Profissionais de saúde de Ouricuri têm formação sobre parto humanizado

Acontece até esta sexta, 17, o primeiro módulo da formação em assistência humanizada ao parto para profissionais da atenção básica e gestores de saúde do município de Ouricuri. Ministrada pela enfermeira obstétra e educadora do Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP), Edilasy Barbosa Mariz, participam da atividade mais de vinte profissionais da saúde, que está sendo realizada no auditório do Centro de Referências em Saúde do Trabalhador (CEREST). A formação é uma das estrategias que o CNMP desenvolve através do projeto “Mulheres Doulas Articulando Vidas”, com apoio financeiro da União Europeia.

Além desse curso, também se realizam formações para mulheres sobre direitos sexuais e direitos reprodutivos e Doulas, assim como ações de incidência (reuniões nos Conselhos Municipais de Saúde, audiências públicas e ações culturais). Até agosto de 2018, o CNMP trabalhará para contribuir com a redução da morbidade e mortalidade materna em nove municípios: seis do sertão do Araripe (Lagoa Grande, Cabrobó, Santa Filomena, Ouricuri, Ipubi e Trindade) e três da Região Metropolitana do Rio Grande do Norte (São Gonçalo do Amarante, Natal e Parnamirim).

O Fórum de Mulheres do Araripe, a ONG CAATINGA e a Articulação Nacional de Educação Popular em Saúde (ANEPS – RN) colaboram ativamente como organizações parceiras para a implementação e realização do projeto. (Foto: Ascom)

Policlínica da Univasf funcionará com 18 especialidades médicas e como hospital-dia

A Policlínica da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), que será entregue nesta sexta-feira, 17, pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, atenderá no modelo hospital-dia e oferecerá assistência em 18 especialidades médicas. A unidade também contará com estrutura para oferecer ensino e pesquisa aos alunos de seis cursos da Univasf: Medicina, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Educação Física e Psicologia.

Além do ministro, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) e o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, (PSB) também participam da solenidade de inauguração da Policlínica marcada para iniciar às 10h no campus sede da Univasf em Petrolina.

Gestores de saúde do sertão do São Francisco participam de treinamento do programa Mais Médicos

A reunião da Comissão Intergestora Regional da IX GERES (Gerência Regional de Saúde), que ocorreu no município de Ouricuri/PE, realizada na terça, 14, contou com a participação do professor e tutor acadêmico, Aristóteles Cardona Júnior e do Assessor Institucional, Dorival Fernandes. A dupla representou a equipe responsável pela supervisão e acompanhamento do Programa Mais Médicos no sertão pernambucano pela Univasf.

O objetivo da reunião foi tirar dúvidas dos novos secretários e secretárias de saúde dos municípios desta regional de Pernambuco, além de reforçar o compromisso da Instituição com o bom funcionamento do Programa Mais Médicos em toda a área de cobertura.

Para Aristóteles Cardona, a participação no evento teve grande importância para a atuação melhor do programa na região e para falar do trabalho de acompanhamento dos profissionais médicos do Mais Médicos em todo o sertão.

“Uma atuação que tem exigido muitos esforços por parte de nós e também dos municípios. Então participar de um espaço como este com gestores de saúde de todos os municípios termina tendo um papel central no fortalecimento do vínculo. No final, o objetivo de todos é garantir uma saúde cada vez melhor para a toda a população”, avaliou o professor.

A IX GERES é composta pelos municípios de Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade e conta hoje com mais de 40 profissionais médicos ligados ao Programa Mais Médicos para o Brasil.

Univasf

A Universidade Federal do Vale do São Francisco, como instituição supervisora, possui a função de manter vínculo e acompanhamento acadêmico de todos os profissionais ligados ao Programa, através de sua Tutoria e do trabalho dos supervisores que realizam visitas mensais aos profissionais para oferecer suporte técnico e apoiar no processo de organização do processo de trabalho das equipes de saúde da família que contam com estes profissionais.

Para contato pode ser usado o email maismedicos@univasf.edu.br (Foto: Ascom)

Mendonça Filho inaugura policlínica da Univasf nesta sexta em Petrolina

O Ministro da Educação, Mendonça Filho, estará em Petrolina nesta sexta-feira, 17, para a cerimônia de inauguração da Policlínica da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). A solenidade acontece a partir das 10h, no campus sede da instituição localizado na Avenida José de Sá Maniçoba, S/N, região central da cidade.

De acordo com a assessoria de comunicação do HU, com a inauguração, as consultas ambulatórias do Hospital Universitário Dr Washington Barros serão transferidas para a Policlínica, ficando apenas as consultas de ortopedia no hospital.

 

Mutirão de Cirurgias atenderá Juazeiro e região a partir da próxima terça-feira

O ‘Mutirão de Cirurgias’, desenvolvida pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), iniciará nova etapa de atendimento a partir da próxima terça-feira (21). Desta vez, a iniciativa beneficia a população de Juazeiro. O objetivo da ação é reduzir a fila de espera para procedimentos cirúrgicos.

As pré-consultas serão realizadas de terça (21) a quinta (23), em unidade móvel estacionada na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), na Avenida Antônio Carlos Magalhães, nº 510, no bairro Santo Antônio. A unidade tem capacidade para atender 160 pacientes por dia, a partir das 7h.

Além de Juazeiro, participam do mutirão os municípios de Campo Alegre de Lourdes, Casa Nova, Curaçá, Pilão Arcado, Remanso, Sento Sé, Sobradinho e Uauá, todos do norte baiano. As cirurgias começam a ser feitas no dia 24, no Hospital Regional de Juazeiro (HRJ). Serão realizadas histerectomia (remoção do útero), colecistectomia (retirada da vesícula) e remoção de hérnias (umbilical, inguinal, epigástrica).

Os pacientes que farão cirurgia de vesícula precisam estar em jejum para a realização do exame de ultrassonografia (USG). Já os pacientes que farão procedimento de histerectomia devem levar resultados de exame preventivo. Além disso, todos os pacientes devem apresentar os resultados de exames laboratoriais e outros que tiverem.

Cadastro

Para saber se está cadastrado para passar pela cirurgia, o paciente pode consultar a lista única, disponível no site do Mutirão de Cirurgias. Ele também pode procurar a Secretaria de Saúde do município onde mora para saber se o nome consta na lista. O programa foi lançado em agosto de 2016 e deve atender a 13 mil baianos no período de um ano. (foto/Ilustração)

Após denúncia no Blog, Secretaria de Saúde de Juazeiro garante que Maternidade não está superlotada

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde (Sesau) de Juazeiro (BA) respondeu a denúncia da leitora Vanusa Muniz, a qual afirmou, em email enviado a este Blog na última semana, que a Maternidade Municipal estava superlotada e faltando até anestesia. A Sesau nega que a unidade esteja superlotada e alega que a falta de anestesista relatada pela leitora “foi uma situação pontual”, tendo o problema sido solucionado no último dia 9.

Acompanhe a nota, na íntegra:

A Secretaria de Saúde de Juazeiro informa que a falta de anestesista relatada pela leitora Vanusa Muniz, foi uma situação pontual. O problema foi solucionado na quinta-feira (9), por volta das 15h. A unidade dispõe de dez profissionais dessa área, que trabalham em regime de escala.

A Secretaria esclarece que a direção do Hospital irá investigar a conduta dos profissionais que estavam trabalhando na unidade, visto que todos os pacientes regulados devem ser encaminhados para outras unidades por meio de transporte adequado, não por meios próprios. Se irregularidades forem, de fato, constatadas, as medidas cabíveis serão adotadas.

A Secretaria de Saúde esclarece que a maternidade não está superlotada e oferece boas condições de atendimento. Uma reforma está sendo realizada no local e novos equipamentos estão sendo adquiridos, visando qualificar ainda mais o atendimento às usuárias. 

Ascom/Sesau

HRJ convoca portadores de necessidades especiais para entrevista em processo seletivo da unidade

A APMI CA – Associação de Proteção a Maternidade e a Infância de Castro Alves – que administra o Hospital Reigonal de Juazeiro/BA, divulga nesta segunda-feira (13) a lista de candidatos Portadores de Necessidades Especiais que concorrem às vagas do Processo Seletivo editais n° 001/2017 e n° 002/2017 para entrevista. A nova etapa da seleção tem como objetivo adequar à realização da seleção de acordo com as especificidades de cada candidato.

Os concorrentes listados abaixo devem se dirigir ao Hospital Regional de Juazeiro nesta terça-feira (14), das 14 às 17 ou na quarta-feira (15), das 8 às 12 e das 14 às 17. Confira os nomes dos selecionados:

Antônio Carlos Mendes Alves, Claúdio José Evangelista de Souza, Cleiton Mendonça Pereira, Francisco Angelim Neto, Genilson Inácio da Silva, Glícia Maria Ferreira Matos, Ingrid Maria Costa Pinto de Souza, Luciana Taratá de Souza, Patrícia Santos dos Reis e Sãmila Medrado Dias.

