Novo democrata, Miguel reforça: “Prazer, Pernambuco, me apresento para mudar nosso Estado”

por Antonio Carlos Miranda // 25 de setembro de 2021 às 16:09

Foto: Blog do Carlos Britto

Reforçando o tom de mudança em Pernambuco, o prefeito de Petrolina Miguel Coelho assinou simbolicamente sua ficha de filiação ao Democratas, em solenidade realizada na manhã deste sábado (25) no Armazém 14. Último a falar, o novo filiado ao DEM foi bastante aplaudido ao mostrar sua disposição em dar outros rumos ao Estado.

Para aqueles que não me conheciam até o presente momento, muito prazer Pernambuco. Sou Miguel Coelho, me apresentando para mudar nosso Estado”, declarou.

Não faltou agradecimento no discurso de Miguel. Uma das principais menções ele fez à deputada estadual Priscila Krause – a qual, nos bastidores políticos do Estado, vinha sendo especulada para deixar o DEM pela sua amizade com a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), que também se coloca como pré-candidata na disputa pelo governo do Estado. “Ela (Priscila), que tão bem representa a história do Democratas em Pernambuco e que tão bem me acolheu no partido. Priscila não só é referência pela história que construiu, mas pelo potencial e pelo projeto que tem para contribuir com Pernambuco ainda. Priscila é uma mulher de fibra, aguerrida, que acredita nos seus sonhos e nos seus projetos”, afirmou.

Outro citado por Miguel foi o deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos), a quem considera “um grande diferencial para a construção de um novo diálogo” para Pernambuco. Presidente estadual do DEM, Mendonça Filho também foi enaltecido por ter “aberto as portas” da legenda para a chegada do novo filiado, além da sua trajetória política em prol do Estado. “saiba que você não será novamente apenas nosso deputado federal, a partir do ano que vem. Você será corresponsável nesse projeto que se inicia hoje”, disse.

O presidente nacional da sigla e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, foi outro que mereceu ser destacado por Miguel “pelos valores que sempre preservou” no DEM. O último lembrado por Miguel foi o vice-presidente nacional do PSL, Antonio Rueda, que se incorpora ao projeto com a fusão anunciada entre as duas legendas.

O mais novo Democrata mencionou ainda os pais, senador Fernando Bezerra (MDB) e Adriana Coelho, além dos irmãos e da sua esposa Lara Secchi Coelho, que está grávida do segundo filho do casal. E, claro, engrandeceu Petrolina, a principal cidade do Sertão do Estado, a qual já lhe rendeu dois mandatos de prefeito. “Uma cidade que acreditou num jovem sonhador, mas com vontade de mudar, e acreditou na força do trabalho, da renovação, para poder fazer uma cidade do semiárido a melhor para se viver no Nordeste”, pontuou.

Foto: Blog do Carlos Britto

Críticas

Se não faltou agradecimento, também sobraram críticas à atual gestão do Estado. “Estamos aqui para iniciarmos um novo projeto, porque o Pernambuco de hoje está triste, perdendo as oportunidades”, declarou. O pré-candidato a governador disse que o maior objetivo desse projeto é resgatar “o protagonismo perdido” no Estado.

Com todo respeito à nossa irmã Bahia e à nossa irmã Paraíba, onde o sol nasce primeiro, somos orgulhos da nossa história. Queremos devolver o protagonismo a Pernambuco”, frisou.

Elencando vários problemas, entre eles a carga tributária elevada, o desemprego recorde e o abastecimento d’água precário no Estado, Miguel disse que não é com propaganda pela televisão ou pelas mídias sociais (referindo-se ao atual governo) que essas questões serão sanadas. “Temos que ir em campo conhecer o Pernambuco de verdade”, completou.

Além das autoridades citadas pelo prefeito, também compareceram ao evento o prefeito de Salvador, Bruno Reis; o de Campina Grande, Bruno Cunha; de Florianópolis, Gean Loureiro, além de prefeitos, vices e vereadores da Região Metropolitana, Sertão, Agreste e Zona da Mata de Pernambuco.

Novo democrata, Miguel reforça: “Prazer, Pernambuco, me apresento para mudar nosso Estado”

  1. Zezim do Ôvão disse:

    Não nos representa!
    Esse discurso, somado ao posicionamento elitista do clã Coelho, grupo fascista, sabida e obviamente, contrário aos interesses das classes menos favorecidas, deve e será repudiado pelo povo pernambucano.

    Se bem conheço a personalidade do redator deste blog, o comentário não será publicado. Né verdade?

  2. Defensor da liberdade disse:

    Vai ser muito legal esse novo Pernambuco. Viaduto com semáforo, ICMS de 200%, guarda florestal no lugar de guardas nas ruas.

    É daí para pior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *