Polícia esclarece tentativa de sequestro de crianças em Sobradinho: “Brincadeira”

por Carlos Britto // 26 de outubro de 2021 às 10:31

Um fato ganhou grande repercussão em Sobradinho, norte da Bahia, no dia de ontem (25). Câmeras de monitoramento localizadas na comunidade do S17 registraram o momento em que um veículo suspeito aborda dois meninos, os quais saem correndo em seguida (confiram o vídeo).

O mesmo veículo circula pela área outras vezes, intimidando os garotos. Aparentemente tudo levava a crer que se tratava de uma suposta tentativa de sequestro, mas a 96ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) esclareceu o episódio.

Ao Blog a instituição ressaltou que foram realizadas diligências assim que a informação foi repassada, e os PMs concluíram que tudo não passou de uma “brincadeira”. De acordo com a 96ª CIPM, um adolescente havia pegado o carro, sem os pais saberem, para amedrontar os meninos. O adolescente já foi identificado e o fato levado a conhecimento dos seus pais. “Serão tomadas todas as medidas para que outras situações desse tipo aconteçam novamente”, destacou a instituição.

Polícia esclarece tentativa de sequestro de crianças em Sobradinho: “Brincadeira”

  1. Jovens delinquentes disse:

    Muito estranho esse caso, cabe uma investigação mais apurada da polícia civil. Me veio a lembrança um caso policial acontecido aí mesmo em Sobradinho no inicio dos anos 90. Houve um assalto numa agência bancária que resultou na morte de um vigilante. Um pobre coitado que se deslocava para sua casa depois de um trabalho de jardinagem foi confundido com um dos assaltantes, espancado foi levado preso. Uma multidão juntou de frente à delegacia, e atiçados por um vereador, gritava “lincha, lincha, lincha”. Esclarecido o engano, soltaram o infeliz todo moído. Alguns dias depois, o delegado dava entrevista a um programa sensacionalista de radio, defendendo o vereador. Afirmou ele contrário ao que imputavam ao político, ele pedia era calma à turba ensandecida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *