar gerada no evento.

Assim, por entendermos que o relatório não contempla a diversidade de contribuições dos demais vereadores e, portanto, não nos representa, sugerimos ao vereador Ronaldo Souza uma revisão do documento, com democracia, garantindo dessa maneira interesses efetivos do nosso povo, maior interessado na solução dessa problemática.

Bancada de Oposição/Casa Plínio Amorim

(Foto/arquivo Blog)

Oposição denuncia mais de 1.600 assassinatos nos primeiros 100 dias de 2017 em PE

Pernambuco registrou mais de 1.600 assassinatos nos primeiros 100 dias de 2017, num crescimento de mais de 35% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram contabilizadas 1.181 mortes. Até o último dia 10 de abril, foram registrados 1.650 homicídios em todo o Estado. Nos próximos dias, a Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco deve apresentar o balanço da criminalidade do mês de março – que, segundo dados disponíveis no próprio site da secretaria, bateu novo recorde como o mês mais violento de todo o Pacto pela Vida, com 548 mortes, o que representa uma média de 17,7 crimes por dia.

Segundo os dados oficiais da SDS, entre janeiro e março deste ano foram cometidos 1.522 crimes violentos letais intencionais (CVLIs) em Pernambuco – além de 130 casos nos primeiros dez dias de abril, segundo registro dos plantões das polícias. Em relação aos crimes contra o patrimônio, que inclui casos de roubos e assaltos, inclusive de veículos e a assaltos a ônibus, foram registradas 10.321 ocorrências no mês passado, elevando a conta no ano para 31.570 crimes violentos contra o patrimônio no ano. Os números representam uma média de um caso de roubo ou assalto a cada quatro minutos.

Para o deputado Silvio Costa Filho, líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a estratégia do Governo do Estado, que se restringe a trocar o secretário de Defesa Social e os comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil, vem se mostrando inócua no combate à violência.

“Infelizmente, essa é a realidade enfrentada pelos pernambucanos hoje. Entra secretário, sai secretário; entra comandante, sai comandante e a violência continua aumentando. Há seis meses no cargo, o secretário Angelo Gioia não conseguiu reduzir os índices de criminalidade. Muito pelo contrário, sob o seu comando a SDS registrou mais de 2.900 assassinatos em Pernambuco, uma média de quase 500 mortes por mês”, comparou.

Cobrança

O parlamentar cobra do Governo do Estado ações efetivas para tirar Pernambuco do que considera Uma “situação de guerra”, citando exemplos de Estados como o Ceará, a Paraíba e Goiás, que reduziram os índices de criminalidade apesar de viver o mesmo quadro de crise de Pernambuco. Hoje, segundo as entidades ligadas aos agentes de segurança, a Polícia Militar opera com metade do efetivo que seria necessário, enquanto a Polícia Civil tem um efetivo menor que há 30 anos. “Chega de troca de secretário e de comandantes. Chega de trocar viatura e não ter combustível para rodar. Os princípios do Pacto pela Vida precisam ser resgatados, e isso passa pela transparência e pelo diálogo com os agentes de segurança e com toda a sociedade”, defendeu. As informações são da assessoria da bancada.

“Pernambuco Sem Ação”: oposição fará contraponto em cidades visitadas por Paulo Câmara

Depois do governador Paulo Câmara (PSB) visitar municípios sertanejos na semana passada, o grupo de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) fará o mesmo roteiro, começando nesta quinta-feira (30). Para a oposição, Câmara investiu em eventos de cunho eleitoreiro em agenda de três dias do “Pernambuco em Ação”. Os deputados vêm ao Sertão para mostrar o “Pernambuco de Verdade” ou o “Pernambuco sem Ação”.

Enquanto a população espera medidas efetivas no combate à violência, espera a reabertura de mais de 200 leitos fechados nos últimos anos, espera a retomada de obras inacabadas no Estado, o Governo vai ao interior fazer novas promessas e entregar ações pontuais“, criticou o deputado Silvio Costa Filho (PRB)/foto, líder da Bancada de Oposição na Alepe.

