Estudante petrolinense lança e-book ilustrado sobre Ana das Carrancas e José Vicente

por Carlos Britto // 26 de junho de 2022 às 14:42

Foto: Cortesia

Para celebrar o centenário da artesã Ana Leopoldina dos Santos, a eterna ‘Ana das Carrancas’, uma das maiores ceramistas do Nordeste e do Brasil, que desenhou com talento natural sua história de superação e sucesso no horizonte do artesanato pernambucano feito de barro, o jovem estudante desenhista, artista e ilustrador petrolinense Lucas Nogueira, 21 anos, ilustrou essa história de forma imaginária/real a partir de fotografias de cada cenário da narrativa, em formato digital.

O centenário será comemorado em 2023, mas o aniversário já começa a ser traçado por instituições. O lançamento do e-book ‘O Amor e a arte de Ana e José – a trajetória de Ana das Carrancas e José Vicente’, foi viabilizado pela Lei Adir Blanc, em Petrolina. “Na verdade, trago neste e-book, por meio de meus desenhos, alguns instantes de momentos importantes da trajetória de Ana das Carrancas e seu marido José Vicente, a partir de uma história que já existe. Apenas alinhei com a ideia de um livro infanto-juvenil, mas a leitura é para todas as idades”, observou Lucas, que se baseou no livro A Dama do Barro, do jornalista Emanuel Andrade, lançado em 2007.

O e-book trata a narrativa com foco no relacionamento de vida e arte do casal desde, quando Ana fazia com a mãe apenas utensílios domésticos de barro. No projeto gráfico, o autor ilustra passagens no formato preto e branco, para que jovens leitores possam colorir, já que a ideia é o lançamento físico do e-book para o formato em papel.

“Faremos contato com editora/gráfica interessada em adotar o livro. Já que em 2003 será comemorada a passagem dos 100 anos da artesã. Seria interessante que o livro fosse adotado por escolas da rede pública e privada para que as novas gerações conheçam a história dessa artista que elevou o Vale do São Francisco para o mundo das artes”, destacou o estudante. O E-book pode ser baixado e lido gratuitamente através de sua conta no Instagram: @nogueira_lucas21.

Trajetória

A narrativa e o roteiro das ilustrações do e-book transportam a história de Ana e José a partir da saga da família dela saindo de Santa Filomena (Sertão de Pernambuco) para o Piauí, fugindo da seca em busca de dias melhores onde houvesse trabalho. Já em Picos (PI) ela conhece José Vicente numa feira. Depois, a família decide partir para Petrolina, onde começa sua história de encontro com o Rio São Francisco, com o barro e o nascimento das carrancas.

Com o passar dos anos, empenho nas artes e sucesso por seu trabalho, a artista recebeu o título de Cidadã de Petrolina, foi Patrimônio Vivo de Pernambuco e ainda recebeu em Brasília a Medalha do Mérito Cultural. Um dos pontos altos de suas carrancas são os furos nos olhos de cada peça, numa homenagem ao marido José Vicente, que era deficiente visual. Ana das Carrancas faleceu em 2008, aos 85 anos, com vários problemas de saúde.

Foto: Cortesia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.