Lançado pela Univasf Plano de Retomada das Atividades Presenciais

por Carlos Britto // 23 de setembro de 2021 às 20:59

Foto: Ascom/divulgação

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) lançou seu Plano de Retomada de Atividades Presenciais, que visa a orientar o retorno das atividades administrativas e acadêmicas presenciais na Instituição em meio ao contexto da pandemia de Covid-19. O Plano foi aprovado pelo Conselho Universitário (Conuni) na última reunião ordinária, realizada em 27 de agosto. Juntamente com o Protocolo de Biossegurança, o documento estabelece as bases para que o retorno das atividades ocorra de acordo com o cenário mais seguro possível.

Elaborado por um Grupo de Trabalho formado por servidores e discentes da Univasf, o plano determina que a retomada das atividades deve ocorrer de forma segura, gradativa, planejada, regionalizada, monitorada e dinâmica, considerando as especificidades de cada campus, bem como a dinâmica de saúde das regiões onde os campi da Univasf estão inseridos, de modo a preservar a saúde e a vida das pessoas.

Essas ações devem seguir as diretrizes já estabelecidas no Protocolo de Biossegurança da Univasf assim como critérios epidemiológicos de acompanhamento da pandemia, definidos e/ou deliberados pelos municípios e estados em que a Universidade está presente.

O pró-reitor de Ensino, Adelson Oliveira, ressalta que o Plano de Retomada e o Protocolo de Biossegurança são complementares e as diretrizes de ambos serão observadas para o planejamento do retorno às atividades presenciais. “Esses dois documentos são muito importantes, porque determinam as condições ideais e necessárias para a retomada das atividades presenciais na Univasf”, afirma. Ele lembra que o calendário acadêmico 2021, que será executado no ano de 2022, utiliza essas diretrizes como parâmetro.

Eixos

O plano de retomada está dividido entre os eixos de atividades administrativas, de ensino e extensão, e atividades laboratoriais, e adota o “Riscômetro”, uma metodologia de mapeamento dos ambientes universitários quanto ao risco de exposição e disseminação da Covid-19, desenvolvida pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Entre as ações estabelecidas destaca-se a elaboração por parte dos setores administrativos e colegiados acadêmicos do seu próprio Plano de Execução, que deverá descrever a forma como serão implementadas em cada setor as medidas previstas. Nos anexos do documento consta o Plano de Execução de Atividades da Unidade Siass, como um modelo que pode ser seguido. As informações são da assessoria.

Lançado pela Univasf Plano de Retomada das Atividades Presenciais

  1. Pedrão disse:

    O comércio está aberto, as festas a pleno vapor e os professores não querem trabalhar.

  2. PENSADOR disse:

    Será que ainda não foi percebido, que esse negócio de fecha tudo teve como finalidade principal o desgaste do Governo Federal? depois o retrocesso do País? vou lhes dar um simples exemplo de que essas autoridades não estão nem aí para o contágio pelo vírus. Seria muito fácil controlar a entrada de pessoas em supermercados e farmácias, não? claro, bastaria a vigilância só deixar adentro o recinto uma pessoa por família. O que é que vemos? duas pessoas ou mais da mesma família entrando no supermercado para comprar 1 kg de feijão.

  3. otavio disse:

    Em 1920 a Filósafa Ayn Rand escreveu.” Quando percebes que, para produzir, deves obter autorização de quem não produz nada. Quando percebes que o dinheiro não é para quem negocia bens, mas sim favores. Quando percebes que muitos são ricos por suborno e influência, em vez de trabalho, e que as Leis não nos protegem contra eles, mas ao contrário, são eles os protegidos. Quando percebes que a corrupção é recompensada e a honestidade se torna um autosacrifício. Então poderás afirmar, sem medo de contradição, que a tua sociedade está condenada”.
    Agora vejam se não é exatamente o que temos vivido nos últimos trinta anos? o Estado ditando as ordens e povo só obedecendo. Os políticos se dando sempre bem e povo que se exploda. Nesses últimos trinta anos, somente o governo federal atual é que está querendo mudar essa realidade, mas os obstáculos são inúmeros, pois o comunismo está em todas as repartições, principalmente nas escolas.

  4. Bruna Costa Matos disse:

    Espero com a volta das aulas na Univasf, o Magnifico Reitor decida convocar os Técnicos em Assuntos Educacionais que foram aprovados no ultimo concurso.
    Essa é uma demanda da Instituição Univasf.

  5. João Mendes Santos disse:

    Realmente a universidade carece de mais profissionais do corpo técnico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *