Vereadores da Casa Plínio Amorim aprovam regulamentação de terreno onde funciona CRELPS

4

projeto-crelps-casa-plinio-amorim

Após várias sessões sem sequer um único projeto de lei colocado em pauta, os vereadores da Casa Plínio Amorim aprovaram ontem (8) um projeto enviado pelo prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PMDB), que beneficia o CRELPS (Centro de Recuperação Evangélico Livres Para Servir).

O projeto autorizava o Executivo Municipal a permutar a área onde se localiza o CRELPS, no Loteamento Jardim Brasília/Alto do Cocar, zona oeste de Petrolina – de propriedade da família do comunicador Vinícius de Santana – por uma outra localizada na Vila Eduardo, na zona leste. O local onde funciona o CRELPS (antiga boate Cartola) tem 1.826 metros quadrados (m²); já o terreno pertencente ao município, 784 m². O valor de mercado dos dois terrenos, no entanto, é semelhante: o do CRELPS equivale a R$ 780.460,00, enquanto o da Vila Eduardo fica em R$ 784.910,00.

francineide-coordenadora-crelps

Por unanimidade, os vereadores aprovaram o projeto por 14 votos a zero, regulamentando a entidade. A coordenadora do centro, professora Francineide Alves Amaral, chegou a chorar de emoção com o resultado. Ele foi cumprimentada pelos vereadores, além de sua equipe e de várias jovens atendidas pelo CRELPS, que foram ao plenário. No final, ela disse que a responsabilidade “vai aumentar” a partir de agora. “Que possamos resgatar mais vidas”, declarou.

Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa Plínio Amorim, a vereadora Maria Elena também comemorou a decisão dos demais colegas, já que foi a responsável pela articulação do projeto. “A partir de agora o CRELPS se fortalecerá, porque vai ser regulamentado. É uma alegria em poder cumprir nossa obrigação de sermos uma ‘ponte’ entre as aspirações da sociedade e as demandas da cidade”, completou.

Atuação

Funcionando há seis anos no Loteamento Jardim Brasília, o CRELPS é voltado a prestar assistência a mulheres envolvidas com problemas de dependência química provocados pelos drogas e álcool. O espaço conta com uma equipe de profissionais voluntárias para realizar essa missão.

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome