Petrolina aumenta número de infectados pelo novo coronavírus em 118 e tem mais 3 óbitos

3
Foto: Ascom PMP/SMS divulgação

Mais 118 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) foram registrados nesta sexta-feira (4) em Petrolina, conforme o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Agora o número de infectados passou para 9.793, desde o início da pandemia. Dos casos de hoje, 109 foram diagnosticados a partir de 545 testes rápidos realizados pela prefeitura e 9 através de exames laboratoriais. São 80 são pessoas do sexo feminino, com idades entre 2 e 94 anos, e 38 do sexo masculino, entre 1 e 85 anos.

Em relação a curas clínicas, o município chegou a 7.489 pacientes recuperados – incluindo os 148 desta sexta.

O boletim também apresentou três novos óbitos por Covid-19, totalizando 132. Um deles aconteceu no dia 23 de novembro, em um hospital público da cidade, mas o exame laboratorial confirmando a doença só saiu nesta sexta. Era um homem de 61 anos. Ele havia sido notificado como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Outra morte aconteceu no dia 30 de novembro, também em um hospital da rede pública local, mas a Declaração de Óbito (DO) só chegou à Vigilância em Saúde nesta sexta. Trata-se de outro homem, de 81 anos, com histórico de outras doenças.

O terceiro óbito registrado no boletim desta sexta também é do sexo masculino, de 75 anos, com histórico de comorbidades. O paciente faleceu nesta quinta-feira (3), também em um hospital público de saúde de Petrolina.

As informações referentes à raça/cor/etnia dos casos registrados nesta sexta seguem abaixo.

Leitos

A taxa de ocupação geral dos leitos de UTI da rede pública reduziu de 66,66% nesta quinta para 60,60% nesta sexta. Dos 33 leitos disponíveis, 20 estão ocupados, sendo 11 por pacientes de Petrolina e 9 por aqueles de outras cidades da região. Os dados completos podem ser acessados no link, bem como todas as informações sobre a pandemia na cidade estão disponíveis no site da prefeitura.

3 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta para Pé no Saco Cancelar resposta

Comentar
Seu nome