HDM/Imip orienta sobre saúde integral da mulher no mês dedicado a elas

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, além das homenagens, o Hospital Dom Malan (HDM)/Imip de Petrolina ressalta a importância dos cuidados com a saúde integral da mulher em todas as suas etapas de vida. Para isso, o médico ginecologista/obstetra da unidade materno/infantil, Marcelo Marques, fala sobre cada fase, com destaque para o acompanhamento específico necessário em cada uma delas, a começar pela infância. (mais…)

Servidores do Hemope de Petrolina denunciam precariedades do órgão à Comissão de Saúde da Alepe

Acúmulo de funções, falta de climatização, anotações manuais, queda de energia elétrica, redução de atendimento por falta de condições de trabalho e a espera de um sistema de informatização. Esta foi a realidade apresentada pelos servidores da Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco, (Hemope) em Petrolina, no Sertão do Estado, para o vice-presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado estadual Odacy Amorim (PT).

As informações sobre a precariedade do Hemope foram repassadas pelos servidores e prestadores de serviços daquela unidade. Os servidores ainda relataram ainda que por falta de equipamentos, é feito um rodizio dos sangues doados conservados em geladeiras, mas por problemas na rede elétrica, o material às vezes é perdido e os doadores são convocados para irem ao órgão nos plantões de final de semana.

“Aqui é tudo antigo. Precisamos de muitas melhorias. A rede de cabeamento e informatização nunca saiu, temos hoje mais de 100 mil fichas em arquivo de papel para as meninas pesquisarem toda vez que chega um doador, e isso atrasa muito o atendimento, tanto”, afirmou uma das servidoras, que reclamou ainda do quadro reduzido de funcionários e da falta de incentivos financeiros do Governo de Pernambuco.

O deputado Odacy Amorim se comprometeu em levar o assunto para uma ampla discussão na Alepe em busca da melhoria do atendimento no Hemope de Petrolina. O parlamentar disse ter observado que o Hemope não tem um gerador de energia e isso compromete o trabalho do órgão, segundo sua avaliação.

“Vamos ter uma reunião por meio da Comissão de Saúde, com o pessoal do Recife, ligado à Fundação Hemope para passar um relatório das necessidades da unidade em Petrolina, além disso, defenderei na Alepe a questão do Plano de Cargos e Salários e insalubridades para os funcionários e plantonistas daquele órgão estadual que estão sem receber os incentivos financeiros do Governo. Vamos trabalhar para tentar mudar essa realidade desses profissionais”, assegurou Odacy. (Foto: Ascom)

Leitora denuncia “condições desumanas” de atendimento na Maternidade de Juazeiro

Em email a este Blog, a leitora Vanusa Muniz mostra indignação com o que considera “desumano” o atendimento na Maternidade de Juazeiro (BA). Segundo ela, falta de tudo na unidade, inclusive anestesia. Vanusa relata a situação que teria sido vivida por sua irmã, que deu entrada na unidade para dar à luz, mas segundo ela,  precisou ser transferida para um hospital em Petrolina.

Acompanhe o desabafo completo:

A atual situação do Hospital de Assistência a Mulher em Juazeiro, chama a atenção e causa revolta a pessoas que se dirigem até aquele local para usufruir de um atendimento humano e digno. Minha irmã sentiu as dores do parto e se deslocou até lá, na madrugada de quarta feira (8), para dar à luz ao seu bebê, ficou sentindo dores por horas, aproximadamente às 10:00 do dia posterior, foi avaliada pelo médico plantonista, que para o seu desespero e surpresa informou que não tinha anestesista na unidade e nem muito menos previsão, e disse que teria que ir até outro hospital público, o Dom Malan, na cidade vizinha, para tentar fazer o seu parto.

A unidade não disponibilizou ambulância  e nem qualquer outro recurso para deslocá-la dali, conseguimos um carro e fizemos a transferência. É lamentável que o morador de Juazeiro não consiga ter atendimento no seu próprio município. É muito desumano ver as mulheres que ali se encontram agonizando de dores, fragilizadas,e com o emocional zero, pelo descaso que ali sofrem.

Mulheres dando à luz no corredor, outras há dias internadas porque não tem anestesista, para fazer os procedimentos de curetagem, dentre outros. O local é sujo, nós corredores não têm bebedores, os acompanhantes precisam ir pegar água na porta de fora, não tem copo, os quartos não possuem ventilador, enfim não funciona nada com humanidade e amor. Até quando, órgãos competentes, o cidadão juazeirense irá viver essas parafernalhas? O povo está vivendo em situação precária, a saúde é primordial, então trabalhem pelo povo, que clama por uma vida mais digna e com seus direitos garantidos.

Vanusa Muniz/Leitora

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br