Para denunciar as obras e ações que não saíram do Governo do Estado que não saíram do papel, a Bancada de Oposição visitará as mesmas cidades que receberam o governador na última semana. “Vamos mostrar o Pernambuco do dia a dia das pessoas, que é bem diferente do que o Governo do Estado apresenta na televisão. Vamos mostrar, na prática, que Pernambuco está sem Ação, enquanto as principais conquistas da população estão ficando para trás“, reforçou Silvio. (foto/arquivo divulgação)

Em nome do entendimento, Oposição na Alepe vai pedir retirada de caráter de urgência de proposta de governo para os militares

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) recebeu, nesta quinta-feira (9), as associações de policiais e bombeiros militares para discutir o Projeto de Lei Complementar 1166/2017, na tentativa de construir uma alternativa para o entendimento entre a categoria e o Governo do Estado. A ideia, segundo os parlamentares da bancada, é tentar convencer a Base governista e o próprio Governo a retirar o caráter de urgência do projeto.

Segundo o deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da bancada de oposição, como os efeitos financeiros do projeto só serão efetivos na folha de abril, paga em maio, há tempo para promover o bom debate sobre o projeto e construir uma proposta alternativa. “Nossa preocupação é que essa proposta seja aprovada na marra, na base do rolo compressor, e a tensão com a categoria e a operação padrão continuem, penalizando a todos. Governo, deputados, categoria e toda a sociedade. Nossa prioridade é construir uma saída para devolver aos pernambucanos o clima de segurança nas ruas”, explicou.

Aos parlamentares, as associações classificaram a proposta como a pior já apresentada à categoria. Segundo os representantes da categoria, o governo está promovendo um verdadeiro jogo de números, que tenta confundir aos deputados e a toda a sociedade. Estiveram presentes ao encontro, a Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Associação de Militares do Estado de Pernambuco (AME-PE) e Associação de Praças Policiais,  Bombeiros Militares de Pernambuco (Aspra-PE) e Clube dos Oficiais  da Polícia e Bombeiros Militares de Pernambuco (COPE).

Segundo o deputado Joel da Harpa (PTN), vice-líder da Oposição, parte do que é apresentado como reajuste já faz parte da remuneração da categoria, só que em forma de gratificação. “Na verdade eles estão incorporando a gratificação ao soldo, mas são valores que já são pagos hoje, o que reduz sensivelmente o que o Governo afirma ser o reajuste proposto aos militares”, explicou. ICom informações e foto – Ascom)

Diálogo

Edilson Silva (PSOL), também presente ao encontro, reforçou a necessidade de diálogo com a categoria e de maior debate sobre o projeto de lei. “Precisamos de um levantamento do real impacto financeiro dessa proposta para poder apresentar alguma alternativa”, defendeu. Ao final do encontro, que também teve a participação dos deputados Augusto César (PTB), Paulinho Tomé (PT), Socorro Pimentel (PSL) e Teresa Leitão (PT), a categoria ficou de encaminhar à Bancada de Oposição um estudo sobre o real impacto financeiro da proposta do Governo, para subsidiar o debate na Assembleia Legislativa. (foto: Ascom/divulgação)

Reconduzido à liderança da bancada de oposição na Alepe, Silvio Filho critica aumento da dívida estadual no Governo Paulo Câmara

O deputado estadual Sílvio Costa Filho (PRB) foi reconduzido ao cargo de líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Segundo informações repassadas a este Blog, integrantes da bancada reuniram-se na manhã de ontem (1) para definir quem seria o novo líder e teriam deixado a decisão para esta quinta-feira (2). Mas Silvio Filho foi confirmado ainda ontem.

E já no primeiro discurso, após a reabertura dos trabalhos legislativos da Casa Joaquim Nabuco nesse primeiro semestre, o deputado manteve a postura em relação ao Governo Paulo Câmara. Entre outras críticas, disse que na atual gestão socialista a dívida saltou de R$ 4 bilhões (na época de Eduardo Campos) para R$ 12 bilhões. Já os ‘restos a pagar’ saíram de R$ 100 milhões para R$ 1,2 bilhão. (foto/arquivo)

Definição sobre novo líder da oposição da Alepe fica para quinta-feira

Ficou para esta quinta-feira (2) a definição acerca do nome do novo líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Integrantes da bancada, conduzidos pelo atual líder Silvio Costa Filho (PRB), reuniram-se na manhã de hoje (1) para confirmar quem assumiria o cargo. Já existem indicados para suceder Silvio Filho, mas o martelo só será batido amanhã. Formam a bancada oposicionista na Casa o PT, PSD, PTB, PRB e PSOL.

Paulo Valgueiro assumirá liderança da bancada oposicionista na Casa Plínio Amorim

Não foi preciso chegar até o final do mês, como havia adiantado semana passada o vereador Paulo Valgueiro (PMDB), para a bancada de oposição definir quem será seu líder na Câmara Municipal de Petrolina.

Como o Blog já havia especulado, Valgueiro ficará com essa missão.

O martelo foi batido em reunião realizada no último final de semana, entre os integrantes da bancada.

A única indefinição ficou por conta de quem será o vice-líder.

Postura de líder

O vereador de Petrolina, Paulo Valgueiro (PMDB), ainda não foi confirmado líder da bancada de oposição na Casa Plínio Amorim. E pode até ser não seja ele o escolhido. Mas na prática ele vem se posicionando assim.

Pelo menos nos discursos que tem feito até agora, Valgueiro vem dando mostras que está pronto para ser a voz que se erguerá contra o Governo Miguel Coelho.

Bancada de oposição na Alepe ‘pega no pé’ de Paulo Câmara sobre homicídios no Estado: “Criminalidade crescente”

O governador Paulo Câmara (PSB) não está conseguindo nenhum momento de trégua na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) quando o assunto é violência. O líder da bancada de oposição, Silvio Costa Filho (PRB), fez mais um discurso contundente sobre o número de homicídios no Estado, que segundo ele cresceu 30% desde o início da gestão. No ano passado foram registrados 4.458 assassinatos até o dia 30 de dezembro – o pior resultado desde 2008, quando foram notificados 4.528 casos.

“Desde 2008 e 2009 não eram registrados mais de 4 mil mortes no Estado, o que infelizmente voltou a acontecer em 2016 por causa da falta de comando do Governo”, avalia o deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

A Bancada vem chamando a atenção, desde 2015, para a necessidade de rediscutir o Pacto pela Vida. Silvio lembra, inclusive, que os parlamentares da oposição estão à disposição do Governo e da presidência da Alepe, caso seja necessário votar o projeto para policiais e bombeiros militares antes da volta do recesso. Além dos homicídios, os índices de criminalidade aumentam também em outras áreas. Em 2016 foram cometidos 1.916 assaltos a ônibus, segundo o Sindicato dos Rodoviários do Estado; e até o mês de novembro foram registradas 13 assaltos a bancos, cinco sequestros, 28 explosões e 13 arrombamentos de agências bancárias, além de 128 explosões de caixas eletrônicos e cinco ataques a carros-fortes.

A oposição na Alepe vem intensificando o diálogo com a sociedade, entidades e representantes dos demais poderes do Estado, como o presidente da OAB de Pernambuco, Ronnie Duarte, e o presidente do TJPE, Leopoldo Raposo. “Nas próximas semanas devemos agendar uma visita ao novo procurador-geral de Justiça do Estado, Francisco Barros, para discutir como reduzir a criminalidade. Na volta do recesso parlamentar vamos agendar uma audiência pública para fazer um amplo debate com a sociedade sobre o tema”, reforçou o parlamentar. (foto:Rinaldo Marques/divulgação)

Bancada com tamanho reduzido

ednaldoApós a derrota do candidato a prefeito de Petrolina, Edinaldo Lima (PMDB/foto), no último dia 2 de outubro, estimava-se que a bancada de oposição ao prefeito eleito Miguel Coelho (PSB) fosse uma. Mas, pelo andar da carruagem, pode mesmo ser outra. E de tamanho ainda mais reduzido.

Comenta-se à boca pequena que as conversas que o jovem socialista vem tendo com os vereadores eleitos pelo grupo do atual prefeito, Julio Lossio (PMDB), sejam cruciais para a bancada oposicionista perder gordura na Casa Plínio Amorim na próxima legislatura. Quem viver, verá.

Bancada de oposição na Alepe e OAB vão discutir ações contra violência em Pernambuco

violenciaIntegrantes da bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)/Seção Regional vão debater nesta quinta-feira (11) iniciativas conjuntas no intuito de inibir o aumento da criminalidade no Estado. O encontro acontecerá às 17h na sede da OAB, no Bairro Santo Antônio, no Recife.

Segundo um levantamento feito pela Oposição, com base em dados da Secretaria de Defesa Social (SDS), Pernambuco caminha para o terceiro ano consecutivo de crescimento no número dos homicídios. A alta acumulada este ano está em 6%, sobre um crescimento de 13,5% já registrado em 2015 e de quase 10% em 2014.

Os parlamentares oposicionistas defendem uma ampla discussão com a sociedade sobre o Pacto pela Vida e uma repactuação das bases do programa estadual de combate à violência.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br