Prefeito de Dormentes cobra da Câmara de Vereadores mais agilidade na votação do projeto que autoriza parcelamento da dívida

5

Roniere2O prefeito de Dormentes (PE), no Sertão do São Francisco, Roniere Reis (PSB), está otimista quanto à aprovação do projeto 008/2013, que autoriza o parcelamento do débito de R$ 9 milhões com o Fundo de Previdência do município. Ele acredita que os vereadores serão “sensíveis” e aprovarão a proposta.

O dinheiro foi recolhido dos servidores municipais, mas não foi repassado ao Fundo. Segundo Roniere, a aprovação do projeto seria importante para que o município continue recebendo recursos do Governo Federal.

“É preciso que a Câmara se sensibilize para que a gente possa daqui pra frente negociar essa dívida. Assim saberemos como conduzir a situação de uma maneira que a cidade não fique sem receber recursos do Governo Federal. Estamos dependendo dessa negociação para deixar o município apto a receber investimentos”, explica.

A oposição na Câmara ainda não aprovou e pediu vistas do projeto porque, de acordo com o vereador Fernando de Josimara, os valores não foram totalmente especificados pelo prefeito. Para Roniere, o debate entre os vereadores é necessário, mas é importante agilizar o processo de votação.

“Eu não perdi a votação, os vereadores apenas pediram vistas do projeto para debater e analisar a questão da dívida. Muitos questionaram. Essa dívida vem de muitos anos, são juros e multas que vêm se acumulando. Mas acredito que a Câmara vai se sensibilizar, sem discutir os erros do passado. É natural que os vereadores queiram saber a verdade dos fatos, mas a gente precisa resolver logo essas pendências para que o município possa pleitear convênios”, afirma.

5 COMENTÁRIOS

  1. Previdência própria é isto aí! Um risco real que impõe incertezas quanto ao futuro dos servidores municipais. Se, os administradores municipais, já eram lenientes e, desobedientes quanto ao cumprimento das regras legais emanadas do sistema geral de previdência oficial da união, imaginem, quando passa a ser sistema do próprio Município, cujo arbítrio é unicamente do gestor municipal! E, o gestor municipal somente enxerga o seu período de mandado! Então, é disto para pior!

  2. “IRRESPONSÁVELLL” a única palavra que sintetiza o gestor anterior este aspirante à prefeito, tomara que seja honesto suficiente para não deixar outros rombos de herança para os próximos administradores…SE É QUE SÃO ADMINISTRADORES!!

Deixe uma resposta para Gaj Cancelar resposta

Comentar
Seu nome