Festejos juninos de Petrolina levam Patrulha da Mulher a reforçar canais de atendimento

por Carlos Britto // 26 de maio de 2022 às 18:53

Foto: Ayrton Latapiat/PMP GCM

A proximidade dos festejos juninos levou a Guarda Civil Municipal (GCM) de Petrolina (PE) a reforçar o contínuo trabalho realizado pela Patrulha da Mulher no atendimento às vítimas de violência doméstica e familiar. Os casos podem ser denunciados à GCM através dos números 153 e pelo WhatsApp (87) 9 8844-2540.

Tem ainda o canal criado pela Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, que presta uma escuta e acolhida qualificada às mulheres em situação de violência através do número 180. Além desses contatos, as mulheres que passarem por situações desse tipo devem procurar a Delegacia da Mulher e o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CEAM) – este último no período das 8h às 13h.

Algumas ocorrências atendidas pela Patrulha ao longo desses anos foram relacionadas a denúncias de agressão física e psicológica; ameaça; violência patrimonial; invasão domiciliar; perturbação do sossego; tentativa de feminicídio; cárcere privado; violência sexual/atentado violento ao pudor; injúria e difamação. “Petrolina vem buscando cumprir o seu papel no fortalecimento da segurança pública municipal, como também na efetivação da Lei Maria da Penha. Se você, mulher, está passando por algum tipo de violência, não se cale. A ligação é gratuita“, destacou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Sustentabilidade, Emicio Júnior.

Festejos juninos de Petrolina levam Patrulha da Mulher a reforçar canais de atendimento

  1. Petrus disse:

    A guarda municipal é instrumento de uso político, servindo mais de guarda-costas da cúpula do município que a serviço do povo. Ligue para o 153, principalmente a noite e para combater barulho que eles mandam ligar para a polícia